sábado, 25 de abril de 2015

Rexona-Ades e Molico/Nestlé estão prontos para a 10ª decisão

Da Assessoria de Comunicação da CBV.


25/04/2015 - Um dos grandes clássicos da história do voleibol brasileiro terá mais um capítulo neste domingo (26.04). Rexona-Ades (RJ) e Molico/Nestlé (SP) duelarão pela décima vez em finais da Superliga feminina de vôlei, às 10h15, na Arena da Barra, no Rio de Janeiro (RJ). A TV Globo, o SporTV e a Rede TV transmitirão ao vivo a decisão da temporada 2014/2015.

O Rexona-Ades leva vantagem no histórico dos confrontos diretos em decisões da Superliga, com seis títulos, contra três do Molico/Nestlé. Nesta edição, as equipes se enfrentaram duas vezes, com duas vitórias do time carioca. No primeiro turno, 3 sets a 0 e no segundo, 3 sets a 2. Na retrospectiva entre os times, foram 74 partidas, com 41 resultados positivos para o time do Rio de Janeiro e 33 para a equipe de Osasco.

Arena da Barra receberá a decisão da Superliga Feminina.
(Foto: Alexandre Arruda/CBV)

A ponteira Gabi, do Rexona-Ades, tem sido um dos destaques da equipe carioca na Superliga e aparece nas estatísticas oficiais da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) como a atacante mais eficiente e, ainda, a maior pontuadora do confronto, com 414 pontos. Para Gabi, o duelo deste domingo não tem favorito. “Fizemos uma boa campanha e chegamos à final muito motivadas. É uma decisão de jogo único e um dos grandes clássicos da história do voleibol brasileiro. Quem colocar mais o coração em quadra e estiver em um dia melhor vai ficar com o título. Não vejo um time favorito para essa decisão. Será uma grande partida e esperamos fazer um grande espetáculo”, analisou Gabi, que ainda fez uma análise do adversário deste domingo.

“O Molico/Nestlé está em uma grande fase, cresceu muito nos playoffs e é um time que bloqueia muito bem. Não podemos deixar elas se destacarem nesse fundamento”, disse Gabi, que luta pelo seu terceiro título da Superliga, depois de ser campeã das edições 12/13 e 13/14 com a equipe carioca.

Companheira de posição de Gabi no Rexona-Ades, a ponteira Natália chama a atenção para a força da torcida carioca. “Esse é o jogo mais esperado da temporada. Treinamos muito bem nesses dias e nos adaptamos ao ginásio. A torcida sempre nos apoiou e tenho certeza que ela vai fazer uma grande festa amanhã. Sabemos da dificuldade que vai ser o jogo e estamos preparadas”, disse Natália.

A central Thaísa, do Molico/Nestlé, que tem cinco títulos da competição, prevê um jogo muito equilibrado onde o lado psicológico das equipes será determinante. “Acredito que essa final será muito intensa, disputada e decidida nos detalhes. São duas grandes equipes, mas quem estiver mais bem preparado e errar menos vai ficar com o título. A final é um jogo com muita pressão que decide toda uma temporada e, por isso, o lado psicológico é ainda mais importante”, ressaltou Thaísa.

A meio de rede Adenízia, do Molico/Nestlé, que já esteve presente em 10 decisões de Superliga pelo time de Osasco, falou sobre o problema em dominar a ansiedade antes da partida decisiva da competição. “Fui uma das jogadoras que mais disputou finais pelo time de Osasco e sei como esses dias antes da decisão são difíceis para controlar a ansiedade, mas o Luizomar de Moura (treinador do Molico/Nestlé) está conseguiu dosar muito bem isso. Vivemos um bom momento e o grupo está muito confiante”, finalizou Adenízia.

0 comentários :

Postar um comentário