domingo, 12 de abril de 2015

NBB - Playoffs: Na prorrogação e fora de casa, Macaé empata série contra o Minas

Após ver Minas tirar vantagem de 20 pontos e levar partida para prorrogação, Macaé conta com brilho de Jamaal para vencer e empatar série oitavas de final em 1 a 1


Do site oficial da Liga Nacional de Basquete.

12/04/2015 - Foi muito disputado, foi no sufoco, mas o Macaé Basquete conseguiu vencer o Minas Tênis Clube. Após fechar a primeira etapa com 20 pontos de vantagem, a equipe macaense viu o Minas se recuperar totalmente na segunda etapa e levar a partida para a prorrogação. Porém, com vitória por 10 a 9 no tempo extra, o Macaé conseguiu terminar a partida realizada em Belo Horizonte com vitória, pelo placar de 81 a 80, e empatou em 1 a 1 a série oitavas de final dos playoffs do NBB 7.


Apresentando grande trabalho nos dois lados da quadra, a equipe macaense fez uma primeira etapa praticamente perfeita ao anotar 35 pontos e limitar o Minas a apenas 15 pontos. Já na segunda metade da partida o Minas melhorou muito seu desempenho e conseguiu levar a partida para a prorrogação. Durante o tempo extra, o Macaé foi liderado pelo armador Jamaal, que anotou oito dos dez pontos da equipe, e a equipe comandada pelo técnico Léo Costa conseguiu fechar a partida com a emocionante vitória.

Jamaal, do Macaé, e Shilton, do Minas. 
(Foto: Raphael Bózeo/Macaé Basquete)

“Essa vitória é fundamental para nós. Nosso time precisava muito deste triunfo e na minha opinião não merecíamos perder. Nosso tempo foi impecável, perdemos um pouco do foco na segunda etapa, durante a reação do Minas, porém no final tivemos a tranquilidade precisa para fechar a partida com vitória. Não podemos comemorar por muito tempo, precisamos nos concentrar para as próximas partidas em Macaé”, declarou o técnico Léo Costa, do Macaé.

O principal destaque do Macaé  foi o armador norte-americano Jamaal. Além de ser dono do roubo de bola no final da partida que garantiu o triunfo macaense, o armador foi cestinha da equipe, com 23 pontos, sendo que 21 deles foram anotados na segunda etapa e também na prorrogação. Outros atletas que tiveram importantes atuações por Macaé foram o pivô Atílio, dono de 15 pontos, o ala norte-americano Yan Young, autor de 13 pontos, e o também ala Eddy, que finalizou a partida com 12 pontos e oito rebotes.

Pelo lado do Minas o grande destaque foi o jovem ala/armador Danilo Siqueira. Autor de 26 pontos, cinco assistências, quatro tocos e três rebotes, Siqueira liderou a grande reação do Minas durante a segunda etapa de partida. Quem também se destacaram foram os alas Alex Oliveira e Bruno Irigoyen, donos de respecitivos 14 e 13 pontos.

“O jogo teve dois momentos distintos. Deixamos o Macaé ter moral no começo e isso facilitou muito o trabalho deles. No segundo tempo jogamos do jeito em que atuamos durante todo o campeonato, da forma em que nos deu a quinta melhor campanha. Nosso time sempre jogou jogo a jogo e vamos pegar a parte boa da nossa equipe nessa partida, que foi a segunda etapa, quando entramos mais firmes e focados dentro de quadra”, analisou o pivô Shilton.

Tudo igual na série, Macaé e Minas agora se enfrentam em duas partidas seguidas no Ginásio Juquinha, em Macaé (RJ). O terceiro jogo da série será realizado na próxima quarta-feira (15/04), às 19h30 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo na web, através do site http://lnb.com.br/tempo-real/. A quarta partida está marcada para a sexta-feira (17/04), também no Estado do Rio de Janeiro.

O Jogo

O Macaé começou a segunda partida da série já com cesta no primeiro lance de jogo e, aproveitando o aproveitamento muito ruim do Minas em seus arremessos, colocou logo sete pontos de vantagem no placar (10 a 3), após dois triplos certeiros do ala Eddy. Deixando de lado os tiros de fora e apostando nas infiltrações no garrafão macaense, o Minas melhorou um pouco seu desempenho, porém, não foi o bastante para reduzir a vantagem do Macaé, que fechou o primeiro quarto na liderança (13 a 7).

Sem querer dar chances de reação a seu adversário, mesmo atuando fora de casa, o Macaé continuou dominando a partida. Anotando os seis primeiros pontos do período, a equipe comandada pelo técnico Léo Costa colocou 12 pontos de vantagem em cima do Minas (19 a 7). Mesmo depois de pedido de tempo do técnico Demétrius, o Minas continuou com muitos problemas ofensivos e o Macaé aproveitou para seguir aumentando sua vantagem, que foi de 20 pontos ao final da primeira etapa (35 a 15).

O intervalo fez muito bem ao Minas, que voltou dos vestiários com a pontaria melhor e que com menos de cinco minutos disputados do período já tinha desempenho parecido do que havia tido nos dois primeiros quartos de jogo.  Por outro lado, o Macaé não conseguiu manter o grande desempenho da primeira etapa e viu seu adversário reduzir a desvantagem ataque por ataque.

Com grande atuação coletiva, com quatro jogadores com quatro pontos, o Minas chegou a aplicar uma corrida de 12 pontos seguidos e conseguiu reduzir a desvantagem para apenas nove pontos (45 a 34). A equipe macaense voltou a pontuar com o norte-americano Young, porém a equipe mineira aplicou nova sequência de sete pontos e deixou o jogo separado por apenas sete pontos (48 a 41). Com dois lances livres certos do armador Jamaal, o Macaé foi para o último período vencendo o jogo (50 a 41).

Já no período derradeiro da partida o duelo seguiu equilibrado, sempre com o Macaé a frente do placar e com o Minas tentando com todas as suas forças tentar se recuperar da desvantagem. Com grande desempenho de Alex e Siqueira, combinados para 16 pontos, o Minas conseguiu reduzir a desvantagem para apenas seis pontos, ainda quando faltavam pouco mais de dois minutos para terminar a partida.

Após ver a equipe mineira encostar no placar, o técnico Léo Costa parou o jogo para tentar esfriar a reação de seu adversário, mas isso não aconteceu. Dando sequência a sua belíssima partida, o jovem ala/armador Danilo Siqueira anotou os últimos nove pontos da partida, deu ao Minas a incrível recuperação e levou a partida para a prorrogação (71 a 71).

Já no tempo extra, o Minas se manteve quente ficou a frente do placar durante quase todos os cinco minutos, porém liderado pelo armador Jamaal, autor de quatro pontos seguidos, o Macaé conseguiu se recuperar no placar e voltou a igualar o placar (75 a 75). Já no último minuto, Jamaal acertou mais dois lances livres (77 a 75), Cafferata, com arremesso certeiro para 3 pontos, voltou a dar a liderança ao Minas (80 a 79), porém foi das mãos do experiente Márcio Dornelles o arremesso que garantiu a vitória mais do que emocionante para a equipe macaense.

“A gente defendeu muito bem no primeiro tempo, nosso ataque foi muito coletivo, tivemos uma atuação quase perfeita. No segundo tempo afrouxamos um pouco e o Minas melhorou bastante, principalmente a defesa. Felizmente tivemos a tranquilidade para fechar a partida com a vitória e vamos com tudo para as partidas lá em Macaé”, comentou Marcio Dornelles, herói da vitória macaense.

***

Minas Tênis Clube (5º) 1x1 Macaé Basquete (12º) 
Jogo 1: 
Jogo 2: 
Domingo (12/4), às 17h: Minas 80x81 Macaé, na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte (MG) - ao vivo no SporTV
Jogo 3: 
Quarta (15/4), às 19h30: Macaé x Minas, no Tênis Clube, em Macaé (RJ) - ao vivo no site da LNB
Jogo 4: 
Sexta (17/4), às 19h30: Macaé x Minas, no Tênis Clube, em Macaé (RJ)
Jogo 5: 
Segunda (20/4), às 19h30: Minas x Macaé, na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte (MG)

0 comentários :

Postar um comentário