sexta-feira, 24 de abril de 2015

Mogi reage contra Macaé e abre quartas do NBB com vitória

Após ficar três quartos em vantagem, equipe carioca não segura time mogiano, que vira e vence em casa 


De Belo Horizonte
Por Vinícius Silveira

24/04/2015 - Em jogo apertado e que só foi decidido no último quarto, o Mogi das Cruzes/Helbor venceu o Macaé Basquete – que valorizou demais a vitória paulista – por 84 a 72, na abertura da série válida pelas quartas de final do Novo Basquete Brasil 2014/2015. A equipe carioca chegou a ficar a frente no marcador durante quase todo o jogo disputado no Ginásio Hugo Ramos, mas na reta final, as bolas de três pontos de Filipin e Shamell fizeram a diferença para o time da casa.

O destaque da partida foi o capitão da equipe mogiana, Filipin. Com 23 pontos, sendo oito no último quarto, o jogador do Mogi das Cruzes foi o maior pontuador do jogo. Shamell também desequilibrou e anotou 17 pontos. Pelo lado carioca, o armador norte-americano Jamaal Smith conseguiu fazer 14 pontos, sendo o melhor em quadra pelo Macaé mais uma vez.

Filipin foi o nome do jogo.
(Foto: Cleomar Macedo/Helbor)

Com o resultado, o Mogi das Cruzes iniciou as quartas de final em vantagem sobre o rival. O próximo jogo está marcado para sábado (25), às 21h20, novamente no Ginásio Professor Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes. Os dois jogos seguintes estão marcados para o Tênis Clube, em Macaé, e, caso necessário, o quinto duelo será novamente no interior paulista, porque o Mogi fez melhor campanha (quarto colocado e, por isso, só estreia nos playoffs nesta fase).

O jogo

A partida iniciou com o Macaé surpreendo a todos os presentes ao Ginásio Hugo Ramos. Com excelente aproveitamento, a equipe carioca abriu 8 a 3. Sentindo o bom momento e a desatenção do Mogi das Cruzes, os visitantes abriram sete pontos de vantagem, mas, no final, o time local reagiu e reduziu para quatro: 17 a 13.

No segundo quarto, a partida apresentou-se mais equilibrada. O Mogi das Cruzes iniciou melhor e após batalhar muito, aliado ao apoio da torcida, o time da casa virou (25 a 22). No entanto, o Macaé acordou a tempo e retomou o controle do jogo (30 a 27). O jogo ganhou em emoção, mas os macaenses ainda apontaram à frente ao final do primeiro tempo: 37 a 34 (21 a 20 para o Mogi).

O terceiro quarto começou e o Macaé aumentou a vantagem para cinco pontos, contando com uma boa atuação de Fernando Mineiro. Porém, a pressão do Mogi das Cruzes começou a fazer efeito e o time local conseguiu um aproveitamento em quase todos os arremessos, ocasionando no empate entre os oponentes ao final da etapa. 55 a 55 (21 a 18 para o Mogi).

No último quarto, a pressão mogiana aconteceu do início ao fim. Gustavinho recolocou o Mogi das Cruzes na frente e o Macaé deu o troco e colocou os visitantes em vantagem. Porém, brilhou a estrela do ala Filipin, que acertou duas bolas de três pontos e virou o jogo para o time da casa não mais perder a dianteira (65 a 60). Com o ginásio enlouquecido, os mandantes foram no embalo e abriram 18 pontos de vantagem (83 a 65). Bem que os visitantes tentaram uma reação, mas foi inútil. Final: 84 a 72 (29 a 17 para o Mogi).

0 comentários :

Postar um comentário