sábado, 14 de março de 2015

Sada Cruzeiro vence jogaço contra Montes Claros e é o primeiro semifinalista da Superliga

Atual campeão, time celeste fecha melhor de três com a classificação em dois jogos e aguarda Minas ou Brasil Kirin


De Belo Horizonte.
Por Júlia Alves.

14/03/2015 - Após vencer o primeiro jogo das quartas de final da Superliga Masculina de Vôlei 2014/2015 contra o Montes Claros por 3 sets a 0, em Contagem, o Sada Cruzeiro não teve vida fácil na segunda partida realizada no norte de Minas, neste sábado (14). O MOC mostrou sua força e contou com mais de 9 mil torcedores o apoiando no estádio Tancredo Neves, número que representou recorde de público até agora nesta Superliga. Os times mineiros fizeram um jogo equilibrado, porém, o Sada se sobressaiu, principalmente nos dois primeiros sets, e conseguiu a vitória por 3 sets a 1, com parciais de 25/23, 25/18, 26/28 e 31/29. A vitória fora de casa garantiu a vaga na semifinal da competição ao Cruzeiro, que agora Minas Tênis Clube ou Brasil Kirin. O Minas venceu o primeiro jogo por 3 a 0 e o segundo duelo está marcado para as 10h30 (de Brasília) deste domingo, em Campinas.

O ponteiro cubano Leal, responsável por 13 pontos, foi eleito o melhor da partida e recebeu o Troféu VivaVôlei. O maior pontuador do jogo foi o oposto Wallace, também do Cruzeiro, com 22 acertos. Pelo lado do Montes Claros, o central Pedrão colocou 15 vezes a bola no chão da quadra adversária.

Sada Cruzeiro comemora ponto na partida que terminou com vitória por 3 sets a 1
Sada Cruzeiro comemora a classificação. 
(Foto: Renato Araújo/Sada Cruzeiro)

O jogo

A partida começou com muito equilíbrio, sem que nenhuma das equipes conseguisse uma diferença expressiva no marcador. Para não deixar o Sada Cruzeiro jogar com o passe na mão, o Montes Claros forçava o saque e deu trabalho a recepção do adversário. Apesar das dificuldades, o levantador William foi um dos destaques do time visitante. O Mago teve boas passagens pelo saque e ainda foi fundamental para garantir a variação das jogadas ofensivas, dificultando a marcação do oponente. Em sintonia com o armador, Wallace virava todas as bolas no primeiro set e garantiu a vantagem de 22 a 19. O Montes Claros não se abateu e conseguiu o empate em 22 a 22, com polêmica da arbitragem. Nada que abalasse o Cruzeiro, que, depois de dois pontos disputados, fechou o set em 25 a 23.

Assim como no primeiro set, o segundo teve um início muito equilibrado e as polêmicas com a marcação da arbitragem voltaram para a pauta do jogo. O ataque do Montes Claros era bem marcado pelo adversário. O bloqueio cruzeirense apareceu e conseguiu frear as ações dos ponteiros do MOC. Assim, o time visitante mostrou superioridade a partir da segunda parada técnica e abriu 22 a 16. Cometendo muitos erros, os donos da casa não conseguiram reagir e o Sada também venceu a segunda parcial, agora por 25 a 18.

Com uma situação confortável na partida, o Sada Cruzeiro começou o terceiro set desatento no jogo. Sem forçar o saque e com a recepção sem funcionar, o time visitante deixou cair sua intensidade e viu o Montes Claros tomar conta da partida. Precisando vencer para continuar vivo na Superliga, os donos da casa aproveitaram o momento de fragilidade do adversário e abriram 13 a 9. Com dificuldades de virar a bola, o Sada nem parecia ter como seu ponto forte o ataque. Dessa forma, o MOC controlava o jogo com uma diferença considerável no marcador. Entretanto, quando a vitória do time do norte de Minas parecia certa, o Cruzeiro reagiu em uma ótima passagem de Winters pelo saque e chegou a virar o marcador em 24 a 23. Apesar de ter sido surpreendido, o Montes Claros foi guerreiro no final e venceu o set por 28 a 26.

O quarto set teve um início lá e cá. Porém, como no set anterior, o Sada Cruzeiro caiu de rendimento, principalmente devido aos erros no saque e a falta de efetividade no ataque. O Montes Claros, com muita vibração e o apoio da torcida, cresceu no set e abriu três pontos de vantagem. Como em um retrato do terceiro set, o time da capital chegou ao empate no 22º ponto e a reta final foi equilibrada. As duas equipes revezavam a ponta no marcador e tiveram o ponto do set. Com emoção até o fim, a parcial terminou em um ponto de saque de Leal, que fez 31 a 29 e garantiu a vitória do Sada Cruzeiro na partida por 3 sets a 1.

Ficha de jogo:

Montes Claros Vôlei 1 x 3 Sada Cruzeiro
23/25, 18/25, 28/26 e 29/31

MONTES CLAROS:
Começaram: Rodriguinho (6 pontos), Cléber (15), Polaco (8), Ceará (9), Pedrão (15) e Salsa (2). Líbero: Ezinho.
Entraram: Acácio (5), Edinho (9), Índio (0) e Gianzinho (L).
Técnico: Marcelinho Ramos

SADA CRUZEIRO:
Começaram: William (1), Wallace (22), Filipe (0), Leal (13), Douglas Cordeiro (13) e Isac (9). Líbero: Serginho. 
Entraram: PV (1), Fernando Cachopa (0) e Winters (11).
Técnico: Marcelo Mendez

2º jogo das quartas de final da Superliga Masculina de Vôlei 2014/2015
Local: Ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG)
Data: 14/03/15
Horário: 12h30 (de Brasília) 

***

QUARTAS DE FINAL - SUPERLIGA MASCULINA:


1ª rodada - todos os jogos com transmissão do SporTV:
Sábado (7/3), às 10h30:
21h30:
Domingo (8/3), às 13h:
Segunda (9/3), às 18h30:

***

2ª rodada - todos os jogos com transmissão do SporTV:
Sábado (14/3), às 12h30: 
Montes Claros 1x3 Sada Cruzeiro, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG) - 23/25, 18/25, 28/26 e 29/31 
21h30: 
Maringá x Sesi-SP, no Chico Neto, em Maringá (PR) 
Domingo (15/3), às 10h30: 
Brasil Kirin x Minas, no Taquaral, em Campinas (SP) 
13h: 
Canoas x Taubaté, no La Salle, em Canoas (RS) 

***

3ª rodada (se necessário):
Segunda (16/3), às 18h30: 
Sesi-SP x Maringá, na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) 
Terça (17/3), às 21h30: 
Minas x Brasil Kirin, na Arena Minas TC, em Belo Horizonte (MG) 
Taubaté x Canoas, no Abaeté, em Taubaté (SP)

0 comentários :

Postar um comentário