quarta-feira, 11 de março de 2015

Festa para Fofão e invencibilidade mantida: Rexona-Ades vence em Osasco

No 45º aniversário de Fofão, Rexona-Ades dá um presente de aniversário à levantadora, vence o Molico/Nestlé fora de casa e segue invicto há 23 jogos

De Belo Horizonte.
Por Vinícius Silveira.

11/03/2015 - A noite não poderia ser melhor para o Rexona-Ades, do Rio de Janeiro, líder isolado e invicto da Superliga Feminina de Vôlei 2014/2015. Especialmente para Fofão. A levantadora completou 45 anos e a festa de aniversário não poderia ser melhor. A multicampeã, juntamente com suas companheiras, derrotou o Molico/Nestlé em um jogo emocionante do início ao fim, por 3 sets a 2, com parciais de 25/20, 18/25, 23/25, 25/23 e 15/11, no Ginásio José Liberatti, em Osasco. O duelo foi válido pela 12ª rodada do segundo turno da Superliga, que terá a primeira fase encerrada na próxima sexta-feira (13).

A aniversariante Fofão foi homenageada e recebeu flores da também levantadora Dani Lins.
(Foto: João Pires/Fotojump)

Para a tristeza do mundo do vôlei, Fofão vai se aposentar no fim da temporada, mas deixando uma história maravilhosa a ser contada. A prova maior do reconhecimento de um trabalho que começou há mais de 20 anos (começou na seleção em 1991) é que a torcida rival cantou parabéns a levantadora como forma de homenagear e agradecer por toda a carreira de Fofão.

A maior pontuadora foi do Osasco. Thaísa, com 24 pontos, teve de perto a ponteira Gabi, do Rio de Janeiro, que fez 22. Ainda se destacaram na partida a cubana Carcaces, do Molico, com 21, e Régis, do Rexona, com 17. A líbero Fabi, do time do Rio, foi escolhida a melhor em quadra e ficou com o Troféu VivaVôlei. O Molico/Nestlé segue em terceiro com 51 pontos e não tem mais chances de alcançar o Sesi-SP, vice-líder com 58. O Rexona-Ades segue imbatível e mantém a liderança isolada com 66 pontos, com 23 vitórias em 23 jogos, único invicto do torneio.

Na última rodada da fase de classificação, o Molico/Nestlé fecha sua participação contra o lanterna São José dos Campos, fora de casa, sexta-feira (13), às 21h30 (de Brasília). Osasco precisa da vitória para não ser ultrapassado pelo Camponesa/Minas, quarto colocado com 49 pontos. No mesmo dia e horário, o Rexona-Ades joga contra o vice-líder Sesi-SP, em casa.

O jogo

O time de Osasco entrou em quadra com muita disposição e saiu na frente. No entanto, não contava com a força do jogo carioca e a partida ficou equilibrada até o placar apontar 8 a 7 para o Rio de Janeiro. No decorrer do set, o cartaz de jogadas e a qualidade do time visitante apareceu, principalmente no bloqueio. As paulistas tentaram a recuperação virando bolas com Thaísa e Samara. No entanto, o time do técnico Bernardinho seguiu com bom aproveitamento e o Rexona-Ades fechou o placar em 25 a 20.

No segundo set, o Rexona abriu 3 a 0 logo de cara. Porém, o Molico acordou, virou o placar e se manteve à frente até o marcador apontar 10 a 7, quando Bernardinho pediu tempo. Mesmo assim, o time de Luizomar de Moura estava melhor, errando menos, e com a cubana Carcaces inspirada. No final, deu Osasco em 25 a 18, empatando o jogo em 1 a 1.

Na etapa seguinte, o time de Osasco se manteve melhor e disparou na frente, chegando a abrir cinco pontos de vantagem. Só que o Rexona mostrou porque está invicto no campeonato e encostou (13/10). O Molico/Nestlé começou a marcar pontos em todos os fundamentos e cresceram no jogo, que chegou empatado em 23 a 23. No momento decisivo, o time de Osasco foi melhor e fechou em 25 a 23, virando o jogo para 2 a 1.

Correndo risco de perder a invencibilidade na Superliga Feminina, as meninas do Rio de Janeiro entraram com uma postura mais agressiva, mas o Osasco mostrava mais bola e Thaísa seguia em noite inspirada. O set estava equilibrado, com empates e viradas a todo instante. Gabi chegou a acertar quatro ataques seguidos para a equipe carioca, e Carcaces não deixava por menos. No fim, no bloqueio de Gabi em Ivna, o jogo estava empatado com um 25 a 23 a favor do Rexona.

No tie-break, o Rexona mostrou o porquê de ter a melhor campanha, virando bolas com tranquilidade e aproveitando os erros do time da casa. A diferença de cinco pontos deu o tom do que seria a etapa decisiva. No final, 15 a 11 para o Rexona-Ades e vitória carioca em um jogo com a cara, a firmeza e a qualidade de Fofão. Parabéns!

Ficha do jogo:

Molico/Nestlé 2x3 Rexona-Ades
25/20, 18/25, 23/25, 25/23 e 15/11

MOLICO/NESTLÉ:
Começaram: Dani Lins (4), Adenizia (7), Ivna (10), Samara (12), Carcaces (21) e Thaísa (24) - Líbero: Camila
Entraram: Aline (1), Gabi e Diana
Técnico: Luizomar de Oliveira

REXONA-ADES
Começaram: Fofão, Bruna (8), Juciely (9), Carol (12), Régis (17) e Gabi (22) - Líbero: Fabi
Entraram: Roberta (6), Andréia (2), Amanda (1) e Drussyla (5)
Técnico: Bernardinho

25ª rodada (12ª do 2º turno) da Superliga Feminina de Vôlei 2014/2015
Local: Ginásio José Liberatti, em Osasco (SP)
Público: 2500
Data: 10/03/2015
Horário: 21h (de Brasília)

Melhor em quadra - Troféu VivaVôlei: Fabi (REX)
Maior pontuadora: Gabi (MOL), com 24 pontos

***

25ª rodada (12ª do 2º turno) - PENÚLTIMA DA 1ª FASE:
Terça (10/3), às 19h: 
São Bernardo 3x1 Uniara, no Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP) - 25/22, 22/25, 25/19 e 25/19
19h30: 
Praia Clube 3x1 São José dos Campos, no Praia Clube, em Uberlândia (MG) - 25/17, 25/23, 27/29 e 25/17
Pinheiros 3x2 Maranhão, no Henrique Villaboim, em São Paulo (SP) - 25/14, 25/23, 20/25, 20/25 e 18/16
20h: 
São Caetano 3x2 Rio do Sul, no Lauro Gomes, em São Caetano (SP) - 15/25, 25/21, 33/31, 23/25 e 15/12
Brasília 1x3 Minas, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF) - 28/26, 21/25, 7/25 e 18/25
21h: 
Molico/Nestlé 2x3 Rexona-Ades, no José Liberatti, em Osasco (SP) - 20/25, 25/18, 25/23, 23/25 e 11/15 - ao vivo no SporTV

***

26ª rodada (13ª do 2º turno) - ÚLTIMA DA 1ª FASE:
Sexta (13/3), às 21h30: 
Uniara x Brasília, no Gigantão, em Araraquara (SP)
Minas x São Caetano, na Arena Minas TC, em Belo Horizonte (MG)
Rio do Sul x Pinheiros, no Artenir Werner, em Rio do Sul (SC)
Maranhão x Praia Clube, no Castelinho, em São Luís (MA)
São José dos Campos x Molico/Nestlé, no Emp. Petrobrás, em São José dos Campos (SP)
Rexona-Ades x Sesi-SP, no Tijuca TC, no Rio de Janeiro (RJ)

0 comentários :

Postar um comentário