sábado, 7 de março de 2015

Em ginásio lotado, brasileiros vencem Jogo das Estrelas do NBB

Armador do líder Bauru, Ricardo Fischer foi o MVP da partida e comandou os brasileiros rumo à quarta vitória contra os gringos


De Coronel Fabriciano.
Por Matheus Soares.

07/03/2015 - Na tarde deste sábado (7), no lotado Ginásio Pedrocão, em Franca, foi realizada a edição 2015 do Jogo das Estrelas do Novo Basquete Brasil, em um fim de semana de grande festa para o basquete brasileiro. Comandados por Demétrius (técnico do Minas) e Guerrinha (treinador do Paschoalotto/Bauru), a equipe do NBB Brasil não deu muitas chances aos estrangeiros do NBB Mundo, orientados por Paco García (Mogi das Cruzes/Helbor) e Lula Ferreira (Franca). Os brasileiros venceram os gringos pela quarta vez em cinco jogos, agora por 131 a 110. 

Fischer foi escolhido o MVP da partida.
(Foto: Fotojump/Brasil/Divulgação LNB)

Pela primeira vez, uma edição do Jogo das Estrelas foi realizada de forma conjunta entre a Liga Nacional de Basquete (LNB) e a Liga de Basquete Feminino (LBF). No jogo feminino, que antecedeu ao masculino, as brasileiras venceram a equipe das estrangeiras por 78 a 73, dando início ao show verde e amarelo em quadra. 

O cestinha da partida masculina foi o armador do Bauru, o jovem Ricardo Fischer, que durante o jogo foi bastante vaiado por defender o rival do Franca. Sem sentir a pressão da torcida, Fischer marcou 26 pontos e 13 assistências. Guilherme Giovannoni (Brasília) saiu de quadra com 24 e o francano Léo Meindl anotou 23. Do lado estrangeiro, os cestinhas foram Shamell (Mogi), com 23, Herrmann (Flamengo), com 21 e Laprovittola (Flamengo), com 18. Shamell é o maior cestinha da história do Jogo das Estrelas, com 153 pontos.

O jogo

Quando a bola subiu, o que era pra ser uma partida festiva, virou uma partida séria e bastante pegada. Os brasileiros começaram em cima, com muita eficiência nas cestas de três com Marquinhos e Fischer. Após o placar chegar a 10 a 0 para o NBB Brasil, os estrangeiros do NBB Mundo acordaram e diminuíram um pouco a vantagem. No fim do primeiro quarto, os brasileiros foram para o intervalo com a vantagem de 20 pontos e vitória por 38 a 18, 21 deles marcados pela dupla Fischer e Marquinhos, que estavam bastante entrosados.

No segundo período, os estrangeiros começaram melhor. O argentino Herrmann foi bastante feliz nas cestas de três, anotando três seguidas. Mas Léo Meindl não deixou barato e acertou duas. Shamell também foi um dos nomes do NBB Mundo na etapa, ajudando a diminuir a diferença para 11 pontos. Já no fim da parcial, a equipe estrangeira já havia dominado o jogo. Liderados por Herrmann, que anotou 18 pontos, e Shamell, a equipe terminou o segundo quarto vencendo por 44 a 21. Foi a maior pontuação já anotada na história do Jogo das Estrelas, e os estrangeiros saíram vitoriosos por 62 a 59.

De volta para o terceiro quarto, rapidamente os brasileiros recuperaram a vantagem, e pareciam ter acordado após o mau segundo quarto. Abrindo uma boa vantagem no placar, o terceiro período terminou com uma boa vitória parcial dos brasileiros: 93 a 81 (40 a 23 na parcial). No último e decisivo quarto, as duas equipes voltaram com um time bastante modificado e com os reservas, fazendo com que a qualidade da partida caísse. Com um jogo forte fisicamente e com pouca produtividade, a diferença chegou a ser de oito pontos, mas os brasileiros souberam segurar os estrangeiros e venceram o período por 32 a 25. Aproveitando mais as chances na partida, o NBB Brasil venceu o NBB Mundo por 131 a 110.

TORNEIO DE HABILIDADES (sexta, 6)

Numa disputa bem acirrada, André Coimbra leva a melhor em cima de Maxwell no Torneio de Enterradas. No Torneio de 3 Pontos nem as vaias dos torcedores do Franca foram capazes de atrapalhar o ala-armador flamenguista Marcelinho, que pela segunda vez consecutiva levou o título. No Desafio de Habilidades, a expectativa estava toda em cima de Nezinho, mas quem levou a melhor foi o armador da Liga Sorocabana, Thiaguinho, completando o percurso em 27,1 segundos. No Desafio de Arremessos, o Time Chuí, formado pelo ex- jogador Chuí, Helinho e Adrianinha, venceu o Time Fausto, formado também por Marquinhos e Clarissa, além do veterano.


Ficha do jogo:

NBB Brasil 91x74 NBB Mundo
1º tempo: 59x62 (38x18 e 21x44)
2º tempo: 72x48 (40x23 e 32x25)

BRASIL:
Começaram: Ricardo Fischer (26 pontos), Alex (6), Marquinhos (9), Cipolini (11) e Lucas Mariano (9).
Entraram: Coelho (4), Rafael Mineiro (9), Léo Meindl (23), Giovannoni (24), Neto (5), Audrei (4) e Nezinho (1).
Técnicos: Demétrius e Guerrinha

MUNDO:
Começaram: Maxi Stanic (0), Shamell (23), David Jackson (6), Meyinsse (4) e Tyrone Curnel (9); Entraram: Herrmann (21), Laprovittola (18), Mata (10), Collum (0), Holloway (8), Dawkins (7), Toyloy (4).
Técnicos: Paco García e Lula Ferreira

Local: Ginásio Pedrocão, em Franca (SP)
Data: 07/03/2015
Horário: 16h (de Brasília)

0 comentários :

Postar um comentário