terça-feira, 10 de março de 2015

Basquete Cearense faz história ao conquistar LDB de forma invicta

Time de Fortaleza supera o Flamengo na final da Liga de Desenvolvimento de Basquete e levanta o troféu após vencer as 28 partidas da competição


De Aracaju.
Por Henrique Ferrera.

10/03/2015 - A história foi feita no ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza (CE), nesta terça (10). O Basquete Cearense venceu o Flamengo por 63 a 58, e conquistou a Liga de Desenvolvimento de Basquete, competição nacional sub-22. O título foi o primeiro de uma equipe nordestina em âmbito nacional, em competições organizadas pela Liga Nacional de Basquete, e ela veio categoricamente, com 28 vitórias em 28 partidas. Título mais do que merecido.

Equipe do Basquete Cearense campeã da LDB.
(Foto: Luiz Nunes/LNB)

O MVP da final foi Davi Rosseto. Foram 29 pontos só dele, além de oito rebotes. Cristiano Felício, do Flamengo, também teve atuação de craque, com duplo-duplo anotado: 19 pontos e 20 rebotes. Mas, para ele, e para o Flamengo, o gosto do tricampeonato termina amargo.

O jogo

Rodrigo começou o jogo calibrado. Com duas bolas de três seguidas, colocou o Flamengo em vantagem logo no começo, abrindo dez pontos de diferença. Com dificuldades, o técnico Espiga pediu tempo e acertou o time. O Basquete Cearense melhorou, liderado por Taddei, incumbido de substituir Victor Gusmão, e o primeiro período terminou em vantagem carioca de apenas cinco pontos: 18 a 13.

O segundo período foi de predomínio das defesas sobre os ataques. Com as duas equipes errando demais, o jogo se mantinha equilibrado. Já no final do segundo quarto, foi a vez de Lucas marcar duas bolas cruciais do perímetro e então, em lances livres de Davi, ir para o intervalo com vantagem mínima no placar: 27 a 26 para o Basquete Cearense.

Torcida teve papel fundamental na vitória.
(Foto: Luiz Nunes/LNB)

O Flamengo voltou melhor para a segunda metade da partida. Uma cesta de três de Léo foi a fagulha para o rubro-negro abrir seis pontos. Até então, Davi Rosseto tinha apenas nove pontos. Mas foi no momento mais difícil do Basquete Cearense que ele apareceu, ousado nas jogadas individuais e preciso nos arremessos. Os cearenses viraram para 45 a 41 e foram para o período final em vantagem.

Não demorou muito e o Basquete Cearense, empurrado pela torcida, abriu logo dez pontos. O técnico Paulo Chupeta sentiu que os jogadores estavam sucumbindo à pressão do ginásio e pediu tempo. O efeito foi positivo, e o Flamengo esboçou uma reação, mas cada vez que o rubro-negro encostava, Davi ia lá e acertava do arco. Com dois minutos para o fim, a vantagem era de 59 a 52, e aí o adversário se entregou, para delírio das arquibancadas.

Campanha do título do Basquete Cearense

1ª fase - Líder após 23 jogos, 23 vitórias, 46 pontos, 1736 pontos a favor e 1269 contra, saldo de 447
2ª fase - Octagonal: Líder (Grupo B) após três vitórias em três jogos, 195 pontos a favor e 144 contra, saldo de 51
Semifinal: 59 a 52 contra o Pinheiros
Final: 63 a 58 contra o Flamengo

0 comentários :

Postar um comentário