sábado, 20 de dezembro de 2014

Sem sustos, Real Madrid aproveita erros do San Lorenzo e é campeão mundial

Em noite apagada de Cristiano Ronaldo, Sergio Ramos e Bale furam a retranca da equipe argentina e coroam ano vitorioso madridista


De Brumado (BA).
Por João Vítor Marques.

20/12/2014 – Mesmo com todas as suas estrelas em campo, o Real Madrid precisou contar com as falhas do San Lorenzo para conquistar o quarto Mundial de sua história, em Marrakech (Marrocos), neste sábado (20). A catimba e a boa marcação argentinas seguraram o 0 a 0 até os 36 do primeiro tempo, quando brilhou a estrela de Sergio Ramos. O zagueiro, autor do gol que levou para a prorrogação a final da última Champions League contra o Atlético de Madrid, se mostrou decisivo mais uma vez e aproveitou falha de Yepes para marcar de cabeça. A equipe colón buscou o ataque, mas levou o segundo logo no início da etapa final, em “frango” de Torrico, que aceitou chute fraco de Bale. Tranquilo na partida, o Real se portou bem e segurou o esboço de pressão argentina para garantir mais uma taça.

Mesmo com atuação apagada de Cristiano Ronaldo, a equipe comandada por Carlo Ancelotti conquistou sem grandes sustos mais um título intercontinental - o primeiro com o novo formato da competição, implantado oficialmente pela FIFA em 2000. O troféu coroa grande ano madridista, que já havia conquistado a Champions League, a Supercopa da UEFA e a Copa do Rei em 2014.

Foto: Getty Images/FIFA/Divulgação

O jogo

Marcando a partir do meio do campo com seu tradicional 4-1-4-1, o San Lorenzo começou recuado e abusava das faltas para segurar o jogo. Logo a um minuto, Cristiano Ronaldo recebeu na área e tocou para Benzema, que, livre, não conseguiu completar para o gol. Mesmo com a maior posse de bola, o Real encontrava dificuldades para furar o bloqueio adversário. À base da catimba, a equipe comandada por Edgardo Bauza se portava bem lá atrás e conseguia pilhar os jogadores madridistas, que receberam dois cartões amarelos, para Sérgio Ramos e Carvajal.

Marcelo, pela esquerda, e Bale, pela direita, buscavam o jogo, mas as melhores oportunidades vinham com os erros do San Lorenzo. Aos 35, Benzema roubou a bola, invadiu a área e encontrou Bale, que chutou para intervenção de Torrico. Na sequência, Toni Kross cobrou escanteio e fez brilhar a estrela de Sérgio Ramos. Sempre decisivo, o zagueiro aproveitou falha da marcação e subiu mais alto que Yepes para cabecear no canto e abrir o placar.

Com a desvantagem, restou à equipe argentina desfazer a tática defensiva e partir para cima na segunda etapa. Mas o Real seguiu melhor na partida e ampliou o marcador logo aos seis minutos, em frango de Torrico. Bale recebeu ótimo passe em profundidade na área e chutou de canhota, sem força. A bola rasteira passou por baixo do goleiro argentino e morreu lentamente no fundo das redes.

Mesmo com o 2 a 0 no placar, o San Lorenzo não desistiu e seguia trocando passes em volta da área adversária. Kalinsski e Romagnoli, que entrou no lugar de Verón, buscavam o jogo pelo meio. Mas sobrou para Más dar o primeiro chute dos argentinos no jogo. O lateral esquerdo aproveitou uma de suas poucas investidas ofensivas, fintou Carvajal e chutou cruzado para defesa de Casillas. Mercier e Romagnoli tentaram de fora, mas também pararam no goleiro espanhol. Tranquilos no jogo, os campeões europeus seguraram bem a partida e ainda criaram boas oportunidades com Benzema e Ronaldo antes de se sagrarem campeões mundiais mais uma vez.

Ficha do jogo:

Real Madrid 2x0 San Lorenzo

REAL MADRID:
Casillas; Carvajal (Arbeloa), Pepe, Sergio Ramos (Varane) e Marcelo (Fábio Coentrão); Toni Kroos, Isco e James Rodríguez; Bale, Cristiano Ronaldo e Benzema.
Técnico: Carlo Ancelotti.

SAN LORENZO:
Torrico; Buffarini, Kannemann, Yepes (Cetto) e Más; Mercier, Ortigoza, Kalinski; Barrientos, Verón (Romagnoli) e Cauteruccio (Mauro Matos).
Técnico: Edgardo Bauza.

Final do Mundial de Clubes 2014
Local: Grand Stade, em Marrakech (Marrocos)
Data: 20/12/2014
Horário: 17h30 (de Brasília)

Gols: Sérgio Ramos, aos 37 minutos do primeiro tempo, e Bale, aos 6 minutos do segundo tempo

Árbitro: Walter Lopez (GUA)

Auxiliares: Leonel Leal (CRC) e Gerson López (GUA)

Cartões amarelos:  Ortigoza, Buffarini e Kannemann (SLO); Sérgio Ramos e Carvajal (RMD).

0 comentários :

Postar um comentário