quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Épico! Atlético goleia o Corinthians e segue na Copa do Brasil

Após sair em desvantagem de 2 a 0 na ida e levar gol logo no inicio, Galo marca quatro vezes e está na semifinal do torneio; adversário será o Flamengo


De Belo Horizonte.
Por Vinícius Silveira.

16/10/2014 - Tem coisas que no futebol só quem presencia pode contar. Outros, aproveitam os recursos para ver o que a vida reservou para poucos. Os atleticanos são, declaradamente, movidos por paixão, amor inabalável e união como o mais romântico dos casamentos. Na noite dessa quarta-feira (15), o torcedor e o Atlético-MG deram uma prova desse amor. No Mineirão, o Galo venceu o Corinthians por 4 a 1 e classificou-se para a semifinal da Copa do Brasil. Os gols do Atlético foram de Guilherme, duas vezes, Luan e Edcarlos. Paolo Guerreiro fez o único do Timão, que já havia vencido o primeiro jogo por 2 a 0 e saiu na frente na última noite.

A situação do Atlético era complicada. Ter que fazer três gols de diferença e não sofrer nenhum contra uma defesa altamente segura, não seria uma das missões mais simples. Pior ainda foi ter tomado o primeiro gol corintiano logo no início da partida. O prejuízo aumentou para quatro. Para o Galo que, curiosamente, jogou de branco, um uniforme que tem uma mística negativa para o torcedor, foi a superação que falou mais alto.

 Guilherme marcou duas vezes e foi fator determinante na classificação atleticana.
(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Com o resultado, o Atlético vai encarar o Flamengo nos dias 29 de outubro e 5 de novembro, em locais definidos por sorteio. Pelo Brasileirão, o Galo, quarto colocado, recebe a Chapecoense no sábado (17), às 21h. O Corinthians, sexto, vai ao Beira-Rio, no domingo (18), enfrentar o Internacional, às 16h.

O jogo

Toda a mística do "Eu Acredito", que ficou famoso na Taça Libertadores da América 2013 em favor do Atlético-MG, estava de volta. O Corinthians entrou em campo sabendo que sairia com dois gols de vantagem e sua forma de jogo, de atuar somente no contra-ataque, teria que ser muito bem usada. Logo aos quatro minutos, ela teve efeito na arrancada de Paolo Guerrero e no tiro cruzado sem defesa para Victor.

O que já era ruim, ficou ainda pior para o Galo. Mesmo assim, o torcedor não deixou de acreditar naquilo que lhe era tão caro e teria que ser pago com muito sacrifício. Porém, as coisas só engrenaram para o Atlético depois do gol sofrido. Antes, a equipe atleticana estava desorganizada e mal posicionada. Se permanecesse assim, poderia ter perdido a partida no Mineirão. Mas quem acreditou de verdade começou a sentir que poderia ser possível aos 23 minutos, com Luan, e aos 31, com Guilherme, que deu o passe para o primeiro lance e contou com desvio na zaga para marcar o segundo. Diego Tardelli ainda teve sua chance, mas parou em Cássio, aos 42. O primeiro tempo terminava com um prenúncio do que poderia acontecer, mas que ainda estava distante.

Na etapa final, o Atlético sofreu uma baixa. Luan, com dores na mesma costela que havia fraturado no jogo contra o Cruzeiro, saiu chorando e deu lugar a Maicosuel. O camisa 70 não deixou cair a qualidade e, logo de cara, teve uma chance, mas parou nos pés de Cássio. O Corinthians equilibrou a partida quando resolveu sair mais ao ataque. Guerrero perdeu uma oportunidade aos 13 minutos. Carlos respondeu para o Galo dois minutos depois.

O técnico Mano Menezes alterou a equipe e praticamente minou as melhores armas de contra-ataque do time, sacando Malcom e Renato Augusto, colocando Luciano e Danilo. O Corinthians ficou previsível e dependente de uma luz do peruano Guerrero. No Atlético, acabou o gás de Diego Tardelli, que jogara um dia antes pelo Brasil do outro lado do mundo, e o craque deu lugar a Marion. Já Leandro Donizete saiu para a entrada de Josué. O Timão mudou para pior. O Galo, não.

Aos 31 minutos, Douglas Santos cruzou, Carlos ajeitou, e Guilherme, que regula em decisões pelo Galo, fez o terceiro. O torcedor ganhou um novo gás, o time cresceu e chegou ao que tanto almejava. Aos 41, Dátolo cobrou escanteio e Edcarlos tocou para as redes de Cássio. O Mineirão explodiu em festa como quem tivesse conquistado um título por antecipação. É o Galo que foi forte e vingador e acreditou até o último minuto.

Ficha do jogo

Atlético-MG 4 x 1 Corinthians

ATLÉTICO:
Victor; Marcos Rocha, Edcarlos, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete (Josué), Luan (Maicosuel), Dátolo e Guilherme; Diego Tardelli (Marion) e Carlos.
Técnico: Levir Culpi

CORINTHIANS:
Cássio; Fagner, Anderson Martins, Felipe e Fábio Santos; Guilherme Andrade (Elias), Bruno Henrique, Petros e Renato Augusto (Danilo); Malcom (Luciano) e Paolo Guerrero.
Técnico: Mano Menezes

Segunda partida das quartas de final da Copa do Brasil 2014
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 32.640 pagantes
Renda: R$1.704.425,00
Data: 15/10/2014
Horário: 22h (de Brasília)

Gols: Paolo Guerrero, aos quatro minutos do primeiro tempo (Corinthians); Luan, aos 21, Guilherme, aos 31 minutos do primeiro tempo e aos 31 do segundo tempo, e Edcarlos, aos 41 minutos do segundo tempo (Atlético)

Árbitro: Leandro Pedro Vuadem (FIFA-RS)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (FIFA-BA) e Kleber Lucio Gil (FIFA-SC)

Cartões amarelos: Jemerson (Atlético) e Guilherme Andrade (Corinthians)

***

Copa do Brasil - Quartas de final (jogos de volta)
Quarta-feira (22), às 22h: 
Quinta (16), às 21h30:
Santos x Botafogo (3x2 na ida)

0 comentários :

Postar um comentário