terça-feira, 14 de outubro de 2014

Com quatro de Neymar e ótimo segundo tempo, Brasil atropela Japão

Mudanças de Dunga deixam meio-campo mais leve e seleção brasileira resolve partida na etapa final; Neymar deixou quatro


De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

14/10/2014 - A seleção brasileira de futebol virou o primeiro tempo do duelo contra o Japão, nesta terça-feira (14), em Cingapura, vencendo por 1 a 0 e com futebol pouco empolgante, muito devido à atuação apagada dos seus meio-campistas Oscar e Willian. Na etapa complementar, Dunga resolveu mexer logo ao intervalo. O treinador chamou Éverton Ribeiro e Philippe Coutinho e os dois modificaram a forma de jogar da equipe, agora mais veloz, e contou também com os espaços cedidos pela defesa japonesa para construir a goleada por 4 a 0, com quatro gols do craque Neymar.

Os próximos amistosos do Brasil serão em novembro. No dia 12, a seleção vai até Istambul enfrentar a Turquia. No dia 18, o desafio é contra a Áustria, em Viena.

O show foi dele.
(Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Após o retorno de Dunga, o Brasil não levou gols. O time conseguiu duas vitórias por 1 a 0, contra Colômbia e Equador, e 2 a 0 sobre a Argentina no último fim de semana, além do resultado desta terça.

Quando a bola rolou...

O Brasil foi a campo sem David Luiz, que sentiu dores na coxa no treino da segunda-feira (13). Assim, Gil foi escalado ao lado de Miranda, mantido como titular. Dentro de campo, o Japão veio com a estratégia de jogar com a marcação bem adiantada, com pelo menos cinco jogadores marcando a saída de bola brasileira, já no campo de defesa adversário. Nem isso foi capaz de deter as investidas de Neymar e Diego Tardelli, que já demonstravam muito entrosamento. Aos 16, a primeira do camisa 10. Neymar cobrou falta na trave e o goleiro Kawashima só torceu. Um minuto depois, Tardelli serviu o craque do Barcelona, que driblou o goleiro para marcar o primeiro.

A seleção brasileira ainda dominava, mas o Brasil tentava chegar. Aos 26, o chute de longa distância de Kobayashi foi por cima. Aos 35, Okazaki se antecipou ao zagueiro Gil e cabeceou à direita do gol de Jefferson. Depois disso, o time verde e amarelo apenas administrou o resultado conquistado.

Para a etapa complementar, o técnico Dunga resolveu promover testes. Na lateral, Mario Fernandes entrou na vaga de Danilo; no meio, Willian e Oscar cederam seus lugares a Éverton Ribeiro e Phillipe Coutinho. E Coutinho logo deu sua contribuição. Após boa movimentação do ataque, o meia deu passe de trivela para a infiltração de Neymar que, sozinho na cara do gol, não vacilou. 2 a 0, aos dois minutos. Miranda quase ampliou aos oito, mas o chute colocado parou na boa defesa de Kawashima.

O Brasil seguiu melhor e explorando o espaço cedido pelo Japão nos contragolpes. Éverton Ribeiro, outro que veio do banco, serviu Neymar. que driblou a zaga e acertou a parte externa da rede, aos 13 minutos. O meio-campo com Ribeiro e Coutinho deixou o time muito mais leve, resultando em jogadas velozes. O meia do Liverpool quase também deixou o seu aos 17, pouco antes de Tardelli ser substituído por Robinho. Para a alegria do torcedor, Kaká também entrou e mandou uma bola na trave. Mas quem marcou o terceiro foi Neymar, pegando rebote de chute de Coutinho, aos 31. Aos 35, Robinho e Kaká tabelaram e o último cruzou para Neymar deixar mais um, agora de cabeça.

Ficha do jogo:

Brasil 3x0 Japão

BRASIL:
Jefferson; Danilo (Mario Fernandes), Gil, Miranda e Filipe Luís; Luiz Gustavo (Souza), Elias (Kaká), Oscar (Philippe Coutinho) e Willian (Éverton Ribeiro); Neymar e Diego Tardelli (Robinho).
Técnico: Dunga

JAPÃO:
Kawashima; Sakai, Shiotani e Kosuke Ota; Morishige, Morioka (Honda), Shibasaki, Tanaka (Hosogai) e Taguchi; Okazaki e Kobayashi (Muto). 
Técnico: Javier Aguirre

Local: Estádio Nacional de Cingapura
Data: 14/10/2014
Horário: 7h45 (de Brasília)

0 comentários :

Postar um comentário