sábado, 11 de outubro de 2014

Com dois de Tardelli, Brasil vence Argentina no Superclássico

Em noite chinesa e dia brasileiro, Tardelli comanda a terceira vitória no Superclássico das Américas; Neymar desperdiça chances e Messi perde pênalti 


De Belo Horizonte.
Por Leonardo Henrique.

11/10/2014 - Em jogo disputado na China, vendido por seus patrocinadores, Brasil e Argentina fizeram o Superclássico das Américas no Estádio Ninho do Pássaro, neste sábado. As duas seleções entraram em campo completando 100 jogos, história centenária que teve inicio em setembro de 1914. Com uma atuação brilhante de Diego Tardelli, que marcou duas vezes, os brasileiros derrotaram os argentinos por 2 a 0. Os argentinos demonstraram um melhor futebol, principalmente na primeira etapa, mas não tiveram a eficiência da seleção brasileira e de seu novo camisa 9. Com essa partida,  o Brasil chegou à sua vitória número 40, contra 36 dos argentinos e 24 empates. 

Após a terceira conquista do Superclássico (2011, 2012 e 2014), o Brasil segue na Ásia para amistoso contra o Japão, na próxima terça-feira (14), em Cingapura, às 7h45 (de Brasília). 

Tardelli comemora seus dois primeiros gols pelo Brasil.
(Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Logo no início da partida, quase saiu o gol da Argentina. Aos 17 segundos, após receber belo lançamento, Agüero finalizou por cima da meta brasileira. Dois minutos mais tarde foi a vez de Dí Maria, que mandou por cima. A seleção não estava conseguindo dominar a bola e trocar dois passes seguidos. Com isso, a Argentina trabalhava muito bem as jogadas, e não tinha dificuldade alguma para chegar à meta brasileira. Novamente por cima do gol brasileiro, aos 18 minutos, Dí Maria finalizou com muito perigo.

A partir dos 22 minutos, a seleção brasileira começou a rodear mais a área da Argentina. Não estava levando perigo algum, mas conseguia alguns escanteios e cruzamentos. Mas quem marcou foi o Brasi. Aos 27 minutos, após cruzamento de Oscar, Fernández afastou mal e Diego Tardelli, em um belo chute de primeira, abriu o placar.

Após o gol, a Argentina passou por alguns minutos de apagão, errando muito na saída de bola e dando alguns espaços para o contra ataque da seleção brasileira que criou poucas jogadas, mas não finalizava com perigo. Aos 31 minutos, Neymar partiu em velocidade, fez bela jogada, mas errou o chute, perdendo o segundo gol do Brasil, que seria uma pintura. Como o Brasil não aproveitava, a Argentina acordou, voltou a pressionar e criar boas jogadas, até conseguir pênalti muito duvidoso de Danilo, marcado pelo árbitro chinês Fan Qi aos 39 minutos. marcou uma penalidade muito duvidosa. Na cobrança do gênio Lionel Messi, Jefferson fez uma excelente defesa, impedindo o empate argentino. O primeiro tempo foi da Argentina, mas o gol foi do Brasil.

No segundo tempo, a partida começou mais movimentada. A seleção brasileira continuou sofrendo com os ataques argentinos, mas aproveitava melhor os contra-ataques. Quinze minutos se passaram e o Brasil estava mais perto do segundo gol do que a Argentina do primeiro. E foi isso que aconteceu. Aos 18 minutos, Oscar cobrou escanteio, David Luiz desviou no primeiro pau e Diego Tardelli cabeceou para o fundo do gol. 2 a 0.

Quando o Brasil ampliou o placar, o ímpeto argentino diminuiu ainda mais. Aquelas trocas de bola, velocidade e jogadas que envolviam o Brasil não existiam mais. Com isso, o jogo do Brasil, que era na base do contra-ataque, foi ficando superior à Argentina. O time verde e amarelo jogou melhor na segunda etapa, pois a Argentina diminuiu o ritmo e passou a errar mais.

Ficha do jogo:

Brasil 2 x 0 Argentina

BRASIL:
Jefferson; Danilo, Miranda, David Luiz (Gil) e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Elias, Oscar e Willian; Neymar (Robinho) e Tardelli (Kaká).
Técnico: Dunga

ARGENTINA:
Romero; Zabaleta, Demichelis, Federico Fernández e Rojo; Mascherano, Roberto Pereyra (Pérez), Lamela (Pastore) e Dí Maria; Agüero (Higuaín) e Messi.
Técnico: Gerardo Martino

Superclássico das Américas
Local: Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim (China)
Data: 11/10/2014
Horário: 09h05 (de Brasília)

Gols: Diego Tardelli, aos 27 minutos da primeiro tempo, e aos 18 minutos do segundo tempo

Árbitro: Fan Qi (China)
Auxiliares: Huo Weiming (China) e Um Yuxin (China)

Cartões amarelos: David Luiz, Danilo e Miranda (BRA); Mascherano e Zabaleta (ARG)

0 comentários :

Postar um comentário