sábado, 25 de outubro de 2014

Com desfalques e Victor expulso, Atlético-MG vira sobre Sport no Independência

Em jogo movimentado, Galo supera desfalques e vence mesmo com um a menos durante bom tempo. Atlético vira vice-líder e Leão segue ameaçado


De Belo Horizonte. 
Por Matheus de Oliveira. 

25/10/2014 - O Atlético-MG chegou ao topo de sua trajetória em 2014, até então, com a vitória por 3 a 2 sobre o Sport na noite deste sábado (25). O triunfo no Independência coloca o Galo, nesta 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, na vice-liderança, ao menos até segunda-feira (27). É o ponto mais alto da trajetória alvinegra na competição e o feito pode ser comemorado, considerando o que se esperava do time no primeiro semestre. O alvinegro saiu em desvantagem e virou na etapa complementar, antes do goleiro Victor ser expulso e as coisas ficarem mais difíceis.

Tiago comemora gol na estreia pelo Atlético-MG.
(Foto: Bruno Cantini/Divulgação)

A incerteza da permanência na segunda colocação, com 54 pontos, dá-se pelo fato de o São Paulo, terceiro colocado, com 53, ter um jogo a menos. O Tricolor fecha esta rodada do Brasileirão nesta segunda (29), no Morumbi, diante do Goiás. O próximo compromisso atleticano é pela Copa do Brasil, quarta-feira (29), quando enfrenta o Flamengo, às 22h, no Maracanã, em partida de ida da semifinal do torneio. Pelo Brasileiro, o duelo seguinte é com o Atlético-PR, domingo (2), às 19h30, na Arena da Baixada.

O Sport, que tenta se distanciar da zona de rebaixamento, permanece na 12ª posição, com 37 pontos - quatro a mais que o Coritiba, o 17º. O Leão volta a campo no domingo (2), para encarar o Figueirense, às 17h, na Ilha do Retiro.

O jogo

Diante das ausências de Diego Tardelli, Luan, Guilherme e Edcarlos, o Atlético-MG foi a campo com novidades. O zagueiro Tiago estreou com a camisa alvinegra, o lateral-direito Marcos Rocha foi deslocado para o meio campo e foi substituído na ala por Alex Silva.

As inevitáveis modificações atrapalharam o Galo, que, no primeiro tempo, pecou defensivamente e nada criou. Quando o Sport abriu o placar, aos 17 minutos, também não fazia grande exibição. Rodrigo Mancha aproveitou falha de Victor, que reboteou chute do próprio volante rubro-negro, e abriu o placar.

O empate atleticano veio aos 32, com o estreante zagueiro Tiago, em cobrança de falta. A bola quase sobre a linha frontal da área, entre o bico esquerdo e a meia lua. O defensor arriscou rasteiro, no canto direito de Magrão, que nem se mexeu e viu a bola ganhar a rede.

O Galo voltou com Pierre no lugar de Alex Silva. A ideia era voltar com Marcos Rocha para a lateral-direita e dar liberdade a ele e a Dátolo. A mudança foi fundamental para a virada do Atlético-MG. No segundo gol, o ala iniciou a jogada tocando para Maicosuel, que passou para Dátolo driblar a marcação em frente à área e chutar colocado no canto direito, aos 2.

Carlos precisou chutar duas vezes para conseguir fazer o terceiro do Galo, aos 23. Dátolo arriscou, Magrão deu rebote e o jovem atacante ficou cara a cara com o goleiro rubro-negro, que fez ótima defesa. Carlos tentou novamente e conseguiu marcar.

O Atlético-MG teve a baixa do goleiro Victor, que sendo o último homem da defesa, cometeu falta na intermediária para impedir a chance clara de Wendel e foi expulso. Entrou Uilson, de 20 anos, formado no Galo. O jovem arqueiro pareceu nervoso (de ansiedade) e errou algumas cobranças de tiro de meta. Após fazer boa defesa em chute de Danilo, o goleiro foi vazado, aos 32. A defesa não pegou o rebote, que sobrou para Diego Souza encontrar Danilo novamente, que desta vez não perdoou.

Ficha do jogo:

Atlético-MG 3x2 Sport

ATLÉTICO:
Victor; Alex Silva (Pierre), Jemerson, Tiago e Douglas Santos; Josué, Marcos Rocha, Dátolo e Maicosuel (Marion); Cesinha (Uilson) e Carlos. 
Técnico: Levir Culpi

SPORT:
Magrão; Vítor, Henrique Mattos, Durval e Renê (Zé Mário); Wendel (Ananias), Rodrigo Mancha, Ronaldo (Danilo), Ibson e Diego Souza; Felipe Azevedo.
Técnico: Eduardo Baptista

31ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 13.604 pagantes
Renda: R$ 271.875
Data: 25/10/2014
Horário: 18h30 (de Brasília)

Gols: Tiago, aos 32 minutos do primeiro tempo, Dátolo, aos 2, e Carlos, aos 23 do segundo tempo (ATL); Rodrigo Mancha, aos 17 do primeiro tempo, e Danilo, aos 32 do segundo tempo (SPO)

Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)

Cartões amarelos: Marcos Rocha (ATL) Durval, Rodrigo Mancha e Diego Souza (SPO)
Cartão vermelho: Victor (ATL)

***

31ª rodada - Brasileirão: 
Sábado (25/10), às 16h20: 
Fluminense 2x1 Atlético-PR 
18h30: 
Coritiba 1x1 Grêmio 
Chapecoense 1x1 Santos 
Vitória 3x1 Criciúma 
21h: 
Botafogo 2x1 Flamengo 
Segunda (27/10), às 20h30: 
São Paulo x Goiás

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 61 pontos (31 jogos) 
2º - Atlético-MG - 54 pontos (31 jogos)
3º - Internacional - 53 pontos e 16 vitórias (31 jogos)
4º - São Paulo - 53 pontos e 15 vitórias (30 jogos)
5º - Corinthians - 53 pontos e 14 vitórias (31 jogos)
6º - Fluminense - 51 pontos, 14 vitórias e 18 gols de saldo (31 jogos)
7º - Grêmio - 51 pontos, 14 vitórias e 8 gols de saldo (31 jogos)
8º - Santos - 46 pontos (31 jogos)
9º - Goiás - 41 pontos (30 jogos)
10º - Atlético-PR - 40 pontos, 11 vitórias e -3 gols de saldo (31 jogos)
11º - Flamengo - 40 pontos, 11 vitórias e -5 gols de saldo (31 jogos)
12º - Sport - 37 pontos (31 jogos)
13º - Figueirense - 36 pontos, 10 vitórias e -12 gols de saldo (31 jogos)
14º - Palmeiras - 36 pontos, 10 vitórias e -16 gols de saldo (31 jogos)
15º - Chapecoense - 36 pontos e 9 vitórias (31 jogos)
16º - Vitória - 34 pontos (31 jogos)
17º - Botafogo - 33 pontos e 9 vitórias (31 jogos)
18º - Coritiba - 33 pontos e 8 vitórias (31 jogos)
19º - Bahia - 31 pontos (31 jogos)
20º - Criciúma - 30 pontos (31 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário