quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Atlético leva gol no fim e volta da Bahia apenas com empate

Galo vencia até os 38 do segundo tempo e assumia a vice-liderança do Brasileiro; chances perdidas, falha na marcação e gol de Guilherme Santos dão empate ao Bahia, que segue no Z-4


De Belo Horizonte.
Por Vinícius Silveira.

22/10/2014 - "Quem não faz, leva" é uma frase tão comum no futebol e repetida várias vezes quando acontecem resultados como o dessa terça-feira (21). Na Fonte Nova, o Atlético-MG esteve a poucos minutos de garantir mais três pontos preciosos, mas deixou escapar o triunfo após perder um "caminhão" de gols. O Galo saiu na frente com Luan já na etapa complementar, mas Guilherme Santos empatou o jogo da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro já aos 38 minutos do segundo tempo.

Frases como a de hoje também servem para o Bahia, que deixou de sair do primeiro tempo em vantagem no placar, após perder, no mínimo, duas boas oportunidades. Também fica difícil pensar em quem ficou mais prejudicado com o resultado: se é o tricolor baiano, lutando desesperadamente contra o rebaixamento para a Série B, ou o Atlético, que assumiria o segundo lugar do Brasileirão com a vitória. Não ficou bom para ninguém.

 aEmpate entre o Bahia, de Guilherme Santos, e o Atlético, de Josué.
(Foto: Getty Images)

Com o resultado, o Bahia perdeu uma chance de ouro para sair do Z-4. Para completar, um triunfo empurraria o arquirrival, o Vitória, para a zona de rebaixamento. O Tricolor chegou ao 17º lugar com 31 pontos. Já o Atlético também ganhou apenas uma posição momentaneamente e é o terceiro, com 51 pontos, mas pode até sair do G-4, caso o Corinthians vença seu compromisso contra o rubro-negro baiano e o Inter empate com o Flamengo no Rio.

Na próxima rodada, a rodada cheia será no sábado (25), por conta do segundo turno das eleições. O Bahia vai ao Beira-Rio encarar o Internacional, às 21h (de Brasília). O Atlético joga mais cedo, às 18h30, diante do Sport, no Independência.

O jogo

A partida começou favorável ao Bahia. O técnico Gilson Kleina optou por escalar os laterais Diego Macedo e Guilherme Santos na armação das jogadas, como se fossem pontas. O Atlético perdia suas laterais que, ofensivamente, contribuíam ativamente, principalmente, Marcos Rocha. O Tricolor, mesmo sem ter muita qualidade técnica a se apresentar, criou jogadas para fazer gols em cima do oponente. Duas chances foram incrivelmente perdidas, as duas com Diego Macedo.

O Atlético passou a acordar para o jogo a partir da metade do primeiro tempo, quando a equipe conseguia imprimir seu jogo, com rapidez nos toques de bola para envolver a lenta defesa baiana. Contudo, assim como o Bahia, o Galo também perdeu boas oportunidades de gol.

Na etapa final, o Atlético voltou melhor e mais combativo em campo. O Galo decidiu abandonar a defesa e sair para o ataque na tentativa de pressionar o Bahia. Aos oito minutos, os mineiros saíram na frente com Luan, de cabeça, após cruzamento de Douglas Santos e a cabeçada certeira do baixinho de 1,70m. O time baiano se lançou ao ataque, mas sem qualquer qualidade no passe.

O Galo tinha o jogo a seu favor. O contra-ataque, uma das mais poderosas armas do Atlético, era o grande trunfo do time mineiro, mas os atleticanos Carlos e Diego Tardelli perderam gols que poderiam selar os três pontos para o alvinegro. Melhor para o Bahia, que após lançamento de Uelliton, encontrou Guilherme Santos em ótimas condições de finalizar e tocar por cima de Victor, aos 38 minutos. Na comemoração, o lateral esquerdo, jogando como meia, tirou a camisa e, como já tinha amarelo, acabou expulso. Tardelli também levaria o vermelho após cometer falta antes de marcar um gol anulado e reclamar com a arbitragem.

Ficha do jogo:

Bahia 1x1 Atlético-MG

BAHIA:
Marcelo Lomba; Railan, Lucas Fonseca, Demerson e Pará (Willian Bárbio); Uelliton, Bruno Paulista, Guilherme Santos, Diego Macedo (Lincoln) e Marcos Aurélio (Potita); Henrique.
Técnico: Gilson Kleina

ATLÉTICO:
Victor; Marcos Rocha, Edcarlos, Jemerson e Douglas Santos; Josué, Luan (Pierre), Dátolo (Cesinha) e Guilherme (Maicosuel); Diego Tardelli e Carlos.
Técnico: Levir Culpi

30ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014
Local: Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 21/10/2014
Horário: 21h50 (de Brasília)

Gols: Luan, aos 8 minutos do segundo tempo (CAM); Guilherme Santos, aos 38 minutos do segundo tempo (BAH)

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Marcio Luiz Augusto (SP) e Cristhian Passos Sorence (GO)

Cartões amarelos: Pará (BAH); Josué, Edcarlos e Luan (CAM)
Cartões vermelhos: Guilherme Santos (BAH) e Diego Tardelli (CAM)

***


30ª rodada - Brasileirão:
Terça (21/10), às 21h50: 
Bahia 1x1 Atlético-MG 
Quarta (22), às 19h30: 
Cruzeiro x Palmeiras 
Flamengo x Internacional 
Corinthians x Vitória 
Criciúma x Atlético-PR 
21h: 
Grêmio x Figueirense 
Coritiba x Botafogo 
22h: 
Chapecoense x São Paulo 
Santos x Fluminense 
22h30: 
Sport x Goiás 

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 59 pontos (29 jogos) 
2º - São Paulo - 52 pontos (29 jogos)
3º - Atlético-MG - 51 pontos (30 jogos)
4º - Internacional - 50 pontos (29 jogos)
5º - Corinthians - 49 pontos (29 jogos)
6º - Grêmio - 47 pontos (29 jogos)
7º - Santos - 45 pontos e 13 vitórias (29 jogos)
8º - Fluminense - 45 pontos e 12 vitórias (29 jogos)
9º - Goiás - 38 pontos (29 jogos)
10º - Atlético-PR - 37 pontos, 10 vitórias e -3 gols de saldo (29 jogos)
11º - Flamengo - 37 pontos, 10 vitórias e -6 gols de saldo (29 jogos)
12º - Sport - 37 pontos, 10 vitórias e -13 gols de saldo (29 jogos)
13º - Figueirense - 35 pontos (29 jogos)
14º - Palmeiras - 34 pontos e 10 vitórias (29 jogos)
15º - Chapecoense - 34 pontos e 9 vitórias (29 jogos)
16º - Vitória - 31 pontos e 8 vitórias (29 jogos)
17º - Bahia - 31 pontos e 7 vitórias (30 jogos)
18º - Botafogo - 30 pontos e 8 vitórias (29 jogos)
19º - Criciúma - 30 pontos e 7 vitórias (29 jogos)
20º - Coritiba - 29 pontos e 7 vitórias (29 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário