domingo, 12 de outubro de 2014

Após Brasil ficar com o bronze, EUA conquistam Mundial Feminino de Vôlei

Seleção brasileira se despede com vitória sobre a anfitriã Itália, enquanto Estados Unidos batem China e conquistam o ouro 


De Uberlândia.
Por Aline Guerra.

12/10/2014 – O domingo (12) foi o dia do encerramento do Campeonato Mundial Feminino de Vôlei, disputado na Itália. Primeiro, o Brasil disputou o bronze contra as donas da casa e venceu por 3 sets a 2. Na sequência, um bom duelo entre Estados Unidos e China terminou com vitória americana, por 3 a 1. Os EUA conquistam o Mundial pela primeira vez. Assim como as brasileiras, a equipe estadunidense não tinha nenhuma conquista. Além do troféu, a seleção americana será a nova número 1 do mundo no ranking anunciado nesta segunda (13), deixando o Brasil em segundo.

Comemoração da equipe americana, campeã mundial pela primeira vez.
(Foto: FIVB/Divulgação)

A equipe americana, comandada pelo gigante Karch Kiraly, suou para derrotar as chinesas comandadas por Lang Ping. A vitória veio em quatro sets, com parciais de 25/23, 25/20, 16/25 e 26/24. Kimberly Hill foi a maior pontuadora americana, com 20 pontos, seguida pelos 15 de Christa Dietzen. As duas maiores pontuadoras chinesas tiveram a mesma pontuação. Chunlei Zeng colocou 20 bolas no chão, enquanto Ting Zhu e Ruoqi Hui anotaram 15 cada.

Comandada no primeiro set pela capitã Christa Dietzen, a vitória veio em 27 a 25, em uma parcial que teve vários bloqueios. A equipe chinesa também ofereceu resistência na parcial seguinte, mas os erros de recepção comprometeram as jogadas na reta final, resultando na derrota por 25/20. Na terceira parcial, a história foi diferente para a China, que se impôs e logo conseguiu boa vantagem, abrindo 25 a 16. O equilíbrio retornou no disputado quarto set, decidido pelo bloqueio americano. O set foi vencido por 26 a 24.

Itália 2x3 Brasil

Na preliminar, a seleção brasileira teve que se recuperar da dura derrota para os EUA no sábado (11), por 3 a 0. O Brasil vinha invicto até o tropeço e encarou a Itália, que também fazia grande campanha no torneio. A partida foi tensa, digna de final, e as brasileiras venceram, na raça, por 25/15, 25/12, 22/25, 22/25 e 15/7. Valentina Diouf, ponteira italiana, foi a maior pontuadora e destaque no jogo com 31 pontos. Sheilla foi o destaque brasileiro, com 21 acertos.

O Brasil encerra sua participação no mundial com a melhor campanha, apenas uma derrota, e a medalha de bronze.

Com apenas uma derrota, Brasil se despede do Mundial.
(Foto: FIVB/Divulgação)

Bastante concentrado e consistente na defesa, o Brasil começou melhor que as adversárias no primeiro set. A Itália apresentava problemas na recepção e no ataque. Com a entrada de Piccinini e Diouf, as italianas conseguiram mais volume de jogo, mas a vantagem brasileira já era grande e a vitória veio em 25 a 15. O segundo set foi mais equilibrado, com a Itália mais consistente e o Brasil seguindo forte no fundo de quadra. No fim, as brasileiras seguiram superiores e anularam as italianas, principalmente Diouf, que virava todas as bolas. Com sobras, 25 a 12 para o time verde e amarelo.

No terceiro set, a Itália cresceu com Diouf comandando. O Brasil parou. Com a desconcentração adversária, as donas da casa ganharam força desde os primeiros pontos e fecharam sua primeira parcial em 25 a 22. E a Itália embalou de vez. Na quarta parcial, o time teve que lidar com mais resistência das brasileiras, mas na raça e nos potentes ataques de Diouf e Del Core, as italianas conseguiram a vitória de virada: 25 a 22. No tie-break, o Brasil sentiu a responsabilidade e voltou com tudo para o set decisivo, viu as italianas perdendo pontos e aproveitou. Vitória brasileira, valorizada pela luta. 15 a 7.

0 comentários :

Postar um comentário