sábado, 27 de setembro de 2014

Flamengo faz belo jogo, mas Maccabi vence 1º jogo da Copa Intercontinental

Time israelense reage no fim e vence primeiro jogo da Copa Intercontinental por apenas três pontos de diferença; título mundial será decidido domingo

Do site oficial da Liga Nacional de Basquete.

27/09/2014 - Foi um grande jogo. Nesta sexta-feira (26), na calorosa e barulhenta HSBC Arena, no Rio de Janeiro, o Flamengo não se intimidou diante do atual campeão europeu Maccabi Tel-Aviv (ISR), dominou grande parte do confronto, mas tomou a reação nos momentos finais e foi derrotado na primeira partida da Copa Intercontinental 2014, por apenas três pontos de diferença, placar de 69 a 66.

Agora, para sair com o título mundial, a equipe do técnico José Neto precisa de uma vitória por pelo menos quatro pontos de diferença no segundo e derradeiro duelo final do Mundial Interclubes, marcado para este domingo (28/09), na mesma HSBC Arena, às 12 horas (de Brasília), com transmissão ao vivo para todo o Brasil através dos canais SporTV.

Jeremy Pargo foi o homem do jogo.
(Foto: Gaspar Nóbrega/FIBA Américas)

Caso o Flamengo vença o Jogo 2 por apenas um ou dois pontos, o título ficará com o Maccabi Tel Aviv. Já em caso de triunfo rubro-negro pelos pelo mesmos três pontos de diferença, o critério de desempate entre os dois times será o saldo average. Se exitar por quatro ou mais pontos, os cariocas ficarão com a taça de campeão da Copa Intercontinental.
Para sair de quadra com a vitória, o time de Israel contou com grande e fundamental exibição do armador norte-americano Jeremy Pargo, responsável por 21 pontos, sendo 14 deles no segundo tempo. Quem também apareceu bem em favor da representação europeia foi o ala Guy Pnini, autor de 11 pontos e quatro rebotes.
Pelo lado do Flamengo, que mandou no placar desde os primeiros minutos do jogo e perdeu a vantagem somente no finalzinho, teve como destaques o ala/pivô Olivinha, que saiu do banco e registrou 13 pontos e apanhou sete rebotes, e do ala Marquinhos, com 11 tentos anotados.
Estreante da noite, o pivô norte-americano Derrick Caracter, contratado pontualmente para jogar as partidas da Copa Intercontinental e os amistosos na NBA, mostrou qualidade e deixou a quadra com um duplo-duplo de 10 pontos e 11 rebotes, atuação que agradou e arrancou aplausos da torcida rubro-negra presente na HSBC Arena.

O técnico José Neto orienta o time.
(Foto: Gaspar Nóbrega/FIBA Américas)
Na primeira parte da disputa pelo título mundial, o Flamengo iniciou a corrida pelo título mundial com Nicolás Laprovittola, Marcelinho Machado, Marquinhos, Walter Herrmann e Jerome Meyinsse, enquanto o Maccabi Tel-Aviv foi à quadra com o armador Jeremy Pargo, os alas Brian Randle e Guy Pnini, o ala/pivô Sylven Landesberg e com o pivô Aleks Maric.
Assim como era esperado, marcado pela disputa intensa. Com dois lances livres de Marcelinho Machado, a equipe rubro-negra saiu na frente (2 a 0), no entanto, os israelenses logo viraram o placar para 4 a 2, sob o comando do armador norte-americano Pargo.
Após diversos erros de arremesso, os flamenguistas se encontraram na partida e recuperaram a frente após duas lindas jogadas, uma de Laprovittola seguida de uma bola de três de Herrmann, e outra de Marquinhos (11 a 7). A partir daí, o confronto ficou bastante igual e as duas equipes alternaram bastante no comando do placar, que ao final do primeiro quarto, graças a mais uma bela jogada de Nico, foi dos cariocas, placar de 15 a 14.
A segunda parcial começou bem demais para os donos da casa. Defendendo muito forte e com ritmo alucinante no lado ofensivo, a equipe do técnico José Neto viveu um bom momento e abriu seis pontos de frente (20 a 14). O Maccabi, por sua vez, tentou engrossar o duelo pra cima dos rubro-negros, mas foi aí que o recém chegado pivô norte-americano Derrick Caracter deu as caras, anotou seis pontos e quatro rebotes e contribuiu efetivamente para o Flamengo abrir sua maior vantagem no duelo até então: dez pontos (33 a 23).
Porém, o esquadrão da Gávea começou a abusar dos arremessos de fora e, com baixo aproveitamento, viu a equipe campeã da Euroliga encostar no placar através da grande exibição do armador norte-americano Jeremy Pargo, que fez cinco pontos consecutivos, fundamentais para seu time ir para os vestiários com cinco pontos atrás, placar de 35 a 30.
Na volta do intervalo, as duas equipes entraram em quadra a todo vapor e o jogo ficou “lá e cá”. A agremiação de Israel conseguiu imprimir uma defensa extremamente forte, se sobressaiu na terceira parcial e colocar o Flamengo em uma situação complicada, com boa apresentação do ala/pivô Landesberg. Mas os comandados de José Neto souberam segurar a pressão e caminharam para os dez minutos finais em vantagem, por 51 a 48.
Com uma bola de 3 pontos do ala Pnini, o Maccabi empatou o duelo (51 a 51), no entanto, os rubro-negros tornaram a ficar em vantagem, com boa participação de Gegê e Olivinha (56 a 51). Mas, foi aí que entrou em cena o armador Jeremy Pargo, que fez duas bolas de 3 pontos consecutivas, distribuiu assistências e ajudou sua equipe ficar em vantagem, algo que não acontecia desde o início primeiro quarto (63 a 62).
Faltando menos de 10 segundos para o fim, a vantagem do Maccabi era de três pontos, placar de 67 a 64, até que o pivô rubro-negro Meyinsse apanhou um rebote ofensivo após chute de Marcelinho Machado, deu uma linda cravada e reduziu a diferença para apenas um ponto (67 a 66), com três segundos restantes no cronômetro.
Na saída de bola do time israelense, mesmo com pouco tempo, o armador Jeremy Pargo acertou um lindo arremesso de 2 pontos no estouro do cronômetro, totalmente desequilibrado e caindo para trás, para levar o Maccabi para o Jogo 2 da Copa Intercontinental com três pontos de vantagem, placar de 69 a 66.

0 comentários :

Postar um comentário