sábado, 27 de setembro de 2014

Contra a República Tcheca, Brasil cai na estreia do Mundial Feminino de Basquete

Seleção peca muito nos arremessos e perde para as tchecas por 68 a 55. EUA, Sérvia e Austrália atropelaram na estreia; Veja os destaques do 1º dia

De Aracaju.
Por Henrique Ferrera.

27/09/2014 - O Brasil fez sua estreia no Mundial Feminino de Basquete neste sábado (27), em Ancara, na Turquia, contra a República Tcheca, mas acabou sucumbindo e sendo derrotado por 68 a 55. Na data em que comemorava vinte anos do título mundial, a seleção errou demais nos arremessos e acabou saindo de quadra com a derrota.

O jogo

Com uma equipe bem renovada, o Brasil entrou em quadra com um time inexperiente, e contra um time forte como a República Tcheca, acabou tendo problemas. Érika, a grande estrela, tentava organizar a equipe, que abriu 5 a 0, mas logo as tchecas tomaram o controle e fizeram 11 a 5. Com boa atuação de Bartonová, o primeiro quarto acabou em 17 a 7.

A inexperiência levou à ansiedade e ao nervosismo. O Brasil começou a desperdiçar vários arremessos, mantendo um aproveitamento pífio nas tentativas. No jogo físico, as tchecas também levavam vantagem e era complicado para as brasileiras manterem a calma. Já no final do período, Adrianinha começou a acertar mais e impediu que a vantagem se dilatasse demais. O jogo foi para o intervalo com vantagem europeia de sete pontos.

Tainá foi uma das poucas que acertou a mão nos arremessos.
(Foto: FIBA/Divulgação)
No terceiro quarto, a República Tcheca começou a abrir vantagem. Veselá dominava o garrafão, Vitecková acertava as bolas do perímetro, além de boas partidas de Burgrová e Hanusová. Logo, a vantagem tcheca chegou a 12 (45 a 33). Nem a bola de três de Tati adiantou, pois Hanusová respondeu quase que imediatamente e o terceiro quarto chegou ao fim com 50 a 36 no placar.

O panorama não mudou no último período. Nádia, Clarissa e Débora tentaram ajudar Érika, e até foram úteis, mas nada que incomodasse as tchecas, que mais uma vez dominantes debaixo do aro com Veselá, e com Bartonová comandando a equipe, a partida acabou com vitória europeia por 68 a 55.

Clarissa foi a melhor brasileira, anotando duplo-duplo com 10 pontos e 10 rebotes, mesma marca de rebotes que Érika conseguiu. O aproveitamento brasileiro nos arremessos de quadra foi pífio (24,5%), mas se alguém se salvou foi Tainá que acertou 3 de 5 bolas do perímetro. Infelizmente, nos lances livres, o aproveitamento foi ruim.

Amanhã o Brasil tem a Espanha pela frente, às 15h15 (de Brasília).

Outros destaques

No grupo A, o mesmo do Brasil, a Espanha bateu o Japão por 74 a 50 e já desponta como a grande força. No B, Canadá venceu Moçambique por 69 a 54, e Turquia e França fizeram jogo eletrizante, que terminou com vitória apertada das donas da casa por 50 a 48.

A Austrália não tomou nenhum conhecimento das cubanas e atropelou por 90 a 57, enquanto a Bielorússia bateu a Coréia do Sul por 70 a 64. No grupo D, só lavada: os EUA bateu fácil a China por 87 a 56, e a Sérvia sacolou Angola por 102 a 42.

Regulamento - Durante a primeira fase, as 16 seleções estão divididas em oito grupos. As primeiras colocadas de cada chave avançam diretamente às quartas de final. Os segundos e terceiros de cada chave disputam uma espécie de repescagem, onde quem vencer vai às quartas. Daí em diante, seguem em mata-mata.

Clique e confira classificações e tabela de jogos.

0 comentários :

Postar um comentário