quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Arbitragem complica e São Paulo e Flamengo empatam no Morumbi

Com a arbitragem contestada, Fla leva empate de Luís Fabiano no fim e Tricolor cai para 3º

De Belo Horizonte.
Por Vinícius Silveira.

25/09/2014 - No clássico entre São Paulo e Flamengo, sobraram gols, mas também não faltaram polêmicas para serem comentadas pós-jogo. A arbitragem de André Luiz Freitas Castro foi altamente contestada, principalmente, pelo lado rubro-negro. No final das contas, o placar ficou no empate em 2 a 2. Rogério Ceni (de pênalti) e Luis Fabiano marcaram para o Tricolor, enquanto Everton e Alecsandro anotaram para o time carioca, que teve a vantagem de 2 a 1. A partida da 24ª rodada do Brasileiro foi disputada no Morumbi, nessa quarta-feira (24). 

Os flamenguistas contestam dois pênaltis marcados a favor do São Paulo, um em Alexandre Pato, convertido por Rogério Ceni, e outro após um toque de mão visivelmente fora da área do zagueiro Samir. Na segunda batida, o goleiro são-paulino não teve a mesma sorte e parou nas luvas do bom goleiro rubro-negro Paulo Victor.

 Após longo tempo, Luis Fabiano volta a marcar pelo São Paulo após sair do banco.
(Foto: Rubens Chiri/São PauloFC)

Com o resultado, o São Paulo perdeu a vice-liderança para o Internacional, que venceu o Criciúma. O Tricolor paulista tem 43 pontos, um a menos que o colorado gaúcho. O Flamengo comemorou o empate e subiu para o 10º lugar, com 31.

Na próxima rodada, o São Paulo tem a chance de se recuperar contra o Fluminense, no Morumbi, no sábado (27), às 21h. No dia seguinte, o Flamengo vai até Salvador para encarar o Bahia, na Fonte Nova, às 16h.

O jogo

Inicialmente, o jogo estava a serviço do São Paulo. Bastante ofensivo, o Tricolor partiu para cima do acuado Flamengo que, visivelmente, se prestou apenas a se resguardar na defesa e esperar o contra-ataque. A pressão teve efeito aos 17 minutos, quando Alexandre Pato caiu na área alegando ter sido derrubado por Márcio Araújo. Pênalti que só foi marcado com o aval do árbitro adicional Elmo Alves Resende Cunha. Rogério Ceni bateu e fez seu sexto gol no Campeonato Brasileiro.

Após o gol, o Flamengo acordou e a partida ganhou mais emoção. Os espaços aconteceram e a partida ganhou e muito. O rubro-negro, do técnico Vanderlei Luxemburgo, passou a atacar insistentemente nas costas do jovem lateral Auro. A velocidade flamenguista resultou no empate com Everton, que saiu nas costas do defensor para pegar o rebote dado por Rogério Ceni no chute de Gabriel. Os visitantes ainda tiveram chances para virar o jogo, mas pecaram nas finalizações.

No segundo tempo, nova polêmica com o árbitro André Luiz de Freitas Castro. O juiz marcou pênalti em um toque de mão de Samir fora da área. Na cobrança, Rogério Ceni não teve a mesma sorte da oportunidade anterior e Paulo Victor fez grande defesa. Na sequencia, com o gol vazio, Everton quase marcou do meio-campo para o Flamengo.

No decorrer da partida, ambos os times criaram oportunidades para marcar. O São Paulo perdeu boas oportunidades com Pato; o Flamengo respondeu com Everton. Mas aos 42 minutos, Alecsandro virou o placar, de cabeça. Com um a menos após a expulsão do lateral Michel Bastos (por falta dura em Everton), o Tricolor se atirou ao ataque e foi premiado com o gol de Luis Fabiano, que aproveitou a falha da defesa flamenguista para deixar o marcador igualdade aos 45.

Figueirense freia Corinthians e tricolores empatam no Rio

Em jogo que deixou muito a desejar na parte técnica, o Figueirense aprontou mais uma com o Corinthians. Após vencer no primeiro turno logo na partida de estreia da Arena Corinthians, o Figueira bateu o Timão por 1 a 0, com gol de Marcão, aos 38 minutos do segundo tempo. O resultado deixa o time catarinense no 12º lugar, com 29 pontos. O time paulistano sai do G-4 e aparece em quinto, com 40 pontos, podendo ser ultrapassado também pelo Atlético-MG, que joga nesta quinta contra o Santos.

No clássico entre dois times que usam três cores em suas camisas, Fluminense e Grêmio não passaram um empate por 0 a 0 no Maracanã. Mesmo sem gols, chances não faltaram, mas os goleiros Diego Cavalieri e Marcelo Grohe se deram bem. O resultado fez ambos os times ganharam uma posição na tabela. O Flu chega ao sexto lugar, com 37 pontos. O Grêmio é o quarto, com 40.

Ficha do jogo

São Paulo 2 x 2 Flamengo

SÃO PAULO:
Rogério Ceni; Auro, Antônio Carlos, Edson Silva e Michel Bastos; Denilson, Souza, Paulo Henrique Ganso (Osvaldo) e Kaká; Alexandre Pato (Luis Fabiano) e Alan Kardec (Reinaldo).
Técnico: Muricy Ramalho

FLAMENGO:
Paulo Victor; Léo Moura, Wallace, Samir (Chicão) e João Paulo; Víctor Cáceres (Arthur), Canteros, Márcio Araújo, Gabriel e Everton (Luiz Antônio); Alecsandro. 
TécnicoVanderlei Luxemburgo

24ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Público: 16.598 pagantes
Renda: R$ 593.800
Data: 24/09/2014
Horário: 22h

Gols: Rogério Ceni (pênalti), aos 17 minutos do primeiro tempo, e Luis Fabiano, aos 45 minutos do segundo tempo (SAO); Everton, aos 35 minutos do primeiro tempo, e Alecsandro, aos 42 minutos do segundo tempo (FLA)

Árbitro: Andre Luiz Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

***

24ª rodada - Brasileirão: 
Quarta (24/9), às 19h30: 
Coritiba 1x2 Cruzeiro 
Internacional 3x0 Criciúma 
21h: 
Chapecoense 3x0 Atlético-PR 
Bahia 1x0 Sport 
22h: 
Figueirense 1x0 Corinthians 
Fluminense 0x0 Grêmio 
São Paulo 2x2 Flamengo 
Quinta (25), às 19h30: 
Palmeiras x Vitória 
Botafogo x Goiás 
20h30: 
Atlético-MG x Santos 

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 52 pontos (24 jogos) 
2º - Internacional - 44 pontos (24 jogos)
3º - São Paulo - 43 pontos (24 jogos)
4º - Grêmio - 40 pontos e 11 vitórias (24 jogos)
5º - Corinthians - 40 pontos e 10 vitórias (24 jogos)
6º - Fluminense - 37 pontos, 10 vitórias e 13 gols de saldo (24 jogos)
7º - Atlético-MG - 37 pontos, 10 vitórias e 6 gols de saldo (23 jogos)
8º - Sport - 35 pontos (24 jogos)
9º - Santos - 33 pontos (23 jogos)
10º - Flamengo - 31 pontos (24 jogos)
11º - Goiás - 30 pontos (23 jogos)
12º - Figueirense - 29 pontos (24 jogos)
13º - Atlético-PR - 28 pontos (24 jogos)
14º - Chapecoense - 27 pontos (24 jogos)
15º - Bahia - 26 pontos (24 jogos)
16º - Vitória - 24 pontos (23 jogos)
17º - Botafogo - 23 pontos e 6 vitórias (23 jogos)
18º - Coritiba - 23 pontos, 5 vitórias e -2 gols de saldo (24 jogos)
19º - Criciúma - 23 pontos, 5 vitórias e -19 gols de saldo (24 jogos)
20º - Palmeiras - 22 pontos (23 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário