domingo, 10 de agosto de 2014

Voltando a sorrir

Kaká reestreia em casa e Pato comanda triunfo do São Paulo, que encerra sequência negativa batendo o Vitória

De Aracaju.

Por Henrique Ferrera.

10/08/2014 - Mesmo jogando no Morumbi lotado, o São Paulo vinha de três resultados negativos (duas derrotas e um empate) e estava sob pressão. Para resolver isso, Kaká estava de volta. Mas quem voltou mesmo foi Alexandre Pato. O contestado atacante voltou a fazer uma grande partida, marcando duas vezes e sendo o grande nome da vitória tricolor por 3 a 1 sobre o Vitória, pela Série A do Brasileirão, na noite deste domingo (10).

Com isso, o São Paulo encosta novamente no G-4, ficando a três pontos do Fluminense, que fecha o bloco. O Tricolor é o quinto colocado, com 23 pontos. Já o Vitória permanece na beira da zona de rebaixamento, agora mais próximo com as vitórias das equipes da parte de baixo da tabela.


Na reestreia de Kaká no Morumbi, Pato foi o dono da festa.
(Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O jogo

Apesar das diferentes posições na tabela, era o Vitória quem vinha em ascendência, com dois resultados positivos, e o São Paulo estava sob pressão graças aos resultados ruins nas últimas rodadas. E com 30 segundos, parecia que a fase dos times seguiria, pois Caio saiu frente a frente com Rogério Ceni, mas caprichou demais e perdeu um gol inacreditável.

O São Paulo parecia perdido e não conseguia trabalhar a bola no início do jogo. O Vitória não se intimidava e procurava o jogo, mas o Tricolor paulista conseguia evitar as jogadas, ocasionalmente apelando para faltas. Porém, os jogadores de qualidade do São Paulo logo começaram a aparecer, acalmando o time e fazendo a bola circular. Kaká, Ganso e Pato procuravam espaços e tentavam vencer a defesa do Vitória, que anulava Alan Kardec.

Só que o Vitória não contava com um erro primário de seu zagueiro. Alemão deu um presentaço para Ganso, que utilizou-se de toda sua habilidade e serviu Alexandre Pato, que veio em velocidade e completou para o gol, abrindo o placar aos 16 minutos. O Vitória reclamou de pênalti em Caio, mas o juiz ignorou, e no lance seguinte, Alan Kardec - completamente apagado até então - ampliou após receber ótimo passe em profundidade. O camisa 14, contudo, se lesionou e deixou o campo para a entrada de Osvaldo.

Jorginho preferiu não esperar o intervalo e lançou o rubro-negro baiano ao ataque, colocando Willie no lugar de Richarlyson. Dois minutos depois, aos 38, Pato carregou em diagonal e bateu com categoria usando o pé esquerdo, vencendo Wilson. O São Paulo fazia 3 a 0 e liquidava a partida. Nem o erro da linha de impedimento são-paulina que culminou no gol de Kadu aos 47 minutos impediu a festa tricolor.

O primeiro tempo roubou todas as emoções que seriam do segundo tempo. O Vitória se lançou ao ataque, mas esbarrava ora na falta de pontaria, ora na falta de qualidade. Kaká jogou os 90 minutos, foi celebrado pela torcida, mas também não conseguiu grande destaque. Mas no fim das contas, todos os são-paulinos saíram sorrindo e confiantes para o clássico da próxima rodada, contra o Palmeiras.

Quem brilhou? Alexandre Pato fez uma partida para lembrar-nos do jogador que ele costumava ser. Dois gols e boa atuação do atacante, que tenta embalar uma sequência de boas partidas.

Quem atrapalhou? O Vitória controlava o São Paulo, e até chegava com perigo. Mas aí Alemão fez uma grande bobagem, e a partir do gol que se originou deste lance, o Vitória não teve mais chances.

Próximos jogos. O São Paulo volta ao Morumbi na quarta (13), às 22h, para jogar contra o Bragantino, pela Copa do Brasil, com a vantagem de 2 a 1 construída no primeiro jogo; pelo Brasileiro, o Vitória recebe a Chapecoense no Barradão, pelo Brasileirão, no domingo (17) às 16h, mesmo horário de Palmeiras x São Paulo no Pacaembu.


Ficha do jogo:

São Paulo 3x1 Vitória

SÃO PAULO:
Rogério Ceni; Douglas, Rafael Tolói, Antônio Carlos (Paulo Miranda) e Reinaldo; Souza, Denílson, Paulo Henrique Ganso (Ademílson) e Kaká; Alexandre Pato e Alan Kardec (Osvaldo).
Técnico: Muricy Ramalho

VITÓRIA:
Wilson; Ayrton, Alemão, Kadu e Euller (Mansur); Adriano e Richarlyson (Willie); Luis Aguiar, Marcinho (José Welison) e Caio; Dinei.
Técnico: Jorginho

14ª rodada do Brasileirão
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Público: 29.202 presentes 
Renda: R$ 869.534
Data: 10/08/2014
Horário: 18h30 (de Brasília)

Gols: Alexandre Pato, aos 17 e aos 38, e Alan Kardec, aos 31 minutos do primeiro tempo (São Paulo); Kadu, aos 47 minutos do primeiro tempo (Vitória)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)

Cartões amarelos: Antônio Carlos, Kaká, Douglas, Osvaldo e Denílson (São Paulo); José Welison e Euller (Vitória)

***

14ª rodada - Brasileirão: 
Sábado (9/8), às 18h30: 
Bahia 1x0 Goiás 
21h: 
Domingo (10/8), às 16h: 
Atlético-PR 2x0 Botafogo 
Flamengo 1x0 Sport 
18h30: 
Chapecoense 0x1 Figueirense

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 30 pontos (14 jogos) 
2º - Internacional - 28 pontos (14 jogos)
3º - Corinthians - 27 pontos (14 jogos)
4º - Fluminense - 26 pontos (14 jogos)
5º - São Paulo - 23 pontos (14 jogos)
6º - Atlético-MG - 22 pontos, 6 vitórias e 4 gols de saldo (14 jogos)
7º - Atlético-PR - 22 pontos, 6 vitórias e 3 gols de saldo (14 jogos)
8º - Sport - 21 pontos (14 jogos)
9º - Santos - 20 pontos, 5 vitórias e 7 gols de saldo (14 jogos)
10º - Goiás - 20 pontos, 5 vitórias e -2 gols de saldo (14 jogos)
11º - Grêmio - 19 pontos (14 jogos)
12º - Criciúma - 16 pontos (14 jogos)
13º - Chapecoense - 15 pontos (14 jogos)
14º - Palmeiras - 14 pontos e 4 vitórias (14 jogos)
15º - Vitória - 14 pontos e 3 vitórias (14 jogos)
16º - Figueirense - 13 pontos e 4 vitórias (14 jogos)
17º - Botafogo - 13 pontos, 3 vitórias e -2 gols de saldo (14 jogos)
18º - Bahia - 13 pontos, 3 vitórias e -5 gols de saldo (14 jogos)
19º - Flamengo - 13 pontos, 3 vitórias e -11 gols de saldo (14 jogos)
20º - Coritiba - 12 pontos (14 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário