sábado, 2 de agosto de 2014

Suportou

Botafogo sai na frente, segura Cruzeiro e evita quinta vitória seguida do líder do Brasileirão

De Belo Horizonte.
Por Bruno Santana.

02/08/2014 - Abrindo a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro foi ao Maracanã na noite deste sábado (2) enfrentar o Botafogo. Saindo atrás no placar com um escorregão do goleiro Fábio no primeiro tempo em gol de Edílson, a Raposa foi atrás no segundo tempo e buscou a igualdade na cidade maravilhosa. Apesar de empatar cedo, logo aos 14 minutos, com o zagueiro Léo, o Cruzeiro não conseguiu a virada, mas segue líder isolado.

Com o resultado, o time mineiro tem 29 pontos, seis a mais que o Corinthians, que joga neste domingo (3) contra Coritiba, no Couto Pereira, em Curitiba. A Raposa descansa no meio de semana e fará novamente um jogo fora de casa no próximo sábado (9), contra o Criciúma, no Heriberto Hülse, às 18h30, em Santa Catarina. Já o Botafogo irá para Curitiba enfrentar o Atlético Paranaense, também no próximo domingo (10), às 16h, na Arena da Baixada.


O Cruzeiro, de Moreno e Goulart, segue líder.
(Fotos: Gaspar Nobrega/Light Press/Divulgação Cruzeiro)

O jogo

Se o problema era jogar fora de casa, isso foi amenizado pela torcida cruzeirense. Boa parte dos 11.975 pagantes no Maracanã eram cruzeirenses que estavam fazendo uma bela festa no estádio do Rio de Janeiro. O Cruzeiro começou melhor. Aos quatro minutos, Ricardo Goulart acionou Egídio pela esquerda na grande área; o lateral cruzeirense finalizou, mas a bola subiu demais. O Botafogo respondeu aos nove minutos. Em uma cobrança de falta ensaiada na linha de fundo pela esquerda, Edilson rolou na grande área para Lucas, que chegou finalizando; Fábio teve que usar seu reflexo para espalmar a bola.

O Cruzeiro respondeu aos 15 minutos. Após cobrança de lateral pela direita, Marcelo Moreno recebeu livre na área, mas finalizou mal. Aos 23, o Botafogo assustou com uma cobrança de falta de longa distância. Edilson mandou uma pancada com endereço e Fábio espalmou para o lado. Dois minutos depois, aos 25, o gol. Lucas avançou pela direita e cruzou na cabeça de Edilson, que cabeceou no canto esquerdo. Fabio estava na bola, mas escorregou e não conseguiu chegar a tempo: 1 a 0. 

A Raposa teve dificuldades no final da primeira etapa. Sem usar muito as laterais, o time cruzeirense se atrapalhou pelo meio, setor congestionado pelo time carioca. O Cruzeiro só conseguiu assustar novamente aos 42 minutos. Após saída rápida de bola, Ricardo Goulart avançou pela direita e finalizou para fora, acertando a parte externa da rede.

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou para vencer a partida, mas encontrou um grande obstáculo: o goleiro Jefferson. Além disso, aos 12 minutos, Willian acertou uma bomba de fora da área no travessão. Aos 14 minutos, o empate. Numa blitz realizada pela equipe mineira, Éverton Ribeiro cruzou pela esquerda, Dedé ajeitou de cabeça para Léo na pequena área e o zagueiro dominou e estufou as redes do Maracanã: 1 a 1.

A Raposa queria a virada. Aos 22, Ricardo Goulart recebeu lançamento de Dagoberto na área e desviou por cima do gol de cabeça. Aos 31, Nilton, que entrou na vaga de Marcelo Moreno, cabeceou e Jefferson salvou o Botafogo. Dois minutos depois, o volante teve nova chance de cabeceio e mandou na trave direita do arqueiro botafoguense. 

Aos 37, Emerson avançou pela direita, chutou cruzado e Fabio defendeu com segurança. Foi a primeira chance de perigo do time na segunda etapa. Aos 46 minutos, duas chances em sequência paradas na habilidade de Jefferson. Na primeira, um chute de Dagoberto defendido pelo goleiro. No rebote, Willian finalizou novamente e nova intervenção do arqueiro impediu o gol da virada. Esforço insuficiente para a vitória, mas um ponto valioso fora de casa.


Ficha do jogo:

Botafogo 1x1 Cruzeiro

BOTAFOGO: 
Jefferson; Lucas, Bolívar, Dória e Júnior César; Bolatti (Rodrigo Soutto), Gabriel, Edílson e Carlos Alberto (Zeballos); Rogério (Júlio César) e Emerson.
Técnico: Vágner Mancini

CRUZEIRO: 
Fábio; Mayke, Dedé, Léo e Egídio; Henrique (Willian) e Lucas Silva; Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e Marquinhos (Dagoberto); Marcelo Moreno (Nilton).
Técnico: Marcelo Oliveira

Motivo: 13ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Maracanã
Público: 11.975
Renda: R$ 419.650
Data: 02/08/2014
Horário: 18h30 (de Brasília)

Gols: Edílson, aos 25 minutos do primeiro tempo (BOT); Léo, aos 14 minutos do segundo tempo (CRU)

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Herman Brumel Vani (SP)

Cartões amarelos: Edílson e Emerson (Botafogo); Henrique (Cruzeiro)


***

13ª rodada - Série A:
Sábado (02/08), às 18h30:
21h:
Vitória 2x1 Grêmio
Domingo (03/08), às 16h:
Coritiba x Corinthians
Chapecoense x Flamengo
Palmeiras x Bahia
Figueirense x Sport
18h30:
Internacional x Santos
Fluminense x Goiás
Atlético-MG x Atlético-PR

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 29 pontos (13 jogos) 
2º - Corinthians - 23 pontos (12 jogos)
3º - Fluminense - 22 pontos e 7 vitórias (12 jogos)
4º - Internacional - 22 pontos e 6 vitórias (12 jogos)
5º - Sport - 21 pontos (12 jogos)
6º - Santos - 20 pontos, 5 vitórias e 9 gols de saldo (12 jogos)
7º - São Paulo - 20 pontos, 5 vitórias e 4 gols de saldo (13 jogos)
8º - Goiás - 20 pontos, 5 vitórias e 1 gol de saldo (12 jogos)
9º - Atlético-PR - 19 pontos, 5 vitórias, 3 gols de saldo (12 jogos)
10º - Grêmio - 19 pontos, 5 vitórias e 1 gol de saldo (13 jogos)
11º - Atlético-MG - 15 pontos, 4 vitórias e 1 gol de saldo (11 jogos)
12º - Criciúma - 15 pontos, 4 vitórias e -10 gols de saldo (12 jogos)
13º - Vitória - 14 pontos (13 jogos)
14º - Palmeiras - 13 pontos e 4 vitórias (12 jogos)
15º - Botafogo - 13 pontos e 3 vitórias (12 jogos)
16º - Chapecoense - 11 pontos (11 jogos)
17º - Coritiba - 10 pontos, 2 vitórias e -4 gols de saldo (12 jogos)
18º - Flamengo - 10 pontos, 2 vitórias e -11 gols de saldo (12 jogos)
19º - Bahia - 9 pontos (12 jogos)
20º - Figueirense - 7 pontos (12 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário