sábado, 30 de agosto de 2014

Sonhando

Inter joga bem, derrota o Palmeiras no Pacaembu e assume a vice-liderança do Brasileiro

De Belo Horizonte.
Por João Vítor Marques.

30/08/2014 – Palmeiras e Internacional se enfrentaram neste sábado, no Pacaembu, pela 18ª rodada do Brasileirão, com objetivos bem distintos. O Verdão buscava a segunda vitória seguida na competição para aumentar a distância da zona de rebaixamento; já o Inter queria o resultado para não perder de vista o líder Cruzeiro, que enfrentou evenceu a Chapecoense, em jogo realizado no mesmo horário. Os mais de 30 mil torcedores que foram apoiar o Palmeiras viram uma equipe esforçada, que correu demais, mas criou “de menos”. O meio-campo alviverde encarou uma marcação intensa de todo o time Colorado, que teve as melhores oportunidades e saiu vencedor por 1 a 0, com um gol de Jorge Henrique, ainda no primeiro tempo.

Foto: Divulgação/Site oficial do Internacional

Com a vitória magra, o Inter chega à segunda colocação, com 34 pontos, a oito do Cruzeiro. Amanhã (domingo, 31), o Colorado torce pelo Figueirense contra o São Paulo para seguir na vice-liderança do Brasileirão. Já o Palmeiras estaciona na 16ª posição, com 17 pontos, e depende de tropeços de outros quatro adversários (Criciúma, Bahia, Coritiba e Vitória) para não entrar na zona de rebaixamento.

No domingo (7), às 18h30, o Verdão vai a Curitiba enfrentar o Atlético-PR, pela última rodada do primeiro turno. No mesmo dia, o Inter encara o Figueirense no Beira-Rio, também às 18h30. Antes disso, as equipes decidem na quinta-feira (4) seus futuros na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana: o Palmeiras enfrenta o Atlético-MG no Independência, às 21h50, precisando vencer por dois gols após perder por 1 a 0 em casa; o Colorado tentar reverter situação contra o Bahia fora de casa, às 22h. Na ida, Bahia 2 a 0, no Beira-Rio.

O jogo

Vestindo azul, o Palmeiras começou a partida empolgado, sendo carregado pelos torcedores que marcaram presença em bom número no Pacaembu. A equipe tentava criar, mas esbarrava na forte marcação do Inter, que teve as melhores oportunidades. Logo aos 10 minutos, Jorge Henrique, melhor jogador do primeiro tempo, teve gol anulado após receber a bola dentro da área após chutão de Paulão. O atacante ex-Corinthians chapelou o goleiro Fábio e completou de cabeça para as redes. O trio de arbitragem anulou o gol, por conta do desvio com a mão de Rafael Moura na jogada.

O jogo seguiu nervoso, com divididas mais fortes e vários cartões amarelos. Aos 15 minutos, o lateral Claudio Winck, do Inter, sentiu lesão na coxa esquerda e deu lugar a Gilberto. Os jogadores ainda iniciaram uma confusão após falta dura de Mendieta em Willians. A equipe visitante se defendia bem, e obrigava o Palmeiras a recorrer a muitos chutões. E foi num lance à la Borussia Dortmund de 2013 que a equipe colorada marcou seu gol, aos 19 minutos: Dida fez lançamento para o campo ofensivo, Rafael Moura subiu mais alto que o marcador palmeirense na intermediária e desviou para Jorge Henrique. O atacante se antecipou e tocou na saída de Fábio para abrir o placar. Com o placar adverso, o Palmeiras continuou tentando pressionar, mas com pouca organização e criatividade. A equipe parecia apressada e enfrentava um Inter intenso na marcação e veloz nas jogadas ofensivas.

A segunda etapa começou com a mesma dinâmica dos 45 minutos iniciais: muita disposição por parte do Palmeiras e um Inter firme na marcação no meio. Foi só aos 15 minutos que os donos da casa conseguiram finalizar para o gol colorado. Após jogada de Juninho pela esquerda, o paraguaio Mendieta apareceu livre dentro da área para cabecear no chão, exigindo boa defesa de Dida.

O técnico Ricardo Gareca tentou de tudo para resolver o problema do meio de campo palmeirense, mas esbarrou nas limitações do elenco. Eguren, Bruno César e Felipe Menezes não conseguiram recuperar a consistência dos 15 minutos iniciais da partida. Apesar da menor posse de bola, o Internacional encontrava espaços nas costas de Juninho pela esquerda e assustou o Palmeiras em bolas que cruzaram a extensão da área alviverde. A equipe colorada administrou bem o placar e saiu de São Paulo com a vitória e o sonho de título renovado.

Ficha do jogo:

Palmeiras 0x1 Internacional

PALMEIRAS:
Fábio; Weldinho, Lúcio, Wellington e Juninho; Marcelo Oliveira, Allione e Mendieta (Felipe Menezes); Mouche (Bruno César), Leandro (Eguren) e Cristaldo.
Técnico: Ricardo Gareca

INTERNACIONAL
Dida; Claudio Winck (Gilberto), Ernando, Paulão e Fabrício; Willians, Wellington, Aránguiz e Eduardo Sasha (Leandro); Jorge Henrique (Alan Patrick) e Rafael Moura.
Técnico: Abel Braga

18ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2014
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Público: 31.178 pagantes - 33.519 presentes 
Renda: R$ 735.345
Data: 30/08/2014
Horário: 18h30 (de Brasília)
Gol: Jorge Henrique, aos 19 minutos do primeiro tempo

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Guilherme Dias Camilo (MG)

Cartões amarelos: Mendieta e Leandro (PAL); Rafael Moura, Paulão e Gilberto (INT)


***

Brasileirão - 18ª rodada: 
Sábado (30/8), às 18h30: 
Domingo (31/8), às 16h: 
Corinthians x Fluminense 
Figueirense x São Paulo 
Coritiba x Atlético-MG 
Botafogo x Santos 
Sport x Criciúma 
18h30: 
Vitória x Flamengo 
Goiás x Atlético-PR 
Grêmio x Bahia 

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 42 pontos (18 jogos) 
2º - Internacional - 34 pontos (18 jogos)
3º - São Paulo - 32 pontos (17 jogos)
4º - Corinthians - 31 pontos (17 jogos)
5º - Fluminense - 29 pontos (17 jogos)
6º - Atlético-MG - 26 pontos (17 jogos)
7º - Grêmio - 25 pontos, 7 vitórias e 1 gol de saldo (17 jogos)
8º - Sport - 25 pontos, 7 vitórias e -7 gols de saldo (17 jogos)
9º - Atlético-PR - 24 pontos (17 jogos)
10º - Santos - 23 pontos (17 jogos)
11º - Flamengo - 22 pontos (17 jogos)
12º - Figueirense - 20 pontos e 6 vitórias (17 jogos)
13º - Goiás - 20 pontos e 5 vitórias (17 jogos)
14º - Botafogo - 19 pontos, 5 vitórias e 0 gol de saldo (17 jogos)
15º - Chapecoense - 19 pontos, 5 vitórias e -7 gols de saldo (18 jogos)
16º - Palmeiras - 17 pontos e 5 vitórias (18 jogos)
17º - Criciúma - 17 pontos e 4 vitórias (17 jogos)
18º - Bahia - 16 pontos (17 jogos)
19º - Coritiba - 15 pontos, 3 vitórias e -4 gols de saldo (17 jogos)
20º - Vitória - 15 pontos, 3 vitórias e -7 gols de saldo (17 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário