domingo, 17 de agosto de 2014

Situação complicada

Palmeiras perde Valdivia lesionado e o clássico para o São Paulo, chegando a nove partidas sem vencer

De Aracaju.

Por Henrique Ferrera.

17/08/2014 - Eram oito jogos sem vencer na competição, e a zona de rebaixamento se aproximava cada vez mais. Porém, o Palmeiras contava com a volta do seu craque, o chileno Valdivia, para o clássico contra um rival combalido - o São Paulo tinha sido eliminado da Copa do Brasil pelo Bragantino -, e precisava demais da vitória. Mas quis o destino que alguém que vestiu a camisa palmeirense ruísse os sonhos alviverdes e desse a vitória ao tricolor por 2 a 1, na tarde deste domingo (17) no Pacaembu. Alan Kardec marcou o gol do triunfo são-paulino já no fim do jogo, após Pato abrir o placar e Henrique empatar.

Com a vitória, o São Paulo se mantém na quinta colocação, com 26 pontos. E o Palmeiras, com a derrota e os resultados da rodada, agora é 17º colocado, o primeiro na zona de rebaixamento, que tanto o aterrorizou nos últimos anos, com apenas 14 pontos.

O jogo

O Palmeiras começou pilhado, muito por conta de Valdivia, que se movimentava, driblava, procurava o jogo e sofria faltas. Só que aos 15 minutos, em lance com Kaká, o chileno caiu com a mão na coxa direita. Era o fim. Valdivia não voltaria mais ao campo do Pacaembu - segundo o médico, por conta de uma tontura e uma lesão no olho - e o Palmeiras perderia toda a energia.


Palmeiras perdeu o jogo e seu camisa 10, lesionado mais uma vez.
(Foto: Divulgação/Site oficial do Palmeiras)

O São Paulo não soube aproveitar a apatia palmeirense e os seus talentos individuais, e o jogo ficou horrível. Se de um lado se via um time com padrão de jogo e vontade, mas que esbarrava na sua falta de qualidade técnica, do outro estava uma equipe com talento, mas sem nenhum tipo de jogo coletivo.

Na segunda etapa, o panorama não mudou. Parecia que só um erro crasso de alguém salvaria o confronto de um zero a zero modorrento. E ele veio: o goleiro Fábio foi sair jogando e deu a bola nos pés de Paulo Henrique Ganso, que prontamente serviu Alexandre Pato. O atacante não perdoou e abriu o placar, aos oito minutos.

Allione era o único do lado palmeirense que parecia insatisfeito com a partida. O meia argentino fazia às vezes de armador, ponta e lateral, já que Felipe Menezes não era notado em campo, e Wendel esbarrava na sua limitação técnica. Porém, a defesa do São Paulo tranquilamente anulava todas as tentativas alviverde, seja pelo alto ou por baixo.

Em uma bola sobrada na entrada da área, Felipe Menezes encheu o pé e a bola explodiu no braço de Edson Silva. Henrique não teve problemas com Rogério Ceni, e bateu com muita qualidade, fazendo 1 a 1, aos 15 minutos. A partir daí, o Palmeiras confiou que poderia vencer, mandando Leandro e Cristaldo à campo, e o São Paulo se mantinha seguro atrás, apesar da desconexão de seu setor ofensivo.

A bola do jogo esteve nos pés do Palmeiras. Leandro recebeu e tentou driblar Rogério Ceni, mas o goleiro salvou a finalização. Este, estão, serviu Henrique, que vinha sozinho entrando na área, mas o atacante furou bisonhamente e desperdiçou uma chance de ouro. O castigo veio em seguida: Álvaro Pereira cruzou e encontrou Alan Kardec, que aos 43 minutos, ainda contou com a sorte da bola acertar a trave, as costas de Fábio e morrer no gol.


Ficha do jogo

Palmeiras 1x2 São Paulo

PALMEIRAS:
Fábio; Wendel, Lúcio, Tobio e Victor Luís; Renato e Marcelo Oliveira; Allione, Valdívia (Felipe Menezes, depois Leandro) e Mouche (Cristaldo); Henrique.
Técnico: Ricardo Gareca

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Tolói, Edson Silva e Álvaro Pereira; Denílson e Souza; Paulo Henrique Ganso (Hudson) e Kaká; Alan Kardec e Alexandre Pato (Ademílson).
Técnico: Muricy Ramalho

15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Público: 21.643 presentes
Data: 17/08/2014
Horário: 16h (de Brasília)

Gols: Henrique, aos 15 minutos do segundo tempo (Palmeiras); Alexandre Pato, aos 8, e Alan Kardec, aos 43 minutos do segundo tempo (São Paulo)

Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)

Cartões amarelos: Tobio e Lúcio (PAL); Souza, Edson Silva, Rafael Toloi e Álvaro Pereira (SPO)

***

15ª rodada - Brasileirão: 
Sábado (16/8), às 18h30: 
Goiás 0x1 Internacional
21h: 
Corinthians 1x1 Bahia
Domingo (17/8), às 16h: 
Cruzeiro 3x0 Santos
Palmeiras 1x2 São Paulo
Coritiba 0x1 Flamengo
Grêmio 2x0 Criciúma
Vitória 0x0 Chapecoense
18h30: 
Sport 1x1 Atlético-PR
Figueirense 2x2 Atlético-MG
Botafogo 2x0 Fluminense

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 33 pontos (15 jogos) 
2º - Internacional - 31 pontos (15 jogos)
3º - Corinthians - 28 pontos (15 jogos)
4º - Fluminense - 26 pontos e 8 vitórias (15 jogos)
5º - São Paulo - 26 pontos e 7 vitórias (15 jogos)
6º - Atlético-MG - 23 pontos, 6 vitórias e 4 gols de saldo (15 jogos)
7º - Atlético-PR - 23 pontos, 6 vitórias e 3 gols de saldo (15 jogos)
8º - Grêmio - 22 pontos, 6 vitórias e 1 gol de saldo (15 jogos)
9º - Sport - 22 pontos, 6 vitórias e -4 gols de saldo (15 jogos)
10º - Santos - 20 pontos, 5 vitórias e 4 gols de saldo (15 jogos)
11º - Goiás - 20 pontos, 5 vitórias e -3 gols de saldo (15 jogos)
12º - Botafogo - 16 pontos, 4 vitórias e 0 gol de saldo (15 jogos) 
13º - Chapecoense - 16 pontos, 4 vitórias e -5 gols de saldo (15 jogos)
14º - Flamengo - 16 pontos, 4 vitórias e -10 gols de saldo (15 jogos)
15º - Criciúma - 16 pontos, 4 vitórias e -12 gols de saldo (15 jogos)
16º - Vitória - 15 pontos (15 jogos)
17º - Palmeiras - 14 pontos, 4 vitórias e -9 gols de saldo (15 jogos)
18º - Figueirense - 14 pontos, 4 vitórias e -11 gols de saldo (15 jogos)
19º - Bahia - 14 pontos e 3 vitórias (15 jogos)
20º - Coritiba - 12 pontos (15 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário