domingo, 3 de agosto de 2014

Sem vacilar

Inter vence o Santos e vê distância para o líder diminuir, enquanto Peixe se afasta do G-4

De Belo Horizonte.
Por Manuel Carvalho.

03/08/2014 - A partida deste domingo não foi fácil, mas jogando no Beira-Rio, o Inter levou a melhor e bateu o Santos por 1 a 0, para embalar a terceira vitória seguida no Campeonato Brasileiro e se igualar ao Fluminense na vice-liderança da competição. O único gol da partida foi marcado por Rafael Moura, um minuto após o árbitro Nilton Pereira Sampaio expulsar o zagueiro Paulão. do próprio Colorado. Leandro Damião, que não jogava pelo Peixe desde o dia 8 de maio, voltou a sua velha casa, mas não conseguiu buscar o empate, tendo inclusive desperdiçado uma chance.

Com a vitória, o Inter chegou aos 25 pontos, se manteve na zona de classificação para a Libertadores, ultrapassou o Corinthians na tabela e assumiu o terceiro lugar no Brasileirão. O Peixe se mantém na sexta posição, com 20 pontos. O líder segue sendo o Cruzeiro, que tem 29, seguido pelo Flu, com 25.

Rafael Moura marcou o gol da vitória colorada.
(Foto: Divulgação/Site oficial do Internacional)

Os dois times terão a semana livre para treinamento, já que o próximo jogo será só no domingo (10). Pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Inter terá o clássico contra o Grêmio, no Beira-Rio, às 16h. O Santos também terá um clássico pela frente. O Peixe recebe o Corinthians, na Vila Belmiro, no mesmo horário.

O jogo

Nos primeiros minutos de jogo, o Inter começou pressionando o Santos. O time de Abel Braga trocava passes no campo ofensivo, mas não conseguia concluir para o gol. À medida que o tempo ia passando a partida foi se equilibrando e ficou truncada no meio-campo, mas não demorou muito para o time da casa dominar as ações do jogo e criar as melhores chances. Aos 10, Alex fez boa jogada e cruzou para Juan, que cabeceou para linda defesa de Aranha.

O Colorado tinha mais domínio da posse de bola e chegou com perigo em três oportunidades seguidas. Aos 20, D’Alessandro cobrou escanteio em direção ao gol, Aranha espalmou mal, mas a defesa afastou. No minuto seguinte, Alex bateu rasteiro e a bola passou raspando o poste. Aos 23, Wellington recebeu bom passe de D’Alessandro, bateu rasteiro e acertou a trave esquerda. O Santos não conseguia chutar contra o gol de Dida. Arouca e Lucas Lima eram muito bem marcados pelo Inter, o que dificultava a transição do meio para o ataque.

O Peixe precisou de um vacilo do zagueiro Paulão para ter seu primeiro lance importante. Aos 38, após cruzamento da direita, o defensor deixou a bola passar e Rildo, na cara de Dida, perdeu a melhor chance do Santos na partida. Aos 42, o Inter respondeu com Alan Patrick. D’Alessandro tocou para ele, que limpou a marcação e bateu muito próximo do gol gaúcho. No último lance do primeiro tempo, D’Alessandro cobrou falta em direção ao gol, Cicinho tentou cortar e mandou a bola na trave.

As duas equipes voltaram para a etapa final sem nenhuma alteração. O Santos voltou com outra postura, adiantou o time e já foi assustando logo nos primeiros minutos. Aos três, após cruzamento da direita, Dida interceptou para salvar o Inter, já que Gabriel estava livre. Aos cinco, Thiago Ribeiro recebeu na área, mas se enrolou e bateu mal para defesa do goleiro.

Aos 10, Paulão recebeu cartão amarelo após cometer uma falta, reclamou da arbitragem e foi expulso. No minuto seguinte, Alan Patrick cobrou falta e Rafael Moura, completamente livre, cabeceou para o gol e abriu o placar para o Inter. Após o gol e com um a menos, o Colorado passou a se defender. Aos 24, Cicinho cobrou falta e Bruno Uvini, livre, cabeceou para fora. No minuto seguinte, os dois times voltaram a ter o mesmo número de jogadores em campo. Mena levou o segundo amarelo e foi expulso após falta em Willians.

Aos 28, Dida salvou o Inter de levar o empate. Lucas Lima soltou uma bomba de dentro da área e o goleiro fez uma grande defesa. O Colorado respondeu no minuto seguinte com Jorge Henrique. O atacante avançou com liberdade, bateu de longe e a bola passou raspando o poste. O Peixe passou a ter a posse de bola e pressionar o Inter, que se encolheu para segurar o resultado e só saia nos contra-ataques. Aos 46, Leandro Damião teve a última chance da partida. O atacante recebeu na área, dominou, mas foi travado por Wellington Silva na hora de concluir para o gol.

Ficha do jogo:

Internacional 1x0 Santos

INTER:
Dida; Wellington Silva, Paulão, Juan e Fabrício; Willians, Wellington, Alan Patrick (Jorge Henrique), D’Alessandro (Ygor) e Alex (Ernando); Rafael Moura.
Técnico: Abel Braga

SANTOS:
Aranha; Cicinho, David Braz, Bruno Uvini e Mena; Alison (Souza), Arouca e Lucas Lima; Rildo (Geuvânio), Thiago Ribeiro e Gabriel (Leandro Damião).
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Local: Beira Rio, em Porto Alegre (RS)
Público: 24.538 presentes
Renda: R$ 710.090,00
Data: 03/08/2014
Horário: 18h30 (de Brasília)

Gol: Rafael Moura, aos 11 minutos do segundo tempo (INT)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)

Cartões amarelos: Paulão e Jorge Henrique (Inter); Lucas Lima e Mena (Santos)
Cartão vermelho: Paulão (Inter); Mena (Santos)



***

13ª rodada - Série A:
Sábado (02/08), às 18h30:
21h:
Vitória 2x1 Grêmio
Domingo (03/08), às 16h:
Figueirense 3x0 Sport
18h30:
Atlético-MG 3x1 Atlético-PR

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 29 pontos (13 jogos) 
2º - Fluminense - 25 pontos e 8 vitórias (13 jogos)
3º - Internacional - 25 pontos e 7 vitórias (13 jogos)
4º - Corinthians - 24 pontos (13 jogos)
5º - Sport - 21 pontos (13 jogos)
6º - Santos - 20 pontos, 5 vitórias e 8 gols de saldo (13 jogos)
7º - São Paulo - 20 pontos, 5 vitórias e 4 gols de saldo (13 jogos)
8º - Goiás - 20 pontos, 5 vitórias e -1 gol de saldo (13 jogos)
9º - Atlético-PR - 19 pontos, 5 vitórias, 1 gol de saldo e 20 gols pró (13 jogos)
10º - Grêmio - 19 pontos, 5 vitórias, 1 gol de saldo e 11 gols pró (13 jogos)
11º - Atlético-MG - 18 pontos (12 jogos)
12º - Criciúma - 15 pontos (13 jogos)
13º - Chapecoense - 14 pontos, 4 vitórias e -4 gols de saldo (12 jogos)
14º - Palmeiras - 14 pontos, 4 vitórias e -7 gols de saldo (13 jogos)
15º - Vitória - 14 pontos e 3 vitórias (13 jogos)
16º - Botafogo - 13 pontos (13 jogos)
17º - Coritiba - 11 pontos (13 jogos)
18º - Figueirense - 10 pontos e 3 vitórias (13 jogos)
19º - Bahia - 10 pontos, 2 vitórias e -6 gols de saldo (13 jogos)
20º - Flamengo - 10 pontos, 2 vitórias e -12 gols de saldo (13 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário