sábado, 16 de agosto de 2014

Sem freio

Embalado, Internacional vence a quinta seguida e dorme na liderança do Brasileirão

De Belo Horizonte.
Por Júlia Alves.

16/08/2014 - O Internacional fez questão de esquecer a eliminação do meio de semana pela Copa do Brasil e focar no Brasileirão, onde está muito bem. Em partida de baixo nível técnico no Serra Dourada, neste sábado, o Colorado venceu o Goiás por 1 a 0, com um gol contra do zagueiro Pedro Henrique, pela 15ª rodada da competição, e alcançou o quinto triunfo consecutivo. Depois do apito inicial, o que os torcedores viram foram duas equipes errando muito e mostrando dificuldades na criação das jogadas.

Dessa maneira, o jogo foi pobre em oportunidades criadas e emoções. Mas o importante para o Inter foi o resultado, que dá ao time gaúcho a liderança provisória chegando aos 31 pontos, um a mais que o Cruzeiro, que encara o Santos amanhã. Já o Goiás amarga a terceira derrota seguida no Brasileirão e é 10º colocado, com 20 pontos, podendo ainda perder uma posição para o Grêmio, que recebe o Criciúma amanhã.

Na próxima rodada, o Goiás encara o Corinthians, na quinta-feira (21), às 19h30 (de Brasília), na Arena Corinthians. O Internacional terá pela frente o São Paulo, na quarta-feira, às 22h, no Beira-Rio.

Foto: Divulgação/Site oficial do Internacional

O jogo

Antes de a partida começar, muita festa nas vazias arquibancadas devido às homenagens a Fernandão. Porém, foi só a bola rolar que acabou o clima festivo e as duas torcidas ficaram apreensivas com o que viam em campo. Internacional e Goiás mostraram pouco futebol e protagonizaram um jogo de baixo nível técnico. As duas equipes apresentaram dificuldades na criação de jogadas e pouco finalizaram. O Colorado teve mais posse de bola durante toda a primeira etapa, mas pouco levou perigo. O Esmeraldino procurou explorar os contra-ataques, mas não teve êxito diante da defesa colorada, muito bem nos desarmes.

O Internacional chegou pela primeira vez aos 10 minutos. Aránguiz rolou para Alex, que chutou forte para a defesa de Renan. Nove minutos depois, Fabrício tocou para Alex, que bateu de primeira da entrada da área, mas a bola saiu à esquerda do gol. A resposta do Goiás veio aos 25 minutos. Thiago Mendes foi lançado às costas de Fabrício e mandou uma bomba, mas Juan afastou o perigo. A defesa colorada voltou a aparecer bem aos 33 minutos. Erik acionou Bruno Mineiro, que saiu na cara de Dida, só que acabou bobeando e Ernando salvou na hora do chute.

No segundo tempo, o panorama da partida continuou o mesmo. Nenhum dos dois times conseguia encaixar uma boa jogada e o jogo ficava concentrado no meio de campo em um perde e ganha de bola. Com os ataques muito previsíveis, as defesas tinham facilidade para interceptar as jogadas, que, muitas vezes, ficaram restritas aos chutões. O Goiás, jogando em casa, até tentava tomar iniciativa e partir para o ataque. Entretanto, faltava objetividade ao Esmeraldino. O Colorado optava pelos lances de velocidade pelas laterais, que não davam resultado.

Se não dava para chegar ao gol com troca de passes, o Goiás tentou pelo chute de longe. Aos sete minutos, David mandou uma bomba do meio da rua. A bola ganhou efeito e Dida, bem posicionado, fez boa defesa. Três minutos depois, foi a vez do Inter tentar. D'Alessandro encontrou Aránguiz, que rolou para trás para Alex bater para o gol, e a bola foi para fora. Pouco tempo depois, Alex teve outra oportunidade, mas desta vez a bola bateu em Pedro Henrique e foi pela linha de fundo.

A chance mais clara foi dos donos da casa, aos 30 minutos. Erik saiu na cara do gol e optou por cruzar, buscando Samuel, mas Ernando chegou primeiro e salvou mais uma. Depois desse lance, o jogo parecia que terminaria sem gols. No entanto, na jogada seguinte, o zagueiro esmeraldino Pedro Henrique resolveu dar uma mãozinha ao Internacional e mandou a bola para dentro do seu próprio gol. Fabrício cruzou, a bola passou por Renan e bateu no defensor antes de entrar. O Inter, que nada tinha com isso, conquistou os três pontos.

Ficha de jogo:

Goiás 0 x 1 Internacional

GOIÁS:
Renan; Valmir Lucas, Felipe Macedo, Pedro Henrique e Lima; Amaral, David, Thiago Mendes (Tiago Real) e Murilo Henrique (Assuério); Erik e Bruno Mineiro (Samuel).
Técnico: Ricardo Drubscky

INTERNACIONAL:
Dida, Claudio Winck, Ernando, Juan e Fabrício; Wellington, Ygor (Jorge Henrique), Aránguiz, Alex (Leandro) e D'Alessandro; Rafael Moura (Matheus Bertotto).
Técnico: Abel Braga

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 16/08/2014
Horário: 18h30 (de Brasília)

Gol: Pedro Henrique, contra, aos 31 minutos do segundo tempo (Internacional)

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Janette Mara Arcano (MG) e Pablo Almeida da Costa (MG)

Cartões amarelos: Bruno Mineiro (Goiás); Wellington (Internacional)

***

15ª rodada - Brasileirão: 
Sábado (16/8), às 18h30: 
Goiás 0x1 Internacional
21h: 
Corinthians 1x1 Bahia
Domingo (17/8), às 16h: 
Cruzeiro x Santos
Palmeiras x São Paulo
Coritiba x Flamengo
Grêmio x Criciúma
Vitória x Chapecoense
18h30: 
Sport x Atlético-PR
Figueirense x Atlético-MG
Botafogo x Fluminense

Classificação: 
1º - Internacional - 31 pontos (15 jogos)
2º - Cruzeiro - 30 pontos (14 jogos) 
3º - Corinthians - 28 pontos (15 jogos)
4º - Fluminense - 26 pontos (14 jogos)
5º - São Paulo - 23 pontos (14 jogos)
6º - Atlético-MG - 22 pontos, 6 vitórias e 4 gols de saldo (14 jogos)
7º - Atlético-PR - 22 pontos, 6 vitórias e 3 gols de saldo (14 jogos)
8º - Sport - 21 pontos (14 jogos)
9º - Santos - 20 pontos, 5 vitórias e 7 gols de saldo (14 jogos)
10º - Goiás - 20 pontos, 5 vitórias e -3 gols de saldo (15 jogos)
11º - Grêmio - 19 pontos (14 jogos)
12º - Criciúma - 16 pontos (14 jogos)
13º - Chapecoense - 15 pontos (14 jogos)
14º - Palmeiras - 14 pontos e 4 vitórias (14 jogos)
15º - Vitória - 14 pontos, 3 vitórias e -4 gols de saldo (14 jogos)
16º - Bahia - 13 pontos, 3 vitórias e -5 gols de saldo (15 jogos)
17º - Figueirense - 13 pontos e 4 vitórias (14 jogos)
18º - Botafogo - 13 pontos, 3 vitórias e -2 gols de saldo (14 jogos)
19º - Flamengo - 13 pontos, 3 vitórias e -11 gols de saldo (14 jogos)
20º - Coritiba - 12 pontos (14 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário