sábado, 23 de agosto de 2014

Pra ganhar confiança

Torcedor comparece, Tardelli marca e Atlético bate Inter após dois jogos sem vitória 

De Belo Horizonte.
Por Bruno Santana.

23/08/2014 - Depois de dois jogos amargos fora de casa (empate no fim com o Figueirense em Santa Catarina e derrota de virada para o Flamengo no Maracanã), o time do Atlético contou com a ajuda torcida, que aproveitou promoção de ingressos e venceu o Internacional no Independência por 1 a 0 na noite deste sábado (23). O jogo foi válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Diego Tardelli marcou o gol da vitória atleticana em Belo Horizonte após tabela com Luan, que entrou na segunda etapa.


O Internacional ainda ocupa o segundo lugar com 31 pontos, mas pode perder posições com os jogos deste domingo. O Atlético subiu para a sexta posição com 26 pontos, mas pode voltar para oitavo. A atenção dos dois times sai temporariamente do Campeonato Brasileiro no meio da semana. O Atlético vai ao Pacaembu enfrentar o Palmeiras pelas oitavas de final da Copa do Brasil na quarta-feira (27), às 22h (de Brasília). O Internacional volta para o Beira-Rio receber o Bahia pela segunda fase da Copa Sul-Americana na mesma data e horário.

Tardelli marcou o gol da vitória.
(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Pelo Brasileiro, o Inter visita o Palmeiras no sábado (30), às 18h30, enquanto o Galo joga no domingo (31), também fora de casa, contra o Coritiba, às 16h.

O jogo

O Atlético teve mais a bola em seus pés durante boa parte da primeira etapa, mas o Inter deixou claro a sua proposta nos jogos fora de casa no Campeonato Brasileiro: marcar forte, impedir que o time adversário crie chances claras de gol e esperar a chance de matar o jogo. Restou ao Galo usar a bola aérea para levar perigo aos visitantes. Aos oito minutos, Dátolo cobrou falta na lateral, a bola resvalou na cabeça de Diego Tardelli, passou por toda a pequena área e Wellington Silva afastou o perigo. Aos 12 minutos, o argentino criou uma chance semelhante ao bater um escanteio na cabeça de André, que deu uma pequena casquinha na bola, com a bola novamente passando por toda a área. Leonardo Silva chegou atrasado quase marcando o primeiro gol da partida.

O Internacional respondeu aos 15 minutos. Fabrício tomou a bola de Alex Silva na esquerda, chegou à linha de fundo e cruzou para a pequena área; Leonardo Silva afastou, mas quase marcou contra. Aos 25 minutos, Pedro Botelho chegou à linha de fundo pela esquerda e cruzou rasteiro para a área; André não alcançou. D'Alessandro não deixou barato e levou perigo seis minutos depois, aos 31, em cobrança de falta na lateral. O argentino quase surpreendeu o goleiro Victor, mas acertou a parte externa da rede.

Aos 42 minutos, o Inter teve sua melhor chance no primeiro tempo. Wellington mandou uma bomba da intermediária, que tinha endereço: o canto esquerdo do gol. Victor pulou com precisão e realizou uma excelente defesa salvando o Galo.

Na segunda etapa, o Internacional avançou sua linha de marcação e recuou o Atlético, que começou a passar certas dificuldades. Aos oito minutos, Wellington serviu Rafael Moura, que ficou na cara do gol. Victor cresceu pra cima do jogador e defendeu a finalização do atacante colorado. Aos 16 minutos, o Atlético assustou os visitantes com Diego Tardelli. O camisa 9 avançou pela esquerda e saiu na cara do goleiro Dida, errando a finalização. Levir começou a dar mobilidade a equipe atleticana tirando Maicosuel e colocando Luan.

Luan entrou bem no jogo.
(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Aos 19 minutos, o lance inacreditável da partida. Claudio Winck foi à linha de fundo pela direita, cruzou rasteiro, Victor cortou o cruzamento e a bola sobrou nos pés de Rafael Moura, com o goleiro atleticano já no chão e batido. O atacante limpou o arqueiro e chutou na trave em um lance inacreditável no Horto.

Sem criação pelo meio de campo com um enorme buraco e com uma grande ineficiência de André na partida, Levir tirou o atacante atleticano e acionou Marion. Com Luan e Marion em campo, Tardelli foi avançado, ficando mais próximo da grande área do goleiro Dida. A última cartada do técnico atleticano em busca da vitória foi a saída do volante Rafael Carioca para a entrada de Jô. As alterações deram certo. Aos 36 minutos, Luan deixou Tardelli na cara do gol e o camisa 9 atleticano ficou na cara do goleiro Dida e chutou cruzado. Desta vez ele não errou. Gol do Galo e o Independência inflamou com o primeiro gol da partida: 1 a 0.

Depois do gol, o Atlético segurou a posse de bola e o Inter se jogou ao ataque. Fim de jogo e três pontos para o Galo depois de dois jogos sem vencer.

Ficha do jogo:

Atlético-MG 1x0 Internacional

ATLÉTICO: 
Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Jemerson e Pedro Botelho; Josué, Rafael Carioca (Jô), Dátolo e Maicosuel (Luan); Diego Tardelli e André (Marion). 
Técnico: Levir Culpi

INTERNACIONAL: 
Dida; Wellington Silva (Cláudio Winck), Ernando, Juan e Fabrício; Ygor, Wellington, Aránguiz, D'Alessandro (Alex) e Valdívia (Otávio); Rafael Moura. 
Técnico: Abel Braga

Motivo: 17ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 19.732 pagantes
Renda: R$ 299.430,00
Data: 23/08/2014
Horário: 18h30 (de Brasília)

Gol: Diego Tardelli, aos 36 minutos do segundo tempo

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Rogério Pablos Zanardo (SP)

Cartões amarelos: Luan, Diego Tardelli e Dátolo (ATL); D'Alessandro e Wellington Silva (INT)

***


Brasileirão - 17ª rodada:
Sábado (23/8), às 18h30: 
Atlético-MG 1x0 Internaciconal
21h: 
Domingo (24), às 16h: 
São Paulo x Santos
Grêmio x Corinthians
Fluminense x Sport
Vitória x Figueirense
Criciúma x Flamengo
18h30: 
Atlético-PR x Bahia
Goiás x Cruzeiro

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 36 pontos (16 jogos) 
2º - Internacional - 31 pontos e 9 vitórias (17 jogos)
3º - Corinthians - 31 pontos e 8 vitórias (16 jogos)
4º - São Paulo - 29 pontos (16 jogos)
5º - Fluminense - 26 pontos e 8 vitórias (16 jogos)
6º - Atlético-MG - 26 pontos e 7 vitórias (17 jogos)
7º - Sport - 25 pontos (16 jogos)
8º - Santos - 23 pontos, 6 vitórias e 6 gols de saldo (16 jogos)
9º - Atlético-PR - 23 pontos, 6 vitórias e 1 gols de saldo (16 jogos)
10º - Grêmio - 22 pontos (16 jogos)
11º - Goiás - 20 pontos (16 jogos)
12º - Botafogo - 19 pontos, 5 vitórias e 0 gol de saldo (17 jogos)
13º - Chapecoense - 19 pontos, 5 vitórias e -5 gols de saldo (17 jogos)
14º - Flamengo - 19 pontos, 5 vitórias e -9 gols de saldo (16 jogos)
15º - Palmeiras - 17 pontos, 5 vitórias e -9 gols de saldo (17 jogos)
16º - Figueirense - 17 pontos, 5 vitórias e -10 gols de saldo (16 jogos)
17º - Criciúma - 17 pontos e 4 vitórias (16 jogos)
18º - Coritiba - 15 pontos, 3 vitórias e -4 gols de saldo (17 jogos)
19º - Bahia - 15 pontos, 3 vitórias e -5 gols de saldo (16 jogos)
20º - Vitória - 15 pontos, 3 vitórias e -6 gols de saldo (16 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário