quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Outra vez

Galo sai na frente no primeiro tempo, mas Flamengo vira no segundo e mantém ótima fase

De Belo Horizonte.
Por Bruno Santana.

21/08/2014 - Mais uma vez, roteiro parecido em um jogo do Atlético-MG. O Galo abre o placar, recua e sofre pela sua defesa fraca. Na noite desta quarta-feira (20), o Flamengo recebeu o Atlético pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro e o time da casa venceu por 2 a 1, conquistando sua terceira vitória consecutiva, a quarta em cinco jogos com Vanderlei Luxemburgo.

Se aproveitando da deficiência tática do Urubu em campo, o Galo se jogou ao ataque nos minutos iniciais e abriu o placar. Depois disso, a equipe de Levir Culpi se abdicou do ataque e foi sufocada pelo time da casa, que conseguiu a virada no segundo tempo após a entrada do croata/brasileiro Eduardo da Silva. Com o resultado, a equipe mineira caiu para a oitava posição, com os mesmos 23 pontos. Já a equipe carioca mantém a ótima fase e sobe para a 13ª posição, com 19 pontos.

Léo Moura vira com o gol de empate.
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

O próximo adversário do Galo será o Internacional no próximo sábado (23), às 18h30 (de Brasília), no Independência. Já o Flamengo irá para Santa Catarina onde irá enfrentar o Criciúma, no domingo (24), às 16h.

O jogo

Aproveitando a deficiência tática do Flamengo, o Atlético usou os minutos iniciais para sufocar o time rubro-negro. Logo cedo, o Galo marcou o seu gol. Em cobrança de lateral rápida, Maicosuel ficou com a bola na esquerda, ganhou de Cáceres no drible e chutou cruzado para abrir o placar no Maracanã: 1 a 0.

O Flamengo seguia perdido, mas o Galo se abdicou de atacar. Isto fez com que o Urubu começasse a se encontrar e empurrar para trás o Atlético, que nada fez durante o jogo inteiro para poder ampliar sua vantagem. Aos 21 minutos, Luiz Antônio chutou de fora da área e Victor defendeu; no rebote, Everton chutou sem ângulo e não acertou o gol. Aos 36 minutos, João Paulo encontrou Everton na área e o meia chutou cruzado; Victor deu rebote, mas Nixon e Arthur não conseguiram a finalização.

No segundo tempo, um avanço do Flamengo e nenhuma reação a este ataque dos rubro-negros pelo lado do Atlético resultaram na virada da partida. Aos 14 minutos, após cobrança de escanteio, a bola ficou pingando na área, Marcelo chutou e Victor apareceu novamente para evitar o gol de empate. Aos 18 minutos, Eduardo Silva, que entrou ao intervalo, participou pela primeira vez sendo decisivo. O atacante invadiu a área e foi derrubado por Pedro Botelho: pênalti para o Flamengo. Na cobrança, Leonardo Moura cobrou no canto esquerdo, Victor chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol: 1 a 1.

Aos 25 minutos, a virada. João Paulo cruzou da esquerda e Eduardo da Silva cabeceou no canto esquerdo; Victor espalmou, mas teve o azar da bola tocar nele e entrar: 2 a 1. Foi o suficiente para Levir mexer. O técnico vem sendo criticado por só reagir e mudar o time quando toma gol e precisa marcar para conquistar algum ponto. Luan, André e Claudinei entraram para as saídas de Maicosuel, Jô e Rafael Carioca.

Tarde demais. A única chance de perigo que o Atlético criou foi aos 39 minutos. Dátolo cruzou pela esquerda e André desviou de cabeça, mas Paulo Victor pulou no ângulo e salvou o Flamengo. Fim de jogo e, aos poucos, o Flamengo vai se salvando na competição.

Ficha do jogo:

Flamengo 2x1 Atlético-MG

FLAMENGO: 
Paulo Victor; Léo Moura, Marcelo, Wallace e João Paulo; Cáceres, Márcio Araújo (Mugni), Canteros, Luiz Antonio (Nixon) e Everton; Arthur (Eduardo da Silva). 
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

ATLÉTICO: 
Victor; Alex Silva, Edcarlos, Jemerson e Pedro Botelho; Josué, Rafael Carioca (Claudinei), Maicosuel (Luan), Dátolo e Diego Tardelli; Jô (André). 
Técnico: Levir Culpi

16ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 37.726 pagantes - 40.892 presentes 
Renda: R$ 1.113.815
Data: 20/08/2014
Horário: 22h (de Brasília)

Gols: Maicosuel, aos oito minutos do primeiro tempo (ATL); Léo Moura, aos 23, e Eduardo da Silva, aos 29 minutos do segundo tempo

Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa/PE)
Assistentes: Elan Vieira de Souza (CBF-1/PE) e Albino Andrade Albert Júnior (CBF-1/PE)

Cartões amarelos: Rafael Carioca, Alex Silva (ATL); João Paulo e Canteros (FLA)

***

Brasileirão - 16ª rodada: 
Quarta (20), às 19h30: 
Sport 2x1 Palmeiras 
Figueirense 1x0 Botafogo 
21h: 
Coritiba 2x0 Vitória 
Bahia 0x0 Criciúma 
21h50: 
Chapecoense 1x0 Fluminense 
Quinta (21), às 19h30: 
Corinthians x Goiás 
20h30: 
Cruzeiro x Grêmio

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 33 pontos (15 jogos) 
2º - Internacional - 31 pontos (16 jogos)
3º - São Paulo - 29 pontos (16 jogos)
4º - Corinthians - 28 pontos (15 jogos)
5º - Fluminense - 26 pontos (16 jogos)
6º - Sport - 25 pontos (16 jogos)
7º - Santos - 23 pontos, 6 vitórias e 6 gols de saldo (16 jogos)
8º - Atlético-MG - 23 pontos, 6 vitórias e 3 gols de saldo (16 jogos)
9º - Atlético-PR - 23 pontos, 6 vitórias e 1 gols de saldo (16 jogos)
10º - Grêmio - 22 pontos (15 jogos)
11º - Goiás - 20 pontos (15 jogos)
12º - Chapecoense - 19 pontos, 5 vitórias e -4 gols de saldo (16 jogos)
13º - Flamengo - 19 pontos, 5 vitórias e -9 gols de saldo (16 jogos)
14º - Figueirense - 17 pontos e 5 vitórias (16 jogos)
15º - Criciúma - 17 pontos e 4 vitórias (16 jogos)
16º - Botafogo - 16 pontos (16 jogos) 
17º - Coritiba - 15 pontos, 3 vitórias e -3 gols de saldo (16 jogos)
18º - Bahia - 15 pontos, 3 vitórias e -5 gols de saldo (16 jogos)
19º - Vitória - 15 pontos, 3 vitórias e -6 gols de saldo (16 jogos)
20º - Palmeiras - 14 pontos (16 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário