quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Na boa

Na maluca quarta-feira, Ceará vence o Inter mais uma vez e está nas oitavas da Copa do Brasil

De Belo Horizonte.
Por Júlia Alves.

14/08/2014 - A noite de quarta-feira foi surpreendente para todos os fãs de futebol do Brasil. No Morumbi, o Bragantino fez 3 a 1 e eliminou o poderoso São Paulo ao vencer a série por 4 a 3. No Maracanã, o América-RN fez incríveis 5 a 2 e tirou o Fluminense do torneio após levar 3 a 0 em casa. Entre os times considerados menores, o Ceará era quem tinha a missão mais tranquila. Após vencer a primeira partida por 2 a 1 no Beira-Rio, o Vovô só precisava administrar o resultado no segundo confronto diante do Internacional, certo? Mas o time nordestino fez mais no Castelão. O time alvinegro foi ao ataque, dominou todo o jogo, superou mais uma vez o Inter, agora por 3 a 1, e garantiu a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil de forma tranquila.

O nome da noite foi o experiente Magno Alves. O jogador marcou o primeiro gol com menos de dez minutos de bola rolando, participou do segundo e ainda anotou o terceiro, decretando a vitória cearense. Agora, o Ceará aguarda o sorteio da próxima segunda-feira (18) para descobrir o seu adversário das oitavas. O Internacional terá como consolo uma vaga na Sul-Americana.

O meio-campista Eduardo teve boa movimentação e ajudou muito o time diante dos gaúchos
O Ceará, de Eduardo, está nas oitavas da Copa do Brasil.
(Foto: Christian Alekson/CearaSC.com)

O jogo

O Internacional começou em cima, porém, a pressão colorada durou pouco. Aos três minutos, Fabrício cruzou para Wellington Paulista, que cabeceou com perigo para fora. Depois desse lance, só deu Ceará no jogo. Os donos da casa, mesmo com a vantagem da primeira partida, partiram para o ataque e abriram o placar aos nove minutos. Bill aproveitou a bobeada da zaga na saída de bola de Dida e tocou para Magno Alves, que só teve o trabalho de mandar para o fundo das redes.

A equipe nordestina marcava bem o Inter, não deixando espaço para os visitantes trabalharem a bola. No ataque, o Vovô armava as jogadas com velocidade, surpreendendo a defesa colorada que batia cabeça para acertar a marcação. Dessa maneira, o Ceará dominou todo o primeiro tempo e teve oportunidades para ampliar. Aos 14 minutos, Magno Alves arrancou no contra-ataque e tocou para Bill de cara para o gol, mas Dida saiu no momento certo e afastou. Bill recebeu na entrada da área, aos 21 minutos, girou e bateu. O lateral Cláudio Winck se atirou e afastou o perigo.

No final da primeira etapa, o Colorado conseguiu acertar sua defesa. Entretanto, foi a vez do ataque mostrar dificuldades. Os jogadores do sistema ofensivo não conseguiam dar continuidade nas jogadas. A entrada de Valdivia deu mais velocidade aos contra-ataques, mas faltava objetividade. Assim, o Inter criou pouco e até chegou a balançar as redes aos 27 minutos, só que Wellington Paulista foi flagrado em posição irregular.

O segundo tempo começou com uma postura mais ofensiva do Internacional. Aos três minutos, Valdivia recebeu de Fabrício e mandou para fora. Cinco minutos depois, Valdívia tocou para Rafael Moura, que acertou as redes pelo lado de fora. Apesar do bom momento colorado, o Ceará era mais consistente e, na primeira vez que foi ao ataque, marcou novamente. Nikão recebeu passe de Magno Alves e encobriu Dida. Antes de a bola entrar, Bill deu um carrinho e mandou para dentro do gol.

O Internacional levantou a cabeça e foi buscar o seu gol de honra, que saiu aos 24 minutos. Rafael Moura recebeu lançamento e tocou para Valdivia, que só rolou para o fundo das redes. Apesar de ter diminuído a desvantagem rapidamente, o time gaúcho sentiu o segundo gol e foi visível o desânimo dos jogadores, já que era preciso fazer três para conseguir a classificação.

O Ceará, mesmo com a vaga nas oitavas de final na mão, não diminuiu o ritmo do jogo, marcou o terceiro gol e poderia ter sido mais se não fossem as grandes defesas de Dida. Após cobrança de escanteio, Michel cabeceou sozinho, mas o goleiro colorado defendeu. No lance seguinte, não tinha nada que o arqueiro pudesse fazer. Magno Alves recebeu passe na área, driblou Cláudio Winck e chutou colocado para dentro do gol.

Ficha de jogo:

Ceará 3 x 1 Internacional

CEARÁ:
Jaílson; Samuel Xavier, Diego Ivo (Anderson), Sandro e Vicente (Helder Santos); João Marcos, Ricardinho, Eduardo e Nikão; Magno Alves e Bill.
Técnico: Sergio Soares

INTERNACIONAL:
Dida; Cláudio Winck, Paulão, Ernando e Fabrício; Ygor, Jair (Valdivia), Aránguiz e Alan Patrick (Otávio); Rafael Moura e Wellington Paulista (Eduardo Sasha).
Técnico: Abel Braga

Segundo jogo da terceira fase da Copa do Brasil
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 13/08/2014.
Horário: 22h (de Brasília)

Gols: Magno Alves, aos 9 minutos do primeiro tempo e aos 36 minutos do segundo tempo, e Bill, aos 20 minutos do segundo tempo (Ceará); Valdivia, aos 24 minutos do segundo tempo (Internacional)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Janette Mara Arcanjo (MG)

Cartões amarelos: Vicente, Bill (Ceará); Claudio Winck, Rafael Moura (Internacional)

***

Copa do Brasil - 3ª fase (jogos de volta)
Quarta-feira, 13/8:
Fluminense 2x5 América-RN (agregado: 5x5 - América avança pelos gols fora de casa)
São Paulo 1x3 Bragantino (agregado: 3x4)
Ceará 3x1 Internacional (agregado: 5x2)
Paysandu 2x1 Coritiba (agregado: 2x3)

Quinta-feira, 14/8, às 19h30: 
Santa Cruz x Santa Rita (na ida: 2x3)
Santos x Londrina (na ida: 1x2)

0 comentários :

Postar um comentário