terça-feira, 19 de agosto de 2014

Menos mal

Ceará conta com derrota do Vasco e se mantém na ponta da Série B mesmo com tropeço em casa contra o ABC

De Belo Horizonte
Por João Vítor Marques.

19/08/2014 - Após revés contra o Vasco no último sábado (16), resultado que aproximou a equipe carioca da ponta da Série B do Campeonato Brasileiro, o líder Ceará entrou no campo do estádio Presidente Vargas com a obrigação de vencer para manter a primeira posição sem depender do rival cruz-maltino. O jogo, válido pela 17ª rodada, parecia ao agrado do Vozão, que tinha pela frente o ABC, sem vencer há um mês pelo Brasileiro. Tentando controlar o ritmo da partida desde o começo, os donos da casa foram surpreendidos pela compactação do ABC, que teve no lateral direito Renato, autor dos dois gols, sua principal arma na vitória por 2 a 1. A falta do artilheiro Magno Alves se justificou pela quantidade de chances desperdiçadas por Bill e Lulinha, que viram o único gol da equipe sair de pés adversários: o zagueiro Marlon marcou contra.

O resultado fez com que o Ceará tivesse que torcer pelo lanterna Vila Nova contra o Vasco, em jogo realizado mais tarde, às 21h50 (de Brasília). E deu certo. A equipe goiana surpreendeu e venceu os alvinegros por 2 a 1, placar que manteve o Ceará na ponta da tabela, com 31 pontos. Já o ABC alcançou a nona posição, com 24 pontos, a cinco do G-4. O próximo compromisso do alvinegro potiguar é no sábado (23), às 21h (de Brasília), contra o Vila Nova, no Frasqueirão. O Ceará vai até São Paulo enfrentar a Portuguesa, também no sábado, às 16h10.

O Ceará, de Nikão, parou no ABC.
(Foto: Christian Alekson/CearaSC.com)

O jogo

O primeiro tempo começou com mostras do que poderia ser o jogo: o Ceará tentando impor seu ritmo, apoiado pelos torcedores que compareceram em bom número ao PV; e o ABC se defendendo como podia. O Vozão já conseguia ensaiar algumas trocas de passes, com um time mais rápido por conta da presença de Lulinha no lugar de Magno Alves no ataque. Mas antes que qualquer chance fosse criada, o lateral direito do ABC Renato recebeu lançamento nas costas de Helder Santos, arrancou e chutou por entre as pernas do goleiro Jailson, abrindo o placar logo aos dois minutos.

Após o baque do início, o Ceará se reorganizou, mas abusava dos lançamentos. As chances do gol de empate foram aparecendo em sequência, diante de um ABC recuado, quase sempre com os 11 jogadores atrás da linha da bola. Enquanto Lulinha ainda reclamava de um suposto empurrão dentro da área adversária, o atacante Bill perdeu duas oportunidades no mesmo lance, acertando a trave e jogando à esquerda de Gilvan. O meio de campo do Ceará funcionava e trocava passes especialmente com Eduardo e Lulinha, que se movimentavam bastante. Mas foi em um lance atípico que o gol saiu: o atacante Bill se deslocou para o lado esquerdo e cruzou para a pequena área; a bola passou pelo goleiro e sobrou para o zagueiro Marlon, ex-Ceará, que marcou contra, aos 27 minutos.

O empate foi o sinal que o ABC precisava para voltar a atacar e equilibrar as forças. Especialmente com Denis Marques e Renato, a equipe potiguar aproveitava as falhas e os espaços deixados pelo Ceará, que partia para cima. Samuel Xavier (na trave) e Lulinha (para fora) ainda tiveram tempo para desperdiçar outra oportunidade antes que a primeira etapa terminasse.

O segundo tempo começou com uma dinâmica diferente dos 45 minutos iniciais. Enquanto o Ceará insistia, mas sem eficiência, o ABC contra-atacava e criava as melhores oportunidades, especialmente com lançamentos do meia Rogerinho, pegando a defesa adversária em linha.

O jogo caiu tecnicamente, mas foi reimpulsionado com a entrada do atacante Gil no lugar de Eduardo, no Ceará. Agora no 4-3-3, o Vozão partiu para cima e criou oportunidades em chutes fora da área com Ricardinho e Felipe Amorim, autor de um gol anulado pela arbitragem por conta do impedimento do atacante Bill, que participou indiretamente da jogada. Apesar da ofensiva cearense, o ABC encontrava espaços. E foi num contra-ataque iniciado por Denis Marques que Renato, novamente, marcou o gol do alvinegro potiguar, aos 45 minutos. O lateral direito recebeu passe de João Henrique, fintou goleiro e zagueiro e completou para as redes com a perna direita para sacramentar a derrota cearense.            .

Ficha de jogo:

Ceará 1 x 2 ABC 

CEARÁ:
Jailson; Samuel, Sandro, Anderson e João Marcos; Helder Santos (Lima), Eduardo (Gil), Ricardinho e Bill; Nikão e Lulinha (Felipe Amorim).
Técnico: Sérgio Soares

ABC: 
Gilvan, Renato, Suéliton, Marlon e Luciano Amaral; Fábio Bahia, Daniel Amora, Michel Benhami (Diego Jussani) e Rogerinho (Xuxa); João Paulo (João Henrique) e Dênis Marques.
Técnico: Zé Teodoro

17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2014
Local: Presidente Vargas, Fortaleza (CE)
Data: 19/08/2014
Horário: 19h30 (de Brasília)

Gols: Renato, aos 2 minutos do primeiro tempo e aos 45 minutos do segundo tempo (ABC); Marlon, contra, aos 27 minutos do primeiro tempo (CEA)

Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Leonardo Mendonça (ES) e Carlos Eduardo do Rosário Depizzol (ES)

Cartões amarelos: Anderson (Ceará); Renato, Daniel Amora (ABC)


***

Série B - 17ª rodada: 
Terça (19/8), às 19h30: 
Joinville 2x1 Boa Esporte 
Paraná 1x0 Icasa 
Náutico 3x2 Oeste 
Sampaio Corrêa 0x0 Santa Cruz 
América-RN 0x2 Ponte Preta 
21h50: 
Bragantino 2x1 Atlético-GO 
Portuguesa 1x3 Avaí 



Classificação: 
1º - Ceará - 31 pontos e 9 vitórias (16 jogos)
2º - Vasco - 31 pontos e 8 vitórias (16 jogos)
3º - Avaí - 30 pontos (16 jogos)
4º - América-MG - 19 pontos, 9 vitórias e 7 gols de saldo (16 jogos)
5º - Joinville - 19 pontos, 9 vitórias e 4 gols de saldo (16 jogos)
6º - Ponte Preta - 28 pontos (16 jogos)
7º - Luverdense - 27 pontos (16 jogos)
8º - Atlético-GO - 25 pontos (16 jogos)
9º - ABC - 24 pontos, 7 vitórias e 1 gol de saldo (16 jogos)
10º - Boa Esporte - 24 pontos, 7 vitórias e -1 gol de saldo (15 jogos)
11º - Náutico - 24 pontos, 7 vitórias e -2 gols de saldo (16 jogos)
12º - Sampaio Corrêa - 24 pontos e 6 vitórias (15 jogos)
13º - América-RN - 23 pontos e 7 vitórias (16 jogos)
14º - Santa Cruz - 23 pontos e 5 vitórias (15 jogos)
15º - Paraná - 19 pontos (16 jogos)
16º - Icasa - 18 pontos (16 jogos)
17º - Bragantino - 16 pontos e 4 vitórias (15 jogos)
18º - Oeste - 16 pontos e 3 vitórias (15 jogos)
19º - Portuguesa - 13 pontos (16 jogos)
20º - Vila Nova - 11 pontos (15 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário