quinta-feira, 31 de julho de 2014

Sem problemas

No primeiro desafio da preparação para o Mundial, Brasil vence Angola com tranquilidade antes de pegar a Argentina

De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

31/07/2014 - A seleção brasileira masculina de basquete venceu o primeiro teste para a Copa do Mundo, que será disputada na Espanha a partir do dia 30 de agosto. Na noite desta quinta, no primeiro dos três jogos do Super Desafio de Basquete Masculino, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, o Brasil passou fácil pela Angola, vencendo por 98 a 60. Agora, a equipe comandada pelo argentino Rubén Magnano descansa na sexta (1) antes de pegar a Argentina no sábado (2), às 10h (de Brasília), no último jogo do torneio amistoso. Os angolanos pegam os argentinos antes, nesta sexta, às 14h, também no Rio.

O cestinha do jogo foi angolano. O armador Milton Barros saiu de quadra com 13 pontos. Do lado do Brasil, o armador Marcelinho Huertas anotou 12 pontos (10 só no último quarto) e quatro assistências, enquanto o ala Alex conseguiu 11 pontos e quatro rebotes e o pivô Rafael Hettsheimeir fez 10 pontos. Nos rebotes, oito para Tiago Splitter, que ainda distribuiu cinco assistências e fez 10 pontos, assim como Hettsheimeir (confira a estatística completa).

O pivô Nenê saiu de quadra com sete pontos, cinco rebotes e duas assistências.
(Foto: Gaspar Nobrega/inovafoto)

O Brasil foi à quadra com Marcelinho Huertas, Alex, Marquinhos, Nenê e Tiago Splitter começando o jogo. Desde o início, a seleção brasileira dominou amplamente. E com as trocas ao longo do primeiro período, permaneceu o mesmo cenário. Angola não defendia bem e, no ataque, faltava pontaria (só 21% de aproveitamento nas tentativas). O Brasil abriu 26 a 8. Na primeira parcial, apenas Rafael Luz e Cristiano Felício não jogaram.

Angola melhorou seu desempenho ofensivo no começo do segundo quarto, aproveitando que o Brasil afrouxou um pouco a marcação. Com apenas quatro minutos do período, o time africano já havia feito mais pontos do que em toda a primeira parcial. Aos poucos, a seleção brasileira retomou o controle e fechou o primeiro tempo vencendo por 48 a 27, com as duas defesas falhando muito.

No segundo tempo, o ritmo foi o mesmo e o panorama não mudou. Magnano seguiu observando o time sem muitos problemas. No terceiro quarto, com Marcelinho Machado descansando, o placar foi de 21 a 14 para o Brasil, enquanto no período final, sem Splitter e com Leandrinho em quadra o tempo todo para ganhar ritmo, 29 a 19, também para a seleção brasileira.

O Brasil teve um bom aproveitamento nos chutes de dois, superior a 60%, 52,6% nos chutes de dois e 63,2% nos lances livres, errando sete de 19 arremessos. Em todas as tentativas, 58,3% de aproveitamento (98 de 168 pontos tentados). Magnano não utilizou o armador Raulzinho, além do ala-pivô Guilherme Giovannoni, que se recupera de torção no tornozelo direito.

Sequência da preparação

O Brasil faz uma série de amistosos durante este e o próximo mês, e o Boleiros da Arquibancada irá acompanhar. O calendário é aberto com o Super Desafio de Basquete, entre 31 de julho e 2 de agosto. Depois, o Brasil joga em Buenos Aires, contra Argentina e México, entre os dias 9 e 11 de agosto. A sequência também inclui um amistoso contra os Estados Unidos, assim como na preparação para última Olimpíada, e dessa vez em Chicago, no dia 16. O Brasil viaja para a Europa logo depois, para jogar contra Lituânia e Irã, de 21 a 23 de agosto. A estreia na Copa do Mundo será no dia 30 de agosto, contra a França.

O Brasil é bicampeão mundial, tendo terminado em primeiro em 1959 e 1963. Na última edição do torneio, em 2010, a seleção brasileira foi a nona colocada.

Os grupos do Mundial (avançam os quatro primeiros de cada chave)

A: Brasil, Egito, Espanha, França, Irã e Sérvia
B: Argentina, Croácia, Filipinas, Grécia, Porto Rico e Senegal
C: Estados Unidos, Finlândia, Nova Zelândia, República Dominicana, Turquia e Ucrânia
D: Angola, Austrália, Coreia do Sul, Eslovênia, Lituânia e Máxico

0 comentários :

Postar um comentário