quinta-feira, 17 de julho de 2014

Sem problemas

São Paulo controla a partida, vence o Bahia e encosta no líder Cruzeiro

De Belo Horizonte.
Por Manuel Carvalho.

17/07/2014 - A Copa acabou faz só três dias, e o torcedor baiano, que vibrou com tantos gols na Arena Fonte Nova durante o torneio, nesta noite não teve motivos para comemorar. O Bahia fez uma partida fraca e foi amplamente dominado pelo São Paulo, que venceu por 2 a 0 e assumiu a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Os gols da partida foram marcados por Rogério Ceni e Alan Kardec. Com o resultado, o Tricolor paulista chega a 19 pontos, mesma pontuação do líder Cruzeiro, que tem uma vitória a mais (6 a 5). O Bahia é o primeiro fora da zona de rebaixamento, o 16º, com oito pontos.

As duas equipes voltam a jogar já no próximo sábado (19), pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Bahia vai a Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG, às 18h30, no Independência. No mesmo horário, o São Paulo recebe a Chapecoense, no Morumbi.

Alan Kardec estreou com gol.
(Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O jogo

O Bahia teve algumas alterações em relação ao time titular que fez o último jogo oficial. As principais ausências da equipe foram o meia Anderson Talisca, vendido para o Benfica, e o goleiro Marcelo Lomba, que cumpriu suspensão. No São Paulo, o técnico Muricy Ramalho não pôde contar com Rafael Tolói, Kaká e Luis Fabiano, que aprimoram a forma física. Na partida de hoje, foi possível perceber que a venda de Talisca será muito sentida pelo torcedor baiano, e com certeza deixará muitas saudades. Pelo lado do Tricolor paulista, as ausências de Kaká e Luis Fabiano não foram sentidas, o que só comprova a grande força ofensiva da equipe.

O jogo começou com forte marcação, com ambas as equipes dificultando as jogadas ofensivas dos principais criadores. Se pelo meio estava difícil, a solução foi buscar os lados do campo. Aos oito minutos, o lateral Álvaro Pereira fez ótimo cruzamento para Alan Kardec, que cabeceou por cima do gol de Douglas Pires. Aos 11, Ademilson invadiu a área e foi derrubado por Titi. O árbitro Dewson Freitas não teve dúvidas e marcou o pênalti. Rogério Ceni cobrou bem no canto direito para abrir o marcador.

O São Paulo era muito melhor na partida, e não demorou a marcar o segundo gol. Aos 19, Ademilson subiu pela direita e tocou para Souza, que tabelou com Ganso e cruzou para Alan Kardec. O atacante nem dominou e, de primeira, empurrou para o fundo das redes.

O Bahia não conseguia chegar à área adversária, e teve na bola parada a sua primeira oportunidade. Aos 32, Léo Gago encheu o pé e a bola passou à esquerda do gol. Aos 43, Henrique foi lançado, avançou e chutou para defesa de Rogério Ceni. Aos 45, Ademilson deixou Maicon na cara do goleiro, que fechou o ângulo e abafou o chute. O primeiro tempo foi de total domínio são-paulino.

Rogério marcou o gol 118 da carreira, de pênalti.
(Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Para a etapa final, o técnico do Bahia, Marquinhos Santos, fez duas substituições. Maxi Biancucchi e Wilson Pittoni saíram para as entradas de Wiliam Barbio e Emanuel Biancucchi. As mudanças pareciam não fazer efeito, pois o São Paulo ainda tomava conta do jogo. Logo no primeiro minuto, Álvaro Pereira cruzou para bonito voleio de Ademilson, mas Douglas Pires agarrou firme. Na sequência, após confusão na área, Ganso chutou, mas o goleiro espalmou. Aos 17, Osvaldo explodiu a bola na trave e, no rebote, Rodrigo Caio marcou o gol. Mas, o árbitro anulou, já que o bandeirinha marcou impedimento, porém, um zagueiro dava condições.

No minuto seguinte, o Bahia teve uma excelente oportunidade para diminuir, mas não foi aproveitada pelo atacante. Barbio deu lindo passe para Rhayner, que pegou mal na bola, e Rogério Ceni defendeu com os pés. O São Paulo seguia dominando, mas o time da casa começava a gostar do jogo. Aos 21, Rhayner bateu falta para a área e o zagueiro Titi, livre, cabeceou e encobriu Rogério Ceni. Mas o gol foi anulado, já que três jogadores baianos estavam em posição irregular.

O final do jogo se aproximava, e o São Paulo recuou para segurar o resultado. Aos 33, Léo Gago chutou, a bola desviou em dois defensores e passou muito perto do gol de Rogério Ceni. A partir dai, o Tricolor paulista passou a trocar passes no campo de ataque até o final da partida.

Ficha do jogo:

Bahia 0x2 São Paulo

BAHIA:
Douglas Pires; Diego Macedo, Demerson, Titi e Guilherme Santos; Fahel, Wilson Pittoni (Emanuel Biancucchi) e Léo Gago; Rhayner, Henrique (Jeam) e Maxi Biancucchi (William Barbio).
Técnico: Marquinhos Santos

SÃO PAULO:
Rogério Ceni; Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Souza, Maicon (Denílson) e Ganso; Ademilson, Osvaldo (Boschilia) e Alan Kardec (Alexandre Pato).
Técnico: Muricy Ramalho

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 16/07/2014
Horário: 22h (de Brasília)

Gols: Rogério Ceni, aos 12, e Alan Kardec, aos 19 minutos do primeiro tempo

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Luis Diego Nascimento Lopes (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA)


Cartões amarelos: Titi, Fahel, Léo Gago e Guilherme Santos (Bahia); Rodrigo Caio, Antônio Carlos, Álvaro Pereira e Osvaldo (São Paulo)


***


Brasileirão - 10ª rodada: 
Quarta (16/7), às 19h30: 
Grêmio 0x0 Goiás
Sport 1x0 Botafogo
Coritiba 0x2 Figueirense
22h: 
Flamengo 1x2 Atlético-PR
Criciúma 3x2 Fluminense
Bahia 0x2 São Paulo
Quinta (17/7), às 19h30: 
Santos x Palmeiras
Corinthians x Internacional
21h: 
Cruzeiro x Vitória
Quarta (6/8), às 21h: 
Chapecoense x Atlético-MG

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 19 pontos e 6 vitórias (9 jogos) 
2º - São Paulo - 19 pontos e 5 vitórias (10 jogos)
3º - Sport - 17 pontos (10 jogos)
4º - Fluminense - 16 pontos e 5 vitórias (10 jogos)
5º - Corinthians - 16 pontos, 4 vitórias e 6 gols de saldo (9 jogos)
6º - Atlético-PR - 16 pontos, 4 vitórias e 4 gols de saldo (10 jogos)
7º - Internacional - 16 pontos, 4 vitórias e 3 gols de saldo (9 jogos)
8º - Grêmio - 16 pontos, 4 vitórias e 2 gols de saldo (10 jogos)
9º - Goiás - 16 pontos, 4 vitórias e 0 gol de saldo (10 jogos)
10º - Atlético-MG - 14 pontos e 4 vitórias (9 jogos)
11º - Santos - 14 pontos e 3 vitórias (9 jogos)
12º - Palmeiras - 13 pontos (9 jogos)
13º - Criciúma - 11 pontos (10 jogos)
14º - Botafogo - 9 pontos (10 jogos)
15º - Chapecoense - 8 pontos e -3 gols de saldo (9 jogos)
16º - Bahia - 8 pontos e -5 gols de saldo (10 jogos)
17º - Figueirense - 7 pontos e 2 vitórias (10 jogos)
18º - Vitória - 7 pontos e -3 gols de saldo (9 jogos)
19º - Coritiba - 7 pontos e -4 gols de saldo (10 jogos)
20º - Flamengo - 7 pontos e -8 gols de saldo (10 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário