terça-feira, 15 de julho de 2014

Pela primeira vez

Kléber estreia com gol, Fabrício marca seus dois primeiros e Vasco constrói goleada sobre o Santa Cruz no retorno à Série B

De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

15/07/2014 - Buscando maior regularidade nesta Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco se reforçou na parada para a Copa do Mundo. E esses novos nomes foram importantes na vitória sobre o Santa Cruz por 4 a 1 na noite desta terça-feira, no primeiro jogo após o Mundial, pela 11ª rodada. O volante Fabrício, um dos principais reforços para a temporada, anunciado em abril, marcou seus dois primeiros gols pelo clube, enquanto Kléber, o Gladiador, esse sim estreante, também deixou o seu, de pênalti. Carlos César, lateral recém-chegado do Atlético-MG, é outro que entrou bem no jogo, sofrendo a penalidade que originou o terceiro gol, de Kléber, em momento ruim do Vasco na partida. O Santa, que saiu na frente e levou a virada ainda no primeiro tempo, pressionava no início da etapa complementar.

A partida desta noite foi disputada na Arena Pantanal, em Cuiabá, com o Vasco ainda cumprindo punição devido às confusões de seus torcedores no jogo contra o Atlético-PR, no ano passado. Com o resultado positivo, o Vasco sobe três posições e é agora o sétimo colocado, com 17 pontos. Já o Santa Cruz, que poderia até chegar ao quinto lugar, caiu para o 11º, com 16 (classificação completa no fim da matéria). Os dois times voltam a jogar no fim de semana. O Vasco recebe o América-RN em São Januário, às 16h20 do sábado (19), enquanto o Santa visita o lanterna Vila Nova no Serra Dourada, no mesmo dia e horário.

Vascaínos comemoram o primeiro gol do volante Fabrício no jogo.
(Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br)

Quando a bola rolou...

O Vasco retornou à Série B com reforços, mas também com desfalques. O meia Douglas, suspenso, foi substituído por Dakson. Já Rodrigo, com uma inflamação no joelho direito, cedeu lugar a Douglas Silva. Guinãzu voltou a jogar após fratura no pé e Kléber foi a maior novidade, contratado junto ao Grêmio.

O cruz-maltino foi o primeiro a chegar com perigo. O lateral André Rocha chegou bem no apoio pela direita e cruzou na cabeça de Thalles, que errou o alvo por pouco. A equipe carioca tinha mais posse de bola, mas o Santa Cruz não fazia retranca, encarando o Vasco. O time pernambucano foi premiado com o gol aos 17 minutos. Danilo Pires recebeu na esquerda, cortou para o meio e, da lateral da área, arriscou; o goleirão Martín Silva acabou contribuindo um pouco com o gol, não indo na bola que entrou perto do ângulo. De qualquer forma, bonito gol.

Pouco depois do gol sofrido, Adilson Batista resolveu mexer no Vasco. Carlos César, recém-contratado do Atlético-MG, entrou na vaga de André Rocha. O ala foi figura constante no campo de ataque, e o time carioca pressionou em busca do empate.

Aos 29 minutos, Dakson tentou em cobrança de falta de muito longe e a bola triscou a trave. O gol saiu também em tentativa de longe. Aos 34, o rebote da defesa se ofereceu para Fabrício que, sem deixar a bola cair, soltou a bomba e marcou um golaço, seu primeiro pelo Vasco. Ainda no primeiro tempo, aos 40, Dakson lançou bola na área e o zagueiro Douglas Silva completou com a perna esquerda: 2 a 1. O Santa ainda tentou igualar as coisas novamente na reta final da primeira etapa, mas Martín Silva trabalhou bem.

Estreante, Kléber marcou pela primeira vez com a camisa do Vasco.
(Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br)

O Santa Cruz incomodou no início do segundo tempo. Danilo Pires quase marcou pela segunda vez em chute forte aos seis minutos, mas Martín Silva fez importante defesa. A equipe nordestina voltou melhor para a etapa complementar, saindo em velocidade, mas pecando na hora das decisões.

E apesar de pressionado, o Vasco saiu do sufoco em pênalti duvidoso. Carlos César partiu pra cima da defesa e foi derrubado na área. Para o árbitro Anderson Daronco, o toque foi faltoso. O estreante Kléber foi para a cobrança e deslocou o goleirão Tiago Cardoso, marcando pela primeira vez com a camisa do clube vascaíno, aos 20 minutos. Aos 28, Fabrício apareceu mais uma vez para decretar a goleada após cruzamento de Lucas Crispim.

Apesar da desvantagem, o Santa não deixou de atacar. Aos 34, Léo Gamalho quase marcou um golaço ao tentar encobrir Martín Silva, mas a bola pegou no travessão, caprichosamente. Silva já havia feito grande defesa minutos antes. O placar não se alterou mais. Permaneceu o 4 a 1.

Ficha do jogo: 

Vasco 4x1 Santa Cruz 

VASCO: 
Martín Silva; André Rocha (Carlos César), Luan, Douglas Silva e Diego Renan; Guiñazu, Fabrício, Pedro Ken e Dakson (Lucas Crispim); Thalles e Kléber (Edmílson).
Técnico: Adilson Batista 

SANTA CRUZ: 
Tiago Cardoso; Nininho, Renan Fonseca, Éverton Sena e Renatinho; Sandro Manoel, Memo, Danilo Pires (Wescley) e Carlos Alberto (Emerson Santos); Pingo (Keno) e Léo Gamalho. 
Técnico: Sérgio Guedes

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Público: 5274 pagantes - 7190 presentes
Data: 15/07/2014
Horário: 21h50 (de Brasília)

Gols: Fabrício, aos 34 minutos do primeiro tempo e aos 28 minutos do segundo tempo, Douglas Silva, aos 40 minutos do primeiro tempo, e Kléber, aos 20 minutos do segundo tempo (VAS); Douglas Pires, aos 17 minutos do primeiro tempo (STC)

Árbitro: Anderson Daronco (RS) 
Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Jose Antônio Chaves Franco Filho (RS) 

Cartões amarelos: Carlos César e Pedro Ken (VAS); Carlos Alberto (STC)

***

Série B - 11ª rodada: 
Terça-feira (15), às 19h30: 
Ponte Preta 0x0 Portuguesa 
Avaí 2x1 Atlético-GO 
Náutico 1x0 Sampaio Corrêa 
Vila Nova 0x2 Boa Esporte 
21h50: 
Oeste 0x0 Icasa 
Luverdense 3x1 ABC 
América-RN 4x2 Bragantino 

Classificação: 
1º - Joinville - 23 pontos 
2º - Luverdense - 21 pontos e 7 gols de saldo 
3º - Ceará - 21 pontos e 4 gols de saldo 
4º - América-MG - 20 pontos 
5º - ABC - 17 pontos, 5 vitórias e 2 gols de saldo 
6º - Avaí - 17 pontos, 5 vitórias e 0 gol de saldo 
7º - Vasco - 17 pontos, 4 vitórias e 9 gols de saldo (10 jogos) 
8º - Ponte Preta- 17 pontos, 4 vitórias e 2 gols de saldo 
9º - América-RN - 16 pontos e 5 vitórias 
10º - Sampaio Corrêa - 16 pontos e 4 vitórias 
11º - Santa Cruz - 16 pontos e 3 vitórias 
12º - Náutico - 15 pontos (10 jogos)
13º - Icasa - 12 pontos 
14º - Boa Esporte - 11 pontos e 3 vitórias 
15º - Oeste - 11 pontos e 2 vitórias (10 jogos)
16º - Atlético-GO - 10 pontos e -2 gols de saldo (10 jogos)
17º - Bragantino - 10 pontos, -6 gols de saldo e 14 gols pró 
18º - Portuguesa - 10 pontos, -6 gols de saldo e 12 gols pró 
19º - Paraná - 9 pontos 
20º - Vila Nova - 2 pontos

0 comentários :

Postar um comentário