sábado, 26 de julho de 2014

Mais uma pelo título

Rosberg crava melhor tempo na Hungria e, com Hamilton largando em penúltimo, pode aumentar vantagem na F1

De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

26/07/2014 - Tudo vem dando certo para Nico Rosberg. Neste sábado, o piloto alemão conseguiu sua sexta pole position na temporada da Fórmula 1 e sairá na frente no Grande Prêmio da Hungria, que terá largada a partir das 9h (de Brasília) deste domingo (27). Líder do campeonato com 190 pontos, Rosberg tem boa chance de expandir sua vantagem na ponta, já que Lewis Hamilton, seu companheiro de Mercedes e vice-líder com 176 pontos, sairá na penúltima posição, a 21ª. O carro do inglês pegou fogo no início do treino, quando ele ainda nem havia completado volta.

Rosberg conseguiu a sexta pole na temporada.
(Foto: Getty Images)

Rosberg fez a volta mais rápida com 1min22seg715 e terá um compatriota dividindo a primeira fila. O tetracampeão Sebastian Vettel conseguiu 1min23seg201 e sairá em segundo, com Valteri Bottas, da Williams, vindo logo atrás. Daniel Ricciardo, Fernando Alonso, Felipe Massa, Jenson Button, Jean-Eric Vergne, Nico Hulkenberg e Kevin Magnussen completam a lista dos 10 primeiros.

O destaque negativo ficou para a Ferrari e Kimi Raikkonen, que foi surpreendido por Max Chilton. O piloto da Marussia lhe tomou a 16ª colocação e não o deixou nem passar do Q1. O homem de gelo larga na 17ª posição.

O treino

Ainda no inicio do treino, problemas. Maldonado, da Lotus, saiu da pista antes mesmo de completar volta. Também quando tentava abrir volta, a Mercedes de Hamilton pegou fogo e tirou o vice-líder do campeonato do treino ainda com 12 minutos restando no Q1. O detalhe é que o inglês liderou os três treinos livres da sexta e do sábado. Quem também errou foi a Ferrari. Raikkonen completou volta e voltou para os boxes. Porém, já com o cronômetro zerado, Bianchi fez volta rápida com sua Marussia e tirou o homem de gelo do treino. Assim, além de Hamilton, Maldonado e Raikkonen, ficaram de fora do Q2 Ericsson, Chilton e Kobayashi.

Veio o Q2 e Pérez, da Force India, é outro que largou a etapa muito cedo, com problemas no carro. Os grandes não tiveram muitos problemas. Com o relógio já zerado, Hulkenberg, outro da Force India, fez bom tempo e ficou entre os 10, tirando Kvyat, da STR, que rodou e ficou de fora. Além dele Sutil, Pérez, Gutierrez, Grosjean e Bianchi foram os eliminados nesta etapa.

A chuva resolveu aparecer no início do Q3. Magnussen foi o "cobaia", não conseguiu segurar no fim da reta e acabou batendo. Com a bandeira vermelha, o treino foi paralisado aos nove minutos. No retorno, Bottas surpreendeu fazendo volta rápida ainda com seis minutos restando. Pra ele, o bom seria que a chuva voltasse, mas ela não voltou.

Os pilotos seguiram na pista para melhorar seus tempos enquanto a pista secava, o que aconteceu. Vettel superou o tempo de Bottas em quase um segundo e Rosberg foi mais rápido que Vettel em dois décimos. Falando em Vettel, o tetracampeão ainda conseguiu o primeiro tempo momentaneamente, mas Rosberg veio voando para cravar 1min22seg715, conseguindo a sexta pole da temporada e podendo abrir maior vantagem ainda amanhã.

Grid de largada para o GP da Hungria (clique para ampliar):
Foto: f1.com


0 comentários :

Postar um comentário