segunda-feira, 7 de julho de 2014

Mais um craque se vai

Morre ex-jogador argentino Di Stéfano. Ele teve uma parada cardíaca e estava internado desde sábado

De Roma (Itália).
Por Agência ANSA.

07/07/2014 - O maior jogador da história do Real Madrid, Alfredo Di Stéfano, morreu nesta segunda-feira (7) na capital espanhola. O argentino tinha 88 anos e estava internado no hospital Gregório Maranon desde o sábado (5) após sofrer um ataque cardíaco. O craque argentino nasceu em Buenos Aires, no dia 4 de julho de 1926, e sofreu o ataque nos arredores do estádio Santiago Bernabéu, de seu clube de coração.

Antes de ter se tornado uma lenda na Espanha, ele jogou no River Plate e no Huracán, da Argentina. No Real, atuou entre 1953 e 1964, tendo numerosas conquistas europeias. Uma das maiores injustiças da carreira da Argentina foi nunca ter se tornado campeão de uma Copa do Mundo, mesmo tendo atuado por três seleções diferentes: Argentina (1947), Colômbia (1949) e Espanha (1957 a 1961). A "Flecha Loira", seu apelido na Europa, também treinou várias equipes, entre elas o Boca Juniors, o Sporting, o Valência e, claro, o Real Madrid.

Di Stéfano era casado e tinha seis filhos e, atualmente, era presidente honorário do Real Madrid, clube que ajudou a se tornar um dos maiores do mundo. (ANSA)

0 comentários :

Postar um comentário