domingo, 20 de julho de 2014

Humilhantchê

Homenageando Fernandão, Inter dá um show e afunda Flamengo de vez com goleada no Sul

De Belo Horizonte.
Por Leonardo Henrique.

20/07/2014 - Em um domingo de homenagens para o ídolo Fernandão, que faleceu há dois meses após um acidente de helicóptero, Internacional e Flamengo duelaram no estádio Beira-Rio buscando a recuperação no campeonato, após serem derrotados por Corinthians e Atlético-PR na primeira rodada pós-Copa do Mundo. Para o Inter, a situação é mais tranquila, já que o time ocupa a parte de cima da tabela. Do lado do Flamengo, uma derrota significaria o agravamento de uma crise que se arrasta há certo tempo, e faz o time carioca ocupar a lanterna do torneio. E foi isso que aconteceu. Com gols de Rafael Moura e D’Alessandro no primeiro tempo, e Fabrício e Alex no segundo, o Colorado não tomou conhecimento do Fla após a expulsão de Chicão, e viveu uma tarde feliz, coroada com a vitória por 4 a 0.

Com o resultado positivo, o Inter sobe para o quinto lugar, com 19 pontos, e afunda ainda mais o Flamengo na lanterna, com apenas sete e -12 gols de saldo. O time gaúcho agora vai enfrentar o Bahia no próximo sábado, às 18h30, na Arena Fonte Nova, enquanto o Flamengo faz o clássico com o Botafogo no Maracanã, no domingo, também às 18h30.

O Inter homenageou seu eterno ídolo.
(Foto: Divulgação/Site oficial do Internacional)

O jogo

A partida começou com uma atitude diferente da equipe do Flamengo, que marcava a saída de bola do Inter e conseguia proporcionar alguns erros de passes, mas sem aproveitamento algum da equipe carioca. O Inter aos poucos foi se soltando dentro de campo, e acertando os passes. Aos 10 minutos, conseguiu finalizar pela primeira vez com Aránguiz, que 10 minutos mais tarde se lesionou e foi substituído por Luque.

O futebol do Internacional foi melhorando a cada minuto, a pressão foi aumentando e os erros do Flamengo foram aparecendo naturalmente. Aos 13 minutos, após falha do zagueiro Chicão e do goleiro Felipe, o centroavante Rafael Moura perdeu um gol feito, cabeceando para fora. Mas não demorou muito tempo para a casa do time carioca cair. Aos 15, após bela jogada ensaiada na cobrança de falta, o argentino D’Alessandro passou para Juan, que encontrou Rafael Moura, livre dentro da área, para marcar. 1 a 0.

O Flamengo não mostrava melhora alguma e o Inter foi trocando passes com mais facilidade e chegando ao ataque quando bem queria. A defesa do Flamengo estava muito nervosa, e aos 46 minutos, o zagueiro Chicão deu um carrinho perigoso dentro da área, acertando Welligton Silva, que gerou a expulsão do zagueiro e o pênalti marcado por Sandro Meira Ricci. D’Alessandro cobrou e ampliou o placar para o Colorado.

O segundo tempo começou com amplo domínio do Internacional, que tinha um jogador a mais e não demonstrava pressa para criar suas jogadas. Aos cinco minutos, D’Alessandro foi à linha de fundo e cruzou na cabeça de Rafael Moura, que acabou errando o movimento e mandando a bola longe do gol.

A tranquilidade do Internacional em fazer o Flamengo correr atrás da bola estava dando resultado. E não demorou para o terceiro gol aparecer. Após bela trama pela direita, D’Alessandro fez um lindo cruzamento para Fabrício, que pegou de primeira fazendo um lindo gol aos 12 minutos da etapa final. 3 a 0. Sem demonstrar nenhum esboço de reação, o Flamengo aos poucos foi se entregando e proporcionando mais facilidade para o Inter criar as jogadas. Aos 32, após cruzamento de Fabrício, que fez uma grande partida, Alex desviou para o gol, decretando a mais nova humilhação flamenguista.

Ficha do jogo: 

Internacional 4x0 Flamengo

INTERNACIONAL:
Dida; Wellington Silva (Claudio Winck), Paulão, Juan e Fabrício; Wellington, Willians, Aránguiz (Martín Luque) (Alex), Alan Patrick e D’Alessandro; Rafael Moura.
Técnico: Abel Braga

FLAMENGO:
Felipe; Léo Moura, Wallace, Chicão e André Santos; Recife, Amaral (Negueba), Marcio Araújo e Lucas Mugni; Nixon (Fernando Fernandes) e Alecsandro (Luiz Antônio).
Técnico: Ney Franco

Local: Beira Rio, em Porto Alegre (RS)
Público: 27.633 pagantes - 32.921 presentes
Renda: R$ 1.466,135,00
Data: 20/07/2014
Horário: 16h (de Brasília)

Gols: Rafael Moura, aos 13, e D’Alessandro, aos 47 minutos da primeira etapa; Fabrício aos 12, e Alex, aos 32 minutos do segundo tempo

Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)

Cartão amarelo: Amaral (Flamengo)
Cartão vermelho: Chicão (Flamengo)

***

11ª rodada - Série A: 
Sábado (19/7), às 18h30: 
21h: 
Domingo (20/7), às 16h: 
Internacional 4x0 Flamengo 
Vitória 0x0 Corinthians 
18h30: 
Atlético-PR 2x0 Criciúma 
Goiás 0x0 Sport 
Fluminense 1x0 Santos

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 25 pontos (11 jogos) 
2º - Corinthians - 20 pontos (11 jogos)
3º - Fluminense - 19 pontos e 6 vitórias (11 jogos) 
4º - Atlético-PR - 19 pontos, 5 vitórias, 6 gols de saldo e 19 gols pró (11 jogos)
5º - Internacional - 19 pontos, 5 vitórias, 6 gols de saldo e 17 gols pró (11 jogos)
6º - São Paulo - 19 pontos, 5 vitórias e 5 gols de saldo (11 jogos)
7º - Grêmio - 19 pontos, 5 vitórias e 3 gols de saldo (11 jogos)
8º - Sport - 18 pontos (11 jogos)
9º - Santos - 17 pontos e 6 gols de saldo (11 jogos)
10º - Goiás - 17 pontos e 0 gol de saldo (11 jogos)
11º - Atlético-MG - 15 pontos (10 jogos)
12º - Palmeiras - 13 pontos (11 jogos)
13º - Botafogo - 12 pontos (11 jogos)
14º - Criciúma - 11 pontos e 4 vitórias (11 jogos)
15º - Chapecoense - 11 pontos e 3 vitórias (10 jogos)
16º - Bahia - 9 pontos (11 jogos)
17º - Vitória - 8 pontos (11 jogos)
18º - Figueirense - 7 pontos e 2 vitórias (11 jogos)
19º - Coritiba - 7 pontos, 1 vitória e -5 gols de saldo (11 jogos)
20º - Flamengo - 7 pontos, 1 vitória e -12 gols de saldo (11 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário