terça-feira, 1 de julho de 2014

Furando a retranca

Em jogada de Messi para Di Maria, Argentina marca aos 118 minutos e elimina a Suíça da Copa

De Belo Horizonte.
Por Bruno Santana.

01/07/2014 - A chama do sonho do tricampeonato mundial continua acesa para os argentinos. Após tentar furar a defesa suíça por 90 minutos do tempo normal, somado aos 15 minutos do primeiro tempo da prorrogação, Di Maria pôs fim ao sofrimento dos sul-americanos aos 13 minutos da segunda etapa do tempo extra e colocou a Argentina nas quartas de final da Copa do Mundo. Após o 1 a 0 contra a Suíça pelas oitavas, o adversário dos alvicelestes sairá do confronto entre Bélgica e Estados Unidos, que duelam às 17h desta terça-feira, na Bahia. 

O duelo das quartas de final será realizado no sábado (5), às 13h (de Brasília), no Mané Garrincha (o Estádio Nacional), em Brasília.

Di Maria marcou já no fim da prorrogação.
(Foto: Getty Images)

O jogo

Messi era a principal atração da partida. Os suíços concordaram com isto também. Quando o camisa 10 argentino pegava na bola, dois ou três marcadores o encaravam e cresciam como gigante para cima do Lionel. Com Messi marcado, Di Maria era a válvula de escape dos sul-americanos, mas quem começou assustando foram os europeus. Aos 27 minutos, Shaqiri chegou pela direita na linha de fundo e tocou para Xhaka, no meio da área, que bateu para o gol. Romero fez uma grande defesa e evitou o primeiro gol da partida.

Aos 38 minutos, Shaqiri, novamente, acionou Drmic na área. O suíço tentou encobrir Romero, mas não teve sucesso. No primeiro tempo, a Suíça foi mais perigosa que a Argentina, mas não foi convertido nenhum gol.

Mais atentos na etapa complementar, os argentinos começaram um jogo de paciência em que furar a defesa dos europeus virou um desafio. Aos 16 minutos, Rojo cruzou pela direita e Higuain acertou um belo cabeceio. Benaglio realizou uma grande defesa. Aos 22 minutos, os argentinos chegaram outra vez com perigo. Messi pegou a bola na entrada da área, matou no peito e finalizou sem deixar a bola cair. Para sorte da Suíça, a bola foi por cima.

Aos 32 minutos, novamente Messi. La Pulga ficou com a bola na entrada da área pela esquerda, limpou o marcador e chutou rasteiro, para bela defesa de Benaglio. Marcado, o camisa 10 sabia que atrair a marcação e deixar os seus companheiros livres seria uma boa saída. Aos 44 minutos, ele deixou Palacio sozinho na área. O atacante não dominou e perdeu uma bola oportunidade de fazer o primeiro gol da partida. Quarta prorrogação em sete jogos das oitavas até então.

Prorrogação

Durante o tempo extra, a Argentina procurou mais o gol que os suíços que, quando tinham a posse de bola, procuravam valorizá-la e levar a decisão para a disputa de pênaltis. No primeiro tempo. esta estratégia deu certo e o empate em 0 a 0 insistiu em não sair da Arena Corinthians.

No segundo tempo, as oportunidades foram mais claras. Aos três minutos, Di Maria bateu forte de fora da área e Benaglio fez uma boa defesa. Aos 13 minutos, o gol. Messi recebeu a bola, puxou a marcação e deixou Di Maria livre na direita. O jogador do Real Madrid bateu cruzado, com força e rasteiro, abrindo o placar em São Paulo.

Faltavam cinco minutos, somados aos acréscimos, para a Suíça se salvar. E eles tentaram. Aos 16 minutos, Shaqiri cruzou para a área, onde até o goleiro Benaglio estava, Dzemali cabeceou na trave. No rebote, a bola bateu no suíço e foi para a fora. Aos 17 minutos, Di Maria recebeu no meio de campo e chutou para o gol aberto, já que Benaglio estava no ataque. Para o azar do camisa 7, a bola saiu. No último lance, Shaqiri ainda teve a chance de marcar de falta, mas mandou na barreira. Fim de jogo e a Argentina está classificada.

Ficha do jogo:

ARGENTINA:
Romero; Zabaleta, Garay, Fernandez e Rojo (Basanta); Mascherano, Gago (Biglia) e Di Maria; Messi, Higuain e Lavezzi (Palacio). 
Técnico: Alejandro Sabella

SUÍÇA:
Benaglio; Lichtsteiner, Schaer, Djourou e Rodríguez; Behrmai, Inler, Xhaka (Fernandes), Shaqiri e Mehmedi (Dzemaili); Drmic (Seferovic). 
Técnico: Ottmar Hitzfeld

Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Público: 63.255
Data: 01/07/2014
Horário: 13h (de Brasília)


Árbitro: Jonnas Eriksson (Suécia)
Assistentes: Daniel Warnmark e Mathias Klasenius (ambos da Suécia)

Cartão amarelo: Xhaka (Suíça), Fernandes (Suíça), Rojo (Argentina), Garay (Argentina)

0 comentários :

Postar um comentário