quinta-feira, 17 de julho de 2014

A experiência decidiu

Paulo Baier decide com dois gols, e Fluminense cai para o Criciúma por 3 a 2 fora de casa

De Aracaju.

Por Henrique Ferrera.

17/07/2014 - A torcida do Criciúma aguardou ansiosamente a volta do Campeonato Brasileiro para ver o Criciúma novamente em campo. E essa volta aconteceu em grande estilo, na noite desta quarta (16), batendo o então vice-líder Fluminense por 3 a 2. Os catarinenses chegaram a abrir 3 a 0 no placar, mas tomou um susto ao levar dois gols do tricolor carioca. Apesar do golpe, manteve-se com a vitória até o final.

O Criciúma veio a campo com a proposta de deixar a bola com o adversário, mas surpreendeu ao marcar a saída de bola do Fluminense, prejudicando a posse de bola carioca no campo apertado do Heriberto Hülse. Com isso, o jogo ficou muito truncado, e esteticamente feio, com direito a duas furadas, uma de cada lado - Bruno, pelo Fluminense; e Bruno Lopes, pelo Criciúma.


Paulo Baier marcou duas vezes. 
(Foto: Fernando Ribeiro/www.criciumaec.com.br)

Aos poucos, a bola começou a ser mais trabalhada. E aí foi que o veterano Paulo Baier começou aparecer. Primeiramente, aos 19 minutos, o camisa 10 recebeu um passe profundo de Rafael Costa e procurou Bruno Lopes na área, porém Gum foi mais atento e conseguiu o corte. Isso acordou o Fluminense, que passou a trabalhar com mais velocidade e fluidez entre suas peças do setor ofensivo.

Carlinhos apareceu aos 21 minutos e cruzou buscando o estreante Cícero. Ele subiu e cabeceou, mas Escudero estava bem colocado para salvar. Carlinhos, a sempre presente válvula de escape apareceu de novo, dessa vez na área, mas o goleiro Luiz foi mais ágil. Na sobra, a zaga afastou. O Fluminense era melhor, mas o Criciúma ainda tentava assustar com lançamentos longos para Silvinho, que não vinham dando resultado.

No fim da primeira etapa, saiu o zero do placar em um lance polêmico. Henrique, estreando também, parecia desentrosado e se posicionava mal. Em uma dessas, Paulo Baier saiu nas costas do zagueiro e acabou caindo na área após tropeçar. O árbitro marcou pênalti, e o maior artilheiro da era dos pontos corridos abriu o placar.

O Fluminense mexeu no intervalo, colocando o garoto Matheus Carvalho no lugar de Walter. Mas o panorama foi o mesmo do princípio do jogo, com poucas oportunidades e jogo truncado. Enquanto isso, o Criciúma bem postado esperava o contra-ataque. Aos 15, ele veio, com Bruno Lopes partindo pela direita e servindo Paulo Baier. Cavalieri conseguiu impedir o gol, e ainda o rebote de Bruno Lopes, mas quando Baier tentou pela terceira vez, não teve jeito: 2 a 0.

O gol desesperou o Fluminense, que passou a cometer erros bobos. Paulo Baier teve a chance da consagração, mas perdeu. Apesar disso, se redimiu logo em seguida, batendo o escanteio na cabeça de Serginho, sozinho na área. Criciúma 3 a 0, e furor da torcida. Porém, o Fluminense seguiu tentando, inclusive acalmando os ânimos da equipe e colocando a bola no chão. Aos 38, Conca bateu bonito após girar na área e diminuiu; e um minuto depois, Bruno cruzou de primeira e achou Matheus Carvalho na área, que cabeceou para a rede e esquentou o jogo.

Rodrigo Batista Raposo apitou o final da partida e selou a vitória do Criciúma, sob muitas reclamações tricolores. O pênalti em Paulo Baier, um soco de Escudero em Henrique e um empurrão de Eduardo em Carlinhos. Wagner ainda agrediu Bruno Cortez no final do jogo, e apesar de toda a confusão, o jogo acabou assim.


Ficha de jogo:

Criciúma 3x2 Fluminense

CRICIÚMA:
 Luiz, Eduardo, Fábio Ferreira, Escudero e Bruno Cortez; Serginho e João Vítor; Rafael Costa (Eduardo), Paulo Baier (Martinez) e Silvinho; Bruno Lopes (Cristiano).
Técnico: Wagner Lopes

FLUMINENSE:
Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Henrique e Carlinhos; Jean e Cícero (Kenedy); Wagner e Conca; Rafael Sobis e Walter (Matheus Carvalho).
Técnico: Cristóvão Borges

Local: Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)
Data: 16/07/2014
Horário: 21h50

Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e José Reinaldo do Nascimento Júnior (DF)

Gols: Paulo Baier, aos 39'/1ºT e 13'/2ºT e Serginho, aos 21'/2ºT (Criciúma); Conca, aos 38'/1ºT e Matheus Carvalho, aos 39'/1ºT (Fluminense).

 Cartões amarelos: Eduardo e Escudero (Criciúma); Carlinhos e Rafael Sobis (Fluminense)

***

Brasileirão - 10ª rodada: 
Quarta (16/7), às 19h30: 
Grêmio 0x0 Goiás
22h: 
Quinta (17/7), às 19h30: 
Santos x Palmeiras
Corinthians x Internacional
21h: 
Cruzeiro x Vitória
Quarta (6/8), às 21h: 
Chapecoense x Atlético-MG

Classificação: 
1º - Cruzeiro - 19 pontos e 6 vitórias (9 jogos) 
2º - São Paulo - 19 pontos e 5 vitórias (10 jogos)
3º - Sport - 17 pontos (10 jogos)
4º - Fluminense - 16 pontos e 5 vitórias (10 jogos)
5º - Corinthians - 16 pontos, 4 vitórias e 6 gols de saldo (9 jogos)
6º - Atlético-PR - 16 pontos, 4 vitórias e 4 gols de saldo (10 jogos)
7º - Internacional - 16 pontos, 4 vitórias e 3 gols de saldo (9 jogos)
8º - Grêmio - 16 pontos, 4 vitórias e 2 gols de saldo (10 jogos)
9º - Goiás - 16 pontos, 4 vitórias e 0 gol de saldo (10 jogos)
10º - Atlético-MG - 14 pontos e 4 vitórias (9 jogos)
11º - Santos - 14 pontos e 3 vitórias (9 jogos)
12º - Palmeiras - 13 pontos (9 jogos)
13º - Criciúma - 11 pontos (10 jogos)
14º - Botafogo - 9 pontos (10 jogos)
15º - Chapecoense - 8 pontos e -3 gols de saldo (9 jogos)
16º - Bahia - 8 pontos e -5 gols de saldo (10 jogos)
17º - Figueirense - 7 pontos e 2 vitórias (10 jogos)
18º - Vitória - 7 pontos e -3 gols de saldo (9 jogos)
19º - Coritiba - 7 pontos e -4 gols de saldo (10 jogos)
20º - Flamengo - 7 pontos e -8 gols de saldo (10 jogos)

0 comentários :

Postar um comentário