domingo, 22 de junho de 2014

Vivos!

Argélia e Coreia do Sul surpreendem, fazem jogo de seis gols e argelinos assumem a vice-liderança da chave

De Nova Lima (MG).
Por Rodolpho Victor.

22/06/2014 - Neste fim de tarde, Argélia e Coreia do Sul se enfrentaram precisando vencer para continuar sonhando com as oitavas da Copa do Mundo. A Argélia não deixou barato no primeiro tempo e fez logo três gols, num vareio de bola. A Coreia até conseguiu equilibrar as coisas na segunda etapa, “vencendo” por 2 a 1. Mas no final, a alegria da torcida africana invadiu os gramados e os argelinos venceram por 4 a 2, subindo para a segunda colocação do Grupo H.

Na próxima quinta (26), às 17h, teremos a decisão do grupo. Com a Bélgica classificada, argelinos, coreanos e russos disputam a última vaga. Com três pontos, a Argélia pode avançar com um empate contra a Rússia, que tem um ponto. Já a Coreia, que pega a Bélgica, e a Rússia precisam vencer e torcer por combinações de resultados.

Slimani comemora o primeiro gol do jogo.
(Foto: Getty Images)

O jogo

A seleção da Argélia fez várias substituições em relação ao primeiro jogo. Tudo isso para conseguir sua terceira vitória em Copas do Mundo. O primeiro chute de perigo dos africanos veio aos dois minutos de jogo. No lance seguinte, a Argélia chegou mais uma vez. Depois de bate rebate na zaga coreana, Brahimi bateu por cima do gol, e a bola passou perto. Nesse ataque, os argelinos pediram um pênalti não marcado pelo árbitro colombiano, que foi claríssimo. Silmani, aos nove, subiu mais alto que todo mundo e cabeceou com perigo. Depois da pressão argelina, os coreanos seguraram o jogo e até tentaram pressionar, sem nenhum chute ao gol. Mas o volume de jogo nos primeiros minutos mostrou que o jogo não seria sem gols.

Quando todos que diziam o jogo seria de dar sono estavam acertando, Slimani recebeu passe aos 25 minutos e só teve o trabalho de tirar do goleiro pra abrir o placar. A seleção branca e verde continuou na pressão, e no minuto seguinte, quando ainda se ouvia a alegre torcida africana cantar nas arquibancadas do Beira-Rio, Halliche subiu mais alto que todo mundo na cobrança de escanteio e aumentou o placar.

A Coreia do Sul “desistiu do jogo”, assim como na Copa de 2006, ano em que deteve o recorde de ter sido a equipe que ficou por mais tempo sem dar sequer um chute a gol. Os asiáticos erravam um passe atrás do outro. Ir para o vestiário e mudar os planos para o jogo seria o ideal, mas aos 38, Slimani fez boa jogada e deixou Djabou na cara do gol, pra bater e fazer o terceiro.

O segundo tempo foi de domínio da Coreia, que já estava com o vexame na lista. O que viesse era lucro. Aos seis minutos de jogo, Son Heung Min recebeu dentro da área, girou pra cima do zagueiro e bateu entre as pernas de Rais, para diminuir. Depois do frango, M'Bolhi fez uma defesaça após o chute de fora da área de Ki Sung Yueng.

O jogo se abriu muito mais na segunda etapa, e aos 17 minutos, foi a vez da Argélia mostrar que o futebol do primeiro tempo não tinha se esgotado. Brahimi fez uma linda tabela com Feghouli e tocou entre as pernas do goleiro coreano. Pra não perder as contas, 4 a 1 para os africanos. Dez minutos depois, Lee levou pra linha de fundo e cruzou pra Koo Ja Cheol. O meia tentou bater com a parte de dentro do pé, mas foi de canela que ele voltou a diminuir o placar.

Os coreanos voltaram a pressionar no finalzinho do segundo tempo, mas nem de falta e nem com a bola rolando conseguiram acabar com a alegria e com a festa argelina, que deve seguir pela noite no sul.

Ficha do jogo:

Coréia do Sul 2x4 Argélia

CORÉIA DO SUL:
Jung Sung Ryong; Lee Yong, Kim Young Gwon, Hong Jeong Ho e Yun Suk Young; Han Kook  Yong (Ji Dong Won), Lee Chung Yong (Lee Keun Ho), Ki Sung Yueng e Koo Ja Cheol; Son Heung Min e Park Chu Young (Kim Shin Wook).
Técnico: Hong Myung Bo

ARGÉLIA:
M'Bolhi; Mandi, Bouguerra (Belkalem), Halliche e Mesbah; Medjani, Bentaleb, Brahimi (Lacen), Feghouli e Sjabou (Ghillas); Slimani.
Técnico: Vahid Halilhodzic

Local: Arena das Dunas, em Natal (RN)
Público: 42.732
Data: 22/06/2014
Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Wilmar Roldan (COL)
Assistentes: Eduardo Diaz (COL) e Christian Lescano (EQU)


Cartões amarelos: Lee Yong e Kook Young (Coréia do Sul); Bouguerra (Argélia)

0 comentários :

Postar um comentário