domingo, 22 de junho de 2014

Tudo normal

Rosberg vence corrida decidida nos boxes; Massa larga na liderança, mas decepciona e fica fora do pódio

De Belo Horizonte.
Por Samuel Santos.

22/06/2014 - A expectativa em Felipe Massa era grande. O brasileiro largou na pole pela primeira vez desde o Grande Prêmio do Brasil, em 2008. Depois de seis anos, o piloto sentiu o gosto de guiar novamente o grid em volta de apresentação. Porém, mais uma vez, Massa não fez uma boa corrida e acabou o GP da Áustria em quarto lugar. No pódio, mais uma dobradinha: no alto ficou o alemão Nico Rosberg, da Mercedes, seguido pelo companheiro Lewis Hamilton. Valteri Bottas, companheiro de Massa na Williams, ficou em terceiro. Em seguida vieram Massa, Fernando Alonso, Sergio Pérez, Kevin Magnussen, Daniel Riccardo, Nico Hulkenberg e Kimi Raikkonen.

Mais uma dobradinha da Mercedes.
(Foto: Getty Images)

Com o resultado obtido na Áustria, Nico Rosberg se consolidou ainda mais na liderança do Mundial de Pilotos. O alemão, que mais uma vez liderou a dobradinha da Mercedes, segue abrindo vantagem para o companheiro de equipe na disputa do campeonato. Rosberg tem 165 pontos, 29 pontos a mais que Hamilton. Depois, Ricciardo, da RBR, com 83, e Fernando Alonso, da Ferrari, com 79. 

Já na briga dos construtores, a Williams se aproxima da terceira posição, com 85 pontos. Porém, ainda muito distante da Mercedes, que lidera com folga (301 pontos), e da Red Bull (143). Em terceiro está a Ferrari, com 98, seguida pela Force India, com 87.

A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 será daqui a duas semanas, no dia 6 de julho, no tradicional circuito de Silverstone, na Inglaterra.

Carros na pista...

O Grande Prêmio da Áustria foi bastante monótono na pista. Felipe Massa largou muito bem e manteve a primeira colocação com facilidade. Bottas escorregou e perdeu a segunda posição para Rosberg, mas antes do término do primeiro giro, o piloto finlandês já havia recuperado a posição. O grande destaque da arrancada foi Hamilton, que pulou de nono para quarto. 

Sem movimentações consideráveis entre os pilotos, o GP de Áustria começou a ser decidido na primeira janela de pit-stops. Entre os ponteiros, os pilotos da Mercedes foram os primeiros a parar. A antecedência da equipe alemã garantiu a troca de posições com os carros da Williams, na volta 15.

Neste momento, o líder era o mexicano Pérez, da Force India. O piloto da equipe asiática optou por uma estratégia diferente e ainda não havia parado. Com os pneus desgastados, Pérez não resistiu e foi ultrapassado por Rosberg e Bottas na volta número 27.


Após a segunda parada nos boxes, a classificação ficou com Rosberg, Hamilton, Bottas e Massa. A ordem não alterou até o fim da corrida. Os únicos momentos de emoção neste período foram um esboço de reação de Massa contra Bottas e uma tentativa falha de Hamilton para cima de Rosberg. 



0 comentários :

Postar um comentário