quinta-feira, 26 de junho de 2014

Tarde demais

Cristiano Ronaldo marca, ajuda Portugal a vencer Gana, mas as duas seleções são eliminadas da Copa

De Nova Lima (MG).
Por Rodolpho Victor.

26/06/2014 - Gana e Portugal entraram em campo com uma dura missão: vencer bem e torcer para que a Alemanha derrotasse os Estados Unidos também com boa diferença de placar. Torcer para umas das mais favoritas na Copa do Mundo do Brasil não era o dever mais difícil. O pior foi o futebol apresentado por ganeses e portugueses, que em poucos momentos fizeram a torcida em Brasília se levantar. Com um gol no final da partida, CR7 virou o jogo, decretou a vitória por 2 a 1 e a despedida lusitana da Copa do Mundo. Os africanos, que dispensaram dois destaques (Muntari e Boateng) no dia do jogo, também ficam no meio do caminho.

Apesar da não classificação, menção honrosa ao CR7, que anotou o gol número 50 pela seleção e é o primeiro português a marcar em três Copas diferentes.



Foto: Divulgação/FIFA

Portugal encerra sua participação no Grupo G com quatro pontos e -3 gols de saldo. Os EUA, classificados, também terminaram com quatro pontos, mas com saldo 0. A líder foi a Alemanha, com sete pontos, enquanto Gana terminou na lanterna, com um ponto.


O jogo

No seu primeiro toque no jogo, errando um passe simples, Cristiano Ronaldo já mostrava que o dia não seria bom para o melhor do mundo. O ritmo lento do jogo fazia um contraste com o interesse do camisa 7 em mostrar trabalho. Até a bola tentou ajudar. Uma tentativa de cruzamento e a redonda foi parar no travessão. Na cobrança de falta, o atacante viu o goleiro fazer uma grande defesa. Gana só se preocupava em marcar. Só precisavam de um gol.

Na primeira oportunidade clara de gol, Cristiano cabeceou nas mãos do goleiro Dauda. Gana só respondeu pouco depois, mas Beto defendeu cobrança de falta. Se nem o craque e mais ninguém de Portugal queria marcar, coube a Boye cortar errado pro gol e marcar contra, aos 30. A missão portuguesa continuava difícil. Precisava golear e furar a forte marcação africana.

O camisa 7 estava mesmo endiabrado. Ronaldo Bateu de fora da área, entre dois defensores, e viu o goleiro fazer grande defesa ainda na etapa inicial. As duas equipes foram para o vestiário sabendo do empate entre Alemanha e EUA. Portugal precisava fazer mais quatro gols, contando que a Alemanha vencesse, e Gana precisava vencer por dois gols de diferença. Nem por isso o futebol melhorou na segunda etapa.

Portugal começou tomando a iniciativa, mas a defesa de Gana estava atenta. Os africanos resolveram testar a defesa portuguesa, e aos 12, Gyan recebeu cruzamento e cabeceou pro gol, deixando tudo igual. Precisando vencer, Gana foi pra cima quando queria. Poderia dar um pouco mais de sangue e conseguir a classificação heroica. Do lado português, Paulo Bento colocou Varela, ainda em busca da missão quase impossível. O sonho quase teve fim de vez quando Cristiano Ronaldo sentiu um incômodo no joelho.

Aos 34, Dauda deu um presente para o CR7, e o atacante não desperdiçou. Bateu firme, no canto, colocando Portugal na frente. Foi o seu primeiro – e último – gol na Copa do Mundo 2014 e o 50º pela seleção. Ele é também o primeiro português a marcar em três Copas diferentes. No lances seguintes, os chutes de Cristiano Ronaldo e Varela pararam nas mãos de Dauda. No último minuto de jogo, CR7 recebeu cruzamento e bateu de lado, consciente, mas a bola lambeu o travessão e foi pra fora. Portugal e a torcida festiva de Gana retornam pra casa.

Ficha do jogo:


Portugal 2x1 Gana


PORTUGAL:
Beto (Eduardo); João Pereira (Varela), Pepe, Bruno Alves e Miguel Veloso; João Moutinho, William e R. Amorim; Nani, Éder (Vieirinha) e Cristiano Ronaldo.
Técnico: Paulo Bento


GANA:

Dauda; Afful, Boye, Mensah e K.Asamoah; Christian Atsu, Rabiu (Acqua); Badu, Andre Ayew (Wakaso), Waris (J. Ayew); Gyan.

Técnico: James Appiah


Local: Mané Garrincha (Estádio Nacional), em Brasília (DF)

Público: 67.540

Data: 26/06/2014

Horário: 13h (de Brasília)


Gols: John Boye, aos 31 minutos do primeiro tempo (contra), e Cristiano Ronaldo, aos 35 do segundo tempo (Portugal); Asamoah Gyan, aos 12 minutos do segundo tempo (Gana)


Árbitro: Nawaf Shukralla (Catar)

Assistentes: Yaser Tulefat e Ebrahim Saleh (ambos do Catar)


Cartão amarelo: 
Afful, Waris Majeed e Jordan Ayew (Gana)

0 comentários :

Postar um comentário