segunda-feira, 30 de junho de 2014

Suado!

Em jogo duro, Alemanha vence Argélia na prorrogação e vai encarar a França nas quartas da Copa

De Inhambupe.
Por Victor França.

30/06/2014 - Assim como Brasil, Holanda e França, a Alemanha foi mais uma candidata ao título que sofreu para avançar às quartas de final da Copa do Mundo. Jogando no Beira-Rio, em Porto Alegre, e com maior parte da torcida contra, os tricampeões mundiais não foram capazes de bater a Argélia no tempo normal, e precisaram da prorrogação para construir o placar de 2 a 1 e carimbar a vaga para a próxima fase. Após o 0 a 0 no tempo normal, Schürrle e Özil marcaram para a Alemanha, enquanto Djabou descontou para a Argélia. O ótimo jogo, último de Porto Alegre na Copa, foi disputado nesta segunda-feira.

Agora, por uma vaga na semifinal, a Alemanha encara a França na sexta (4), às 13h (de Brasília), no Maracanã. Na sequência, às 17h, Brasil e Colômbia duelam no Castelão, em Fortaleza. Os vencedores dos dois jogos se enfrentam na terça-feira (8), no Mineirão, em Belo Horizonte.


Festa alemã, decepção argelina.
(Foto: Getty Images) 


Contrariando todas as previsões, a Argélia começou melhor, marcando a saída de bola da Alemanha e dificultando a transição da defesa para o ataque do adversário. Aos oito, por pouco os argelinos não abriram o placar. Slimani recebeu nas costas da defesa alemã, e saiu livre em direção ao gol; Neuer teve que deixar a área e dividir com o atacante para evitar o gol. A superioridade africana em campo resultou em gol aos 16. Porém, Slimani estava um pouco à frente da zaga quando cabeceou para as redes. O sufoco alemão parecia não ter fim, e em nova chance argelina, Ghoulam bateu cruzado com muito perigo.

Somente após os 30 minutos foi que a Alemanha começou a se encontrar em campo. E quase os comandados de Joachim Löw foram para o intervalo em vantagem, mas Rais defendeu os chutes de Kroos e Götze.

Precisando de mais movimentação no ataque, Joachim Löw pôs Schürrle no lugar de Götze. A Alemanha melhorou, e passou a dar muito trabalho a Rais. Aos nove, Lahm recebeu de frente para o gol e bateu colocado no ângulo. Com a ponta dos dedos, o goleirão argelino evitou o gol alemão. Rais apareceria bem novamente aos 34, ao fazer milagre em cabeçada à queima-roupa de Müller e garantir mais 30 minutos de emoções na prorrogação.

Se dependesse só da vontade, a Argélia poderia continuar a fazer frente à Alemanha no tempo extra. Mas o físico pesou, e logo no primeiro minuto, os alemães abriram o placar. Müller ganhou na velocidade pela esquerda e cruzou para Schürrle fazer de letra, e sem querer, 1 a 0 para a Alemanha. Mais tranquila em campo, a equipe de Löw tocava a bola com mais calma, esperando o momento certo para matar o jogo. O que aconteceu aos 14 do segundo tempo, com Özil. Ainda houve tempo para, nos acréscimos, Djabou descontar para a Argélia e deu um ponto final à partida.

Ficha do jogo:

Alemanha 2x1 Argélia

ALEMANHA:
Neuer; Mustafi (Khedira), Mertesacker, Boateng e Höwedes; Lahm, Schweinsteiger (Kramer) e Kroos; Özil, Müller e Götze (Schürrle).
Técnico: Joachim Löw

Argélia
Rais; Mandi, Mostefa, Belkalem, Halliche (Bougherra) e Ghoulam; Lacen, Feghouli, Taider (Brahimi) e Soudani (Djabou); Slimani.
Técnico: Vahid Halilhodzic

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Público: 43.063
Data: 30/06/2014
Horário: 17h

Gols: Alemanha: Schürrle, a 1 minuto do primeiro tempo da prorrogação, e Özil, aos 14 minutos do segundo tempo da prorrogação; Argélia: Djabou, aos 16 minutos do segundo tempo da prorrogação

Árbitro: Sandro Meira Ricci (BRA)
Assistentes: Emerson de Carvalho (BRA) e Marcelo Van Gasse (BRA)

Cartões amarelos: Lahm (Alemanha); Halliche (Argélia)

0 comentários :

Postar um comentário