terça-feira, 17 de junho de 2014

Santo Ochoa

Goleiro mexicano faz milagres no Castelão e Brasil e México não saem do 0 a 0

De Belo Horizonte.
Por Júlia Alves.

17/06/2014 - O grito de gol ficou entalado na garganta de brasileiros e mexicanos que fizeram linda festa nas arquibancadas do Castelão, em Fortaleza, na tarde desta terça-feira. Brasil e México protagonizaram uma partida equilibrada, pela segunda rodada do Grupo A da Copa do Mundo, e não saíram do 0 a 0. Dependente da bola aérea ou de uma jogada diferenciada de Neymar, a seleção brasileira foi muito previsível no ataque e ainda teve como empecilho uma grande atuação do goleiro Ochoa, eleito o homem do jogo pela FIFA. Os mexicanos encontraram espaço para avançar e até chegaram perto do gol brasileiro, porém, faltou pontaria para definir os lances. Com esse resultado, as duas equipes possuem quatro pontos, mas o Brasil lidera o grupo devido ao saldo de gols (2 a 1).

O Brasil entra em campo novamente na segunda-feira (23), no Mané Garrincha, às 17h, para enfrentar Camarões pelo último jogo da fase de grupos. No mesmo dia e horário, o México encara a Croácia, na Arena Pernambuco. Antes disso, Croácia e Camarões encerram o Grupo F às 19h (de Brasília) desta quarta (18), em Manaus.

Ochoa em um de seus milagres.
(Foto: Divulgação FIFA/Getty Images)

O jogo

A partida começou muito concentrada no meio de campo. As duas equipes marcavam forte e criavam poucas oportunidades de gol. O Brasil, muito depende de Neymar, era previsível no ataque, já que o craque foi bem marcado pelos mexicanos, anulando as principais jogadas ofensivas brasileiras. O México jogava pelas laterais, explorando os espaços cedidos por Marcelo e Daniel Alves.

A seleção brasileira iniciou partindo pra cima do adversário. Neymar avançou pela esquerda e cruzou para Fred aos 10 minutos. O atacante apareceu livre e completou para o gol, mas bola foi na rede pelo lado de fora. O jogo era muito truncado e a resposta mexicana só veio, aos 23 minutos, em chute forte de Herrera de fora da área. A bola passou muito perto do travessão, com Júlio César desviando. Dois minutos depois, o goleiro Ochoa fez verdadeiro milagre. Daniel Alves cruzou da direita, Neymar acertou lindo cabeceio e Ochoa foi no cantinho para evitar o gol.

Os mexicanos aproveitava muito bem os espaços deixado pelo oponente, porém pecavam nas finalizações. Aos 41 minutos, Layún rolou para o meio, Vázquez chegou de trás batendo e a bola passou muito perto da trave esquerda de Júlio César. Se os atacantes do México precisam calibrar o pé, o goleiro mostrou estar em ótima fase e impediu mais uma vez a festa brasileira. Neymar cruzou na área, aos 43 minutos, David Luiz ajeitou para o meio, Paulinho finalizou e Ochoa fez grande defesa.

A primeira chance, no segundo tempo, foi brasileira. Aos dois minutos, Bernard, substituto de Ramires, que não agradou, avançou em velocidade pela direita e cruzou para Neymar dentro da área. Antes que o brasileiro chegasse, Moreno conseguiu o corte. Depois desse lance, pressão mexicana. Guardado arriscou de longe, aos oito minutos, e levou perigo ao gol de Júlio César. No minuto seguinte, Vázquez bateu forte e a bola saiu tirando tinta do travessão. Aos 11 minutos, Herrera recebeu pela direita, cortou para dentro e chutou forte, para grande defesa de Júlio Cesar.

Após o México sufocar, foi a vez do Brasil pressionar. Aos 17 minutos, Neymar cobrou falta com força e a bola passou muito perto do ângulo direito. Cinco minutos depois, Neymar chutou colocado para grande defesa de Ochoa. Na sobra, Daniel Alves cruzou na linha de fundo, mas a zaga mexicana interceptou. Aos 30 minutos, Jô, que entrou na vaga de Fred, apareceu livre dentro da área, recebeu lindo passe e chutou cruzado, mas a bola saiu, sem susto.

No final do jogo, grandes defesas pelos dois lados. Aos 40 minutos, Neymar cobrou falta na área, Thiago Silva cabeceou livre e o goleiro Ochoa salvou em cima da linha. Quatro minutos depois, Guardado avançou pela direita, bateu com efeito e bola passou perto do travessão. No lance seguinte, Jimenez recebeu na direita e chutou forte; Júlio César espalmou para evitar o grito de gol no Castelão.

Ficha de jogo:

Brasil 0 x 0 México

BRASIL:
Júlio César; Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar (Willian) e Ramires (Bernard); Neymar e Fred (Jô).
Técnico: Luiz Felipe Scolari.

MÉXICO:
Ochoa; Maza Rodríguez, Rafa Márquez, Héctor Moreno e Aguilar; José Vázquez, Herrera (Marco Fabián), Guardado e Layún; Giovani dos Santos (Raúl Jiménez) e Oribe Peralta (Javier Hernández).
Técnico: Miguel Herrera

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Público: 60.342
Data: 17/06/2014
Horário: 16h (de Brasilia)

Árbitro: Cuneyt Cakir (Turquia)
Assistentes: Bahattin Duran e Tarik Ongun (Turquia)

Cartões amarelos: Ramires, Thiago Silva (Brasil); Aguilar, Vázquez (México)

0 comentários :

Postar um comentário