domingo, 22 de junho de 2014

No talento!

Em duelo equilibrado contra a Rússia, Hazard aparece no fim e constrói jogada da vitória e da classificação belga

De Belo Horizonte.
Por Caíque Rocha.

22/06/2014 - O Maracanã teve casa cheia para receber a partida entre Bélgica e Rússia, pela segunda rodada do grupo H, na tarde deste domingo. A favorita seleção belga, com a sua "geração de ouro", teve dificuldades para vencer a bem montada seleção russa. O gol do triunfo saiu em bom lance de Hazard, que utilizou sua velocidade para servir o jovem Origi, que marcou. O 1 a 0 classifica a Bélgica, que chega a seis pontos. A Rússia aparece em terceiro, com um ponto e -1 gol de saldo. A Coreia, que ainda joga, tem 0 de saldo. A lanterna é a Argélia, sem pontuar.

Agora, os russos esperam o resultado do outro jogo do grupo. Um empate entre Argélia e Coreia do Sul, ainda nesta tarde, seria o mais interessante para os europeus. Assim, a Argélia ficaria com um ponto e a decisão da segunda vaga ficaria em aberto na última rodada. A Coreia, mesmo chegando a dois pontos, ficaria em situação complicada, pois joga contra a Bélgica em São Paulo. Russos e argelinos duelam em Curitiba. Jogos às 17h (de Brasília) da quinta-feira (26).

Foto: Getty Images

O primeiro tempo mostrou o lado tático das duas equipes, com muito equilíbrio. As duas seleções se postaram muito bem defensivamente, resultando numa partida sem muitas chances de gols, porém, muito movimentada. O time russo obrigou o goleiro Courtois a fazer duas boas defesas e, em outros lances, parou na boa atuação de Kompany – ainda fora da forma ideal. Kokorin desperdiçou a grande chance da partida até então, cabeçando pra fora, quase sem marcação. Houve, como em toda boa partida, um lance polêmico e que será bastante discutido. Um pênalti de Alderweireld em Kanunnikov não foi marcado pelo árbitro alemão. 

Pelo lado belga, a posse de bola era a grande arma, mas que não funcionou. Coube a Mertens criar as duas chances de perigo a favor da ótima seleção vermelha, candidata a grande surpresa da Copa. Pra piorar a situação, o lateral Vermaelen não suportou as dores que já vinha sentindo e deu lugar a Vertonghen, ainda nos primeiros 30 minutos. 

A segunda etapa mostrou, na maior parte do tempo, uma supremacia russa. Com a posse de bola equilibrada, praticamente só a equipe do experiente treinador Fábio Capello atacou e quase abriu o placar em um chute rasteiro de Shatov, que passou raspando a trave esquerda de Courtois. A talentosa Bélgica ouviu gritos de "time sem vergonha", vindos da torcida que compareceu em peso ao Maracanã e esperava por uma grande exibição. Mesmo sem entender os cantos em português, parece que os belgas acordaram, principalmente o jovem Hazard, craque do time. 

Nos 10 minutos finais, a seleção sensação da Copa resolveu jogar tudo que não havia jogado e decidiu liquidar a partida. O meia do Chelsea chamou a responsabilidade e criou boas jogadas de perigo em um intervalo curto de tempo. O gol amadureceu em uma falta rasteira, cobrada por Mirallas, que beijou a trave russa. Somente aos 42 minutos, saiu o gol que garantiu a classificação da Bélgica. Hazard passou como quis pela zaga e tocou para Origi. O atacante, de 19 anos, havia entrado no lugar de Lukaku – que saiu protestando contra o treinador – e estufou a rede do goleiro Akinfeev. 

Ficha do jogo:

Bélgica 1x0 Rússia

BÉLGICA: 

Courtois; Alderweireld, Van Buyten, Kompany e Vermaelen (Vertonghen); Witsel, Fellaini, Mertens (Mirallas), De Bruyne e Hazard; Lukaku (Origi).
Técnico: Marc Wilmots

RÚSSIA: Akinfeev; Kozlov (Eshchenko), Berezutski, Ignashevich e Kombarov; Glushakov, Shatov (Dzagoev), Samedov (Kerzhakov) e Fayzulin; Kokorin e Kanunnikov.
Técnico: Fábio Capello
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 73.819 presentes
Data: 22/06/2014
Horário: 13h (de Brasília)

Gol: Origi, aos 42 minutos do segundo tempo
Árbitro: Felix Brych (Alemanha)
Auxiliares: Mark Borsch e Stefan Lupp (Alemanha)

1 comentários :

  1. Parabéns Caique, ótima reportagem rapaz !

    ResponderExcluir