segunda-feira, 16 de junho de 2014

No início e no fim

Saindo em vantagem no primeiro minuto e marcando o gol do desempate no fim, americanos vencem Gana na estreia pela Copa

De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

16/06/2014 - Os Estados Unidos não venciam em estreias de Copas do Mundo desde 2002, quando surpreenderam e bateram Portugal por 3 a 2. Essa história mudou na noite desta segunda-feira, com a vitória dos americanos sobre Gana por 2 a 1, na primeira rodada do Grupo G do Mundial. Para vencer, os estadunidenses contaram com um gol no início e outro no fim. O primeiro, de Dempsey, foi aos 28 segundos, o mais rápido desta Copa e o sexto mais rápido de toda a história. O segundo, do zagueiro Brooks, de cabeça, foi aos 41 da etapa complementar. Antes disso, aos 37, Andre Ayew havia empatado a partida, em um segundo tempo dominado por Gana na Arena das Dunas, em Natal (RN).

A equipe norte-americana, comandada pelo alemão Jürgen Klinsmann, tira um peso das costas: nas duas últimas Copas, duas derrotas para Gana. O resultado faz os Estados Unidos alcançarem os três pontos, assim como a Alemanha, que atropelou Portugal nesta tarde por 4 a 0. Dessa maneira, os portugueses veem o duelo contra os americanos, no próximo domingo (22), às 19h (de Brasília), em Manaus (AM), como fundamental. Se der EUA, podemos dizer que Portugal está fora. No outro jogo da chave, Gana desafia a favorita Alemanha no sábado (21), às 16h, no Castelão, em Fortaleza (CE).

Dempsey abriu o placar em Natal.
(Foto: Getty Images)

Quando a bola rolou...

Gana deu a saída de bola e logo os americanos mostraram que não estavam para brincadeira. Dempsey recebeu após cobrança de lateral, driblou o zagueiro John Boye e finalizou para as redes, antes mesmo de um minuto de jogo, se tornando o primeiro americano a marcar em três edições diferentes de Copas. O jogo era aberto e movimentado, mas faltava aquela chance que obrigasse uma grande intervenção dos goleiros.

Gana aparecia mais vezes no ataque, cruzando muitas bolas para a área. Aos 19, Altidore teve chance em contragolpe puxado pela direita, mas a finalização do centroavante parou na zaga. Um minuto depois, o camisa 17 sentiu a coxa após sair em velocidade pela esquerda e teve que ser substituído, virando dúvida para a sequência do Mundial. Johannsson entrou.

Aos 31, a primeira grande chance de Gana. Gyan dominou fora da área, girou e soltou a bomba, obrigando o experiente goleiro Tim Howard a espalmar. Apesar de não ser uma partida monótona, faltavam oportunidades claras.

Na etapa complementar, Gana seguiu com a bola por mais tempo e passou a finalizar de longe. O lance de mais perigo no início foi com Muntari, aos nove, com a bola passando com perigo à direita de Howard. Um minuto depois, cruzamento vindo da esquerda e Gyan não conseguiu se posicionar da maneira correta para acertar o alvo, desperdiçando grande chance. Novamente com a cabeça, o camisa 3 acertou dessa vez aos 12 minutos, e Howard se esticou todo para espalmar pela linha de fundo.

Para ganhar qualidade no setor ofensivo, Kevin-Prince Boateng entrou aos 14, e a equipe africana seguiu chegando. De fora da área, Atsu tentou finalizar por cobertura e errou o gol. Gana encontrava muito espaço na defensiva americana. Aos 18, Gyan, agora pelo chão, bateu e viu a bola desviar na defesa. Só o time de branco tinha chances; e não eram poucas. Tentando melhorar as coisas, Klinsmann colocou Zusi aos 32 minutos no lugar de Bedoya. Antes, os americanos já haviam trocado Besler por Brooks, ao intervalo, por lesão, assim como Altidore.

Após tantas chances, o gol de empate de Gana só saiu aos 37. E foi um golaço. Gyan recebeu na área e, de calcanhar, deixou Andre Ayew na cara do gol para finalizar de esquerda e igualar as coisas em 1 a 1. Porém, não demorou muito e os americanos retomaram a vantagem em jogada entre dois reservas. Zusi cobrou o escanteio na cabeça de Brooks, que testou forte e definiu a vitória. Era apenas o terceiro chute americano em toda a segunda etapa, dominada pela equipe africana.

Ficha do jogo: 

Gana 1x2 Estados Unidos 

GANA: 
Kwarasey; Opare, Mensah, Boye e Asamoah; Muntari, Rabiu (Essien), Atsu (Adomah) e Jordan Ayew (Kevin-Prince Boateng); Andre Ayew e Gyan.
Técnico: James Appiah 

EUA: 
Howard; Johnson, Cameron, Besler (Brooks) e Beasley; Beckerman, Jones, Bradley, Dempsey e Bedoya (Zusi); Altidore (Johannsson).
Técnico: Jurgen Klinsmann

Local: Arena das Dunas, em Natal (RN) 
Público: 39760
Data: 16/06/2014
Horário: 19h (de Brasília)

Gols: André Ayew, aos 37 minutos do segundo tempo (GANA); Dempsey, aos 28 segundos do primeiro tempo, e Brooks, aos 41 minutos do segundo tempo (EUA)

Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia)
Assistentes: Mathias Klasenius e Daniel Warnmark (ambos da Suécia) 

Cartões amarelos: Rabiu e Muntari (Gana) 

0 comentários :

Postar um comentário