segunda-feira, 16 de junho de 2014

NBA: Splitter, o primeiro brasileiro campeão

Tiago Splitter se estabelece no San Antonio Spurs, 'recupera-se' do toco de LeBron e é campeão da NBA

De Porto Alegre.

Por Henrique Ferrera.

16/06/2014 - Nem só de Copa do Mundo anda vivendo o Brasil. Com o título do San Antonio Spurs na NBA, o país consegue mais uma marca: pela primeira vez um brasileiro pode ostentar o tão desejado anel de campeão. Ele é Tiago Splitter, pivô da equipe texana, que se recuperou de um fatídico lance da final passada, contra o mesmo Miami Heat, e hoje sorri.

Tiago Splitter sofreu com a derrota em 2013 por ter sido parte de um dos lances mais icônicos do bicampeonato de Miami. Ele tentou uma enterrada em cima de LeBron James, mas acabou sofrendo um belo toco. Desta vez, foi diferente: Splitter foi à forra juntamente com sua equipe, e foi Dwyane Wade quem acabou sendo rejeitado pelo brasileiro.


Splitter é o primeiro brasileiro a ter um anel de campeão da NBA.
(Foto: David Abramvezt)
Splitter teve 8.2 pontos e 6.2 rebotes de média com 21 minutos por jogo. Apenas a lenda Tim Duncan teve melhor média nos rebotes. Splitter ainda acertou 52.3% dos seus arremessos de quadra, a melhor marca da equipe na temporada, seguido por Kawhi Leonard e Boris Diaw.

A carreira de Splitter

Tiago Splitter começou no basquete em 1999, aos 14 anos, jogando pelo Ipiranga de Blumenau, mas logo foi jogar no Joinville, clube da cidade em que nasceu. Em 2001, muito jovem, foi levado ao basquete espanhol, primeiramente ao Bilbao Berri. Já em 2003, Tiago faria seu nome ao levar a medalha de ouro com a seleção brasileira no Pan-Americano de Santo Domingo, título que o levou para o Saski Baskonia.

Em 2005, Splitter voltaria a Santo Domingo para sair de lá com mais uma medalha de ouro, desta vez da Copa América de basquete. O destino para o jovem talento parecia ser inevitavelmente a NBA, e a proposta chegou em 2007, do próprio San Antonio Spurs que o escolheu no Draft. Tiago acabou optando por permanecer na Espanha, pois recebeu uma proposta bem mais vantajosa financeiramente de sua equipe. No ano seguinte, seria escolhido o terceiro melhor jogador de basquete fora das ligas americanas.


Tiago já foi campeão várias vezes pela seleção.
(Foto: Getty Images)
2009 foi um ano de momentos bons e ruins para Splitter. Se por um lado, Splitter foi campeão mais uma vez da Copa América de basquete desta vez em San Juan -, por outro, acabou perdendo a irmã Michelle, vítima de leucemia. Em 2010, veio a consagração: MVP da temporada e das finais da liga espanhola, título assegurado, casamento marcado e finalmente: o contrato assinado com o San Antonio Spurs para disputar a NBA.

A estreia foi contra o Charlotte Bobcats, no dia 19 de março, quando teve a responsabilidade de substituir o lesionado Tim Duncan. Em 2012, ele e Leonard foram escolhidos para o Rising Star Challenge, mas Splitter acabou fora por lesão. Ficou marcado nas finais do Oeste de 2012, quando o técnico do Thunder, Scott Brooks, usou a tática de pará-lo com faltas, graças ao seu aproveitamento fraco em lances livres.

Sua melhor temporada foi a de 2012-13, quando fez 10.3 pontos e 6.4 rebotes por jogo, na campanha do vice-campeonato. Em 2014, o anel veio.

Outros brasileiros

Apesar de uma quantidade razoável de jogadores terem passado pela NBA, apenas três brasileiros se firmaram a ponto de estabelecer carreira sólida na liga. Leandrinho Barbosa foi um deles: draftado pelo Spurs, foi mandado para o Suns, onde fez quase toda sua carreira. Ficou em Phoenix de 2003 a 2010, sendo que o mais próximo que chegou do título foi em 2006, quando caiu na final de conferência para o Dallas Mavericks.

Nenê Hilário foi outro que chegou à uma final de conferência, quando defendia o Denver Nuggets, mas também não chegou ao título, após perder para o Los Angeles Lakers, na final do Oeste em 2009. Anderson Varejão foi o que chegou mais próximo, quando seu Cleveland Cavaliers chegou às finais da NBA em 2007, mas nem a presença de LeBron James foi capaz de parar o San Antonio Spurs.

De olho no Mundial

Você acompanhou mais uma temporada da NBA aqui no Boleiros da Arquibancada, nossa terceira competição em quatro anos da curta história deste espaço. Fique ligado e, a partir do fim do mês de agosto, confira também todos os detalhes do Mundial de Basquete 2014.

0 comentários :

Postar um comentário