quarta-feira, 25 de junho de 2014

Melhor para a França

França poupa titulares em empate sem gols no Maracanã, elimina o Equador, avança como líder e encara a Nigéria nas oitavas

De Belo Horizonte.
Por Manuel Carvalho.

25/06/2014 - Com a vaga praticamente certa, o técnico da seleção francesa, Didier Deschamps, optou por entrar em campo sem seis titulares em relação à última partida. Em duelo muito disputado, os europeus tiveram mais posse de bola, mas ficaram no empate em 0 a 0 com o Equador, nesta quarta-feira, no Maracanã. Ainda assim, os “Bleus” cumpriram seu objetivo, avançaram como líderes do Grupo E – mesmo que sem o brilho das duas primeiras rodadas da Copa do Mundo, quando derrotaram Honduras (3 a 0) e Suíça (5 a 2) –, e eliminaram a primeira equipe sul-americana da competição.

Mesmo sem empolgar, quem criou as melhores chances foi a França, que não saiu com a vitória graças à brilhante atuação do goleiro equatoriano Dominguez, que foi eleito o melhor em campo. Apesar de lutar bastante e estar sempre em busca do gol, a seleção equatoriana foi prejudicada pela expulsão de Antonio Valencia no início do segundo tempo. Classificada para as oitavas de final, a França terá pela frente a Nigéria, na próxima segunda-feira, às 13h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). A outra classificada do grupo foi a Suíça, que fez 3 a 0 sobre Honduras, com três gols de Shaqiri e vai pegar a Argentina às 13h da terça-feira (1).

Domínguez foi o principal responsável pelo 0 a 0.
(Foto: Getty Images)

O jogo

A França começou pressionando, mas não encontrava espaços para o arremate. E o Equador tinha dificuldade para chegar à área adversária, já que os Bleus avançavam a marcação. O primeiro lance importante aconteceu só aos 26 minutos. Sagna fez bom cruzamento pela direita, Dominguez desviou com a ponta dos dedos, e Benzema não alcançou a bola. Aos 33, Arroyo arrancou pela esquerda e arriscou o chute, mas Lloris segurou com facilidade.

A partida, que começou morna, esquentou na segunda metade do primeiro tempo. Aos 37, após cobrança de falta de Griezmann, Pogba cabeceou, a bola ia caindo dentro do gol, mas Dominguez se esticou e espalmou para escanteio. Aos 40, Arroyo avançou pela ponta esquerda e cruzou para cabeceio de Enner Valencia, que obrigou Lloris a fazer grande defesa. Aos 43, mesmo bem marcado, Benzema achou espaço para chute da entrada da grande área, mas Dominguez defendeu. A etapa inicial foi de domínio da França.
  
Logo no primeiro minuto da etapa complementar, Sagna avançou pela direita e cruzou para o desvio de Griezmann. O goleiro Dominguez espalmou e a bola bateu na trave. Aos três minutos, Antonio Valencia foi expulso após entrada dura em Digne. Aos oito, Enner Valencia puxou contra-ataque e passou para Noboa, que dominou errado e mandou para fora. Aos 16, Benzema tabelou com Matuidi, que chutou da entrada da área para defesa em dois tempos de Dominguez. Aos 28, Sissoko cruzou para cabeceio de Pogba, que tirou demais do goleiro e a bola passou bem próxima à trave.

Aos 36, Ibarra driblou Varane e chutou forte, mas Lloris fez grande defesa. Aos 38, Benzema fez tabela com Giroud e chutou, mas Dominguez pegou de novo. Aos 41, Rémy chutou forte e obrigou Dominguez a fazer mais uma bela defesa. Aos 43, Pogba deu belo drible em Paredes e chutou da entrada da área, mas a bola foi para fora. Aos 46, Giroud recebeu cruzamento livre e cabeceou, mas Dominguez fez mais uma boa defesa.

Ficha do jogo:

Equador 0x0 França

EQUADOR:
Dominguez; Paredes, Erazo, Guagua e Ayovi; Montero (Ibarra), Noboa (Caicedo), Minda e Antonio Valencia; Arroyo (Achilier) e Enner Valencia.
Técnico: Reinaldo Rueda

FRANÇA:
Lloris; Sagna, Sakho (Varane), Koscielny e Digne; Matuidi (Giroud), Schneiderlin, Pogba e Sissoko; Griezzman (Rémy) e Benzema.
Técnico: Didier Deschamps

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Público: 73.749 presentes
Data: 25/06/2014
Horário: 17h (de Brasília)

Árbitro: Noumandiez Doue (Costa do Marfim)
Assistentes: Songuifolo Yeo (Costa do Marfim) e Jean Claude Birumushahu (Burundi)

Cartão amarelo: Erazo (Equador)

Cartão vermelho: Antonio Valencia (Equador)

0 comentários :

Postar um comentário