sábado, 28 de junho de 2014

Fazendo história

Colômbia vence Uruguai no Maracanã e tem a missão de desafiar o Brasil nas quartas

De Inhambupe.
Por Victor França.

28/06/2014 - Durante 64 anos, um fantasma assombrou o Maracanã. Hoje, diante de uma seleção amarelinha, ele conheceu seu fim. A Colômbia honrou a cor que veste, dominou amplamente a partida e venceu o Uruguai, o tal "fantasma de 1950", por 2 a 0. A vitória selou a classificação dos Cafetones para as quartas de final, a primeira em sua história. O grande nome do jogo foi o camisa 10 colombiano, James Rodríguez. O jovem de 22 anos, em mais uma partida primorosa neste Mundial, marcou os dois gols da partida, sendo o primeiro uma verdadeira pintura. Sem Suárez, o Uruguai volta pra casa.

Agora, a seleção treinada por José Pekerman encara o Brasil, que tirou o Chile nos pênaltis, na próxima sexta (4), às 17h, no Castelão, em Fortaleza.


James Rodríguez (à esquerda) marcou os dois gols e classificou a Colômbia para as quartas.
(Foto: Getty Images)


Desde o primeiro minuto ficou claro o que se veria no Maracanã. A Colômbia iria propor o jogo, enquanto o Uruguai iria esperar mais cautelosamente na defesa. Muito bem montada, a seleção colombiana fazia blitz na defesa adversária, e não dava chance para eventuais contra-ataques.O amplo domínio da Colômbia deu fruto aos 27 minutos, quando James Rodríguez abriu o placar com um golaço. O camisa 10 dominou no peito e bateu de primeira com a canhota. A bola ainda tocou no travessão antes de entrar.

Mesmo atrás no marcador, o Uruguai não conseguia sair da pressão colombiana, e seguia na espera de um vacilo do adversário. Na melhor chance da Celeste na etapa inicial, Cavani cobrou falta com categoria, mas a bola saiu por pouco.

Os uruguaios vieram com uma postura mais ofensiva no início do segundo tempo, tomando a iniciativa do jogo. Mas na primeira oportunidade que teve, a Colômbia chegou ao segundo gol. Armero caprichou no cruzamento e mandou a bola na cabeça de Cuadrado. O meia ajeitou para trás e James Rodríguez só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Vendo que a situação começava a ficar bastante complicada, Óscar Tabárez colocou Stuani e Gastón Ramírez nas vagas de Fórlan e Álvaro Pereira, respetivamente. O time melhorou, ao mesmo tempo que a Colômbia diminuiu a intensidade. Aos 18, Cristian Rodríguez arrancou do meio de campo e soltou a bomba. Ospina se esticou todo e evitou o gol Celeste. Em nova chance uruguaia, Cavani recebeu na esquerda e bateu colocado no canto direito de Ospina, que foi buscar novamente. A pressão seguiu até os últimos minutos, quando colombianos e uruguaios perceberam que o resultado do jogo não seria alterado. No fim, festa amarela nas arquibancadas. Festa colombiana no Maracanã.

Ficha do jogo:

Colômbia 2 x 0 Uruguai

COLÔMBIA:
Ospina; Zúñiga, Zapata, Yepes e Armero; Carlos Sánchez, Aguilar, Cuadrado (Guarín) e James Rodríguez (Adrían Ramos); Teófilo Gutiérrez (Mejía) e Jackson Martínez.
Técnico: José Pekerman

URUGUAI:
Muslera; Martín Cáceres, José Giménez, Godín e Álvaro Pereira (Gastón Ramírez); Arévalo Ríos, Álvaro González (Abel Hernández), Maxi Pereira e Cristian Rodríguez; Forlán 9Stuani) e Cavani.
Técnico: Óscar Tabárez

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 73.804
Data: 28/06/2014
Horário: 17h

Gols: James Rodríguez, aos 27 do primeiro tempo e aos 4 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Armero (Colômbia); José Giménez (Uruguai)

0 comentários :

Postar um comentário