sexta-feira, 13 de junho de 2014

Falta pouco

San Antonio Spurs domina jogo 4, bate Miami Heat e fica a uma vitória do seu quinto título da NBA

De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

13/06/2014 - A individualidade de LeBron James contra o jogo coletivo dos Spurs. Ficamos com a segunda opção. No fim da noite desta quinta-feira (12), na American Airlines Arena, em Miami, San Antonio encaminhou seu quinto título da NBA ao vencer o jogo 4 da decisão contra o Miami Heat por 107 a 86. LeBron fez um jogo quase perfeito, mas o problema é que foi só ele. Do outro lado, muita inteligência, rotação e trabalho ofensivo muito interessantes e tranquilidade na conquista do resultado, durante quase todo o tempo. Assim como na terça-feira (10), no jogo 3, a equipe comandada por Gregg Popovich chegou a construir vantagem de 25 pontos, algo inimaginável para uma série decisiva entre equipes de tal nível. Com duas vitórias fora de casa, SA abre 3 a 1 na melhor de sete.

Nunca na história das finais da NBA uma equipe que abriu 3 a 1 deixou o título escapar. E a missão de Miami é exatamente evitar isso. No próximo domingo (15), a partir das 21h, San Antonio tem a oportunidade de se tornar campeão em sua casa, o AT&T Center.

Os Spurs estão perto da quinta conquista.
(Foto: NBAE/Getty Images)

Sobre a coletividade dos Spurs: todos os 13 jogadores inscritos na partida pontuaram. Destaque, Kawhi Leonard fez mais um excelente jogo. Vibrante, agressivo e em contínua evolução, ele saiu de quadra com 20 pontos e 14 rebotes. Outro double-double foi de Tim Duncan, autor de 10 pontos e 11 rebotes. Tony Parker também foi excelente, com 19 pontos. O detalhe é que o armador francês nem precisou distribuir muitas assistências, saindo de quadra com apenas duas. Destaque também para a importante participação de Patty Mills, que anotou 14 pontos quatro chutes de três pontos, vindo do banco. O brasileiro Tiago Splitter, novamente reserva, conseguiu seis pontos, um rebote e duas belas assistências.

Do lado de Miami, só LeBron. 28 pontos dele, anotados nos três primeiros quartos (19 só no terceiro). Depois, 12 pontos de Chris Bosh e 10 de Dwyane Wade. Assim fica difícil vencer. 

Quando a bola subiu...

San Antonio começou a partida em ritmo intenso. Danny Green acertou duas de três e deu a vantagem de 13 a 4 aos Spurs, obrigando Erik Spoelstra a logo pedir tempo. Depois, com Chris Bosh chamando a responsabilidade, Miami entrou no jogo. LeBron ainda não havia conseguido jogar. O resto do período inicial foi com o Heat buscando e os Spurs abrindo vantagem novamente. Ela chegou a nove quando Patty Mills acertou de três a um minuto do fim. No período, 26 a 17, com oito dos nove jogadores de San Antonio pontuando (Tiago Splitter foi o único zerado).

No início do segundo quarto, os Spurs, com as três estrelas no banco, abriram 13 pontos (33 a 20). Parker e Ginóbili voltaram primeiro e, mesmo com Tim Duncan participando menos, San Antonio continuou dominando. Com uma rotação e um trabalho ofensivo muito interessante, o time do Texas chegou a abrir 22 pontos de vantagem (55 a 23) e encontrava um Heat pouco combativo do outro lado. Assim, Miami era engolido pelos Spurs. Ao intervalo, 55 a 36.

Com LeBron chamando a responsabilidade, como tinha que ser, Miami chegou a reagir no terceiro quarto. O problema é que só ele jogava, enquanto San Antonio aproveitava bem todas as chances e mantinha-se com confortável vantagem. A partir da segunda metade da parcial, foi show. Com tranquilidade, os Spurs abriram 81 a 57 (26 a 21 no quarto). Dos 21 pontos de Miami na parcial, 19 foram de LeBron James. Nestas condições, o último período foi apenas protocolar.

(1) San Antonio Spurs 3x1 Miami Heat (2)
05/06, às 22h: Miami Heat 95 @ 110 San Antonio Spurs
08/06, às 21h: Miami Heat 98 @ 96 San Antonio Spurs
10/06, às 22h: San Antonio Spurs 111 @ 92 Miami Heat
12/06, às 22h: San Antonio Spurs 107 @ 86 Miami Heat
15/06, às 21h: Miami Heat @ San Antonio Spurs
17/06, às 22h: San Antonio Spurs @ Miami Heat
20/06, às 22h: Miami Heat @ San Antonio Spurs


Na págna da NBA, a tabela completa dos playoffs.

0 comentários :

Postar um comentário