domingo, 8 de junho de 2014

Dono do terreno

Diante de Novak Djokovic, Rafael Nadal fatura nono título de Roland Garros 

De São Paulo.
Por Eduardo do Carmo.

08/06/2014 - Fenômeno! Roland Garros foi feito sob medida para o espanhol Rafael Nadal. Parece impossível, ou quase, derrotar o número 1 do mundo no Grand Slam francês. Em 67 partidas no saibro da França, Nadal venceu 66 e perdeu apenas uma. Nas oitavas de final de 2009, foi derrotado pelo sueco Robin Soderling. Antes disso, havia conquistado o título em quatro oportunidades consecutivas. Após o único revés, o Touro Miúra sobrou. Foram mais cinco conquistas seguidas. A última delas, neste domingo, diante do sérvio Novak Djokovic (2). Nadal chegou ao nono título com uma vitória por 3 sets a 1 e parciais de 3/6, 7/5, 6/2 e 6/4.

Nadal perde o primeiro set, mas vira o jogo e conquista nono título em Roland Garros.
(Foto: Reuters)

Com o resultado, Rafa manteve a liderança no ranking da ATP. O próprio Djoko poderia passar o rival caso vencesse. O sérvio lutava pelo primeiro título em Roland Garros. Esse foi o 42º confronto entre os tenistas. Nadal leva vantagem com 23 triunfos. Em finais, a vantagem é do sérvio, que bateu o espanhol em 12 decisões. O número 1 do mundo tem 10 vitórias em duelos que valem título contra Djokovic.

Os dois tenistas haviam se enfrentado em duas oportunidades nesse ano. Nos dois compromissos, final do Master 1000 de Roma e final do Masters 1000 de Miami, Djokovic saiu vitorioso.

O caminho do campeão

Em sua estreia, Nadal venceu o americano Robby Ginepri por 3 a 0 (6/0, 6/3 e 6/0). Um novo 3 a 0 veio na segunda rodada. Diante do austríaco Dominic Thiem, 6/2, 6/2 e 6/3. Na terceira fase, fez 6/2, 7/5 e 6/2 no argentino Leonardo Mayer. O espanhol encarou outro sérvio na trajetória. Nas oitavas de final, mais um 3 a 0 (6/1, 6/2 e 6/1) em Dusan Lajovic. Contra o compatriota David Ferrer, o primeiro set perdido: 3 a 1 (4/6, 6/4, 6/0 e 6/1). Na semifinal, tranquilidade contra o britânico Andy Murray (6/3, 6/2 e 6/1).

O jogo 

Até 4 a 3 para Novak Djokovic, não houve quebra de saque no primeiro set. No oitavo game, o sérvio teve dois break points, viu Nadal salvá-los, mas conseguiu o 5 a 3 posteriormente. Em seu último serviço, Djokovic não desperdiçou a chance e fechou em 6 a 3.

No segundo set, foi Nadal quem quebrou o saque pela primeira vez. O espanhol colocou uma boa vantagem: 4 a 2. Djokovic devolveu a quebra, confirmou o serviço e deixou tudo igual. Em uma devolução errada do sérvio, Rafael Nadal fez 5 a 4. Djokovic, porém, igualou novamente. Nesse momento, o atleta da Sérvia se mostrou cansado e o espanhol aproveitou para fechar a segunda parcial em 7 a 5.

Rafael Nadal seguiu melhor e abriu 3 a 0. O cabeça de chave número 1 foi superior em todo o terceiro set e, sem muita dificuldade, fez 6 a 2, e virou o placar. Com 4 a 2 no quarto set, Nadal encaminhou a vitória, mas Djokovic voltou para a partida com uma quebra e um game no saque. Na sequência, Nadal confirmou o seu serviço, quebrou o saque de Djokovic e garantiu o triunfo.

0 comentários :

Postar um comentário