terça-feira, 24 de junho de 2014

De saída

Prandelli se demite do cargo de técnico da Itália. Treinador assumiu toda a responsabilidade pela queda da Azzurra

De Natal.

Por Agência ANSA.


24/06/2014 - O treinador da seleção italiana, Cesare Prandelli, pediu demissão do cargo após a derrota da Azzurra por 1 a 0 para o Uruguai, resultado que tirou o país da Copa do Mundo de 2014 ainda na fase de grupos. "Sou responsável pelo projeto técnico, então anuncio minha saída ao presidente da Figc [Federação Italiana de Futebol], Giancarlo Abete, e a Demetrio Albertini [vice-presidente da entidade]", afirmou o comandante em coletiva de imprensa na Arena das Dunas.

Logo em seguida, Abete, que estava ao lado de Prandelli no pronunciamento, também comunicou a sua renúncia, mas disse esperar que o treinador continue no cargo. "Convoquei o conselho federal, para o qual levarei a minha demissão irrevogável. Eu já tinha decidido antes do Mundial, mas espero que Prandelli repense a sua decisão", declarou o cartola.


No entanto, logo depois, o técnico ressaltou que também não vai mudar de ideia. Com carreira discreta em clubes, Prandelli assumiu o comando da Azzurra em 2010, logo após a seleção cair na primeira fase da Copa do Mundo daquele ano.

Desde então, ele vem tentando promover uma mudança de paradigma no futebol italiano, dando espaço para jovens e incentivando um futebol mais vistoso e de mais posse de bola, ao invés de apelar para o velho catenaccio. Com essa filosofia, o técnico levou o país ao vice-campeonato da Eurocopa de 2012 e ao terceiro lugar na Copa das Confederações de 2013. (ANSA)

0 comentários :

Postar um comentário