quinta-feira, 12 de junho de 2014

B.A. na Copa #32: Primeiro passo

Chegou o grande dia! Em São Paulo, Brasil enfrenta a Croácia nesta quinta na abertura da Copa do Mundo 2014

De Belo Horizonte.
Por João Vitor Cirilo.

12/06/2014 - Foram quase sete anos de espera desde o anúncio em 30 de outubro de 2007. De lá pra cá, promessas (algumas cumpridas, outras não), muitas obras (algumas inacabadas) e, sim, evolução. É claro que algumas coisas melhoraram para esta Copa do Mundo, apesar de muitas ainda deixarem os cidadãos irritados. Falando de futebol, o famoso "clima de Copa" demorou a aparecer, em meio a tantas manifestações no território brasileiro. Mas parece que os fãs do esporte mais apaixonante do mundo resolveram abraçar o evento, que já vai começar.

Às 17h (de Brasília) desta quinta-feira, dia 12 de junho de 2014, começa a 20ª edição da Copa do Mundo FIFA, com Brasil e Croácia jogando na nova Arena Corinthians, o Itaquerão, ou ainda Arena São Paulo, como chama a federação.

O time da estreia em 2014 será o mesmo que goleou a Espanha na final da Copa das Confederações 2013.
(Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Sem espaço para decepções

Luiz Felipe Scolari e uma renovada seleção brasileira têm a missão de obter sucesso 64 anos após o uruguaio Ghiggia estragar o sonho verde e amarelo e fazer a Celeste conquistar a Copa de 1950 em pleno Maracanã. Desta vez, não há espaço para vacilos. Felipão conta com um ótimo e equilibrado grupo para sair vencedor desta vez.

O time titular, ao menos na estreia, será o mesmo que foi campeão no último ano na Copa das Confederações. O ainda contestado Júlio César guarda a meta; David Luiz e Thiago Silva formam a dupla de zaga mais cara do mundo e de muita qualidade e segurança na defesa; Daniel Alves e Marcelo são mais dois atacantes que surgem pelas laterais; o "invisível" Luiz Gustavo é o homem da marcação no meio, auxiliado pelo versátil Paulinho; mais à frente, Oscar tem a missão de abastecer o ataque, formado pelo forte Hulk, pelo craque Neymar e por nossa esperança de gols, o centroavante Fred.

É evidente que Neymar é a esperança do atual time, mas a seleção não é só ele (e não pode ser só ele). No banco, nomes que podem se tornar importantes, como os meias Fernandinho, Hernanes, Ramires, Bernard e Willian. Aliás, este último pode se tornar titular em breve, caso siga entrando bem na equipe e Oscar não melhore seu desempenho. Se Fred titubear, Jô está pronto para entrar bem novamente, assim como na Copa das Confederações. Para a lateral, Maicon, que já foi titular da seleção, é a sombra de Daniel Alves.

Modric, do Real Madrid, é o maestro croata.
(Foto: Getty Images)

A intenção é incomodar

A vida brasileira contra os croatas em estreias em Mundiais nunca foi fácil. É contra a seleção europeia que o Brasil sofreu a primeira derrota na abertura de Copas. Na verdade, foi contra a Iugoslávia, território do qual a Croácia fazia parte. Em 1930, 2 a 1 contra o Brasil. Na Alemanha, 44 anos depois, em 1974, empate sem gols entre os dois países. Em 2006, coube a Kaká dar a primeira vitória contra Croácia em estreias, por 1 a 0. Somando a este resultado, o Brasil tem 14 vitórias, três empates e duas derrotas em estreias na Copa do Mundo. O desempenho é interessante.

Para seguir incomodando o Brasil, o técnico Niko Kovac terá desfalques. Além do suspenso Mario Mandzukic, centroavante que jogou a temporada pelo Bayern de Munique, o comandante não terá o lateral esquerdo Danijel Pranjic, que torceu o tornozelo em amistoso contra a Austrália, na Bahia. Sime Vrsaljko será o titular na posição. Já o meia Ivan Mocinic teve que ser cortado logo na véspera da estreia, também com um problema no tornozelo, e será substituído por Milan Badelj. O detalhe é que Badelj estava na lista dos pré-convocados, mas não foi incluído na lista final devido a um problema na virilha. Agora, ele está de volta. Mate Males, Ivan Strinic, Niko Kranjcar e Ivo Ilicevic são outros croatas que ficam de fora da Copa por lesão.

Ainda existem dúvidas no time titular. Quanto a quem entrará na vaga de Mandzukic, o brasileiro Eduardo da Silva pode jogar, mas a aposta é em um ataque com Nikica Jelavic e Ivica Olic. A Croácia deve jogar com Pletikosa; Srna, Corluka, Lovren e Vrsaljko; Brozovic (Kovacic), Rakitic, Modric, Perisic e Olic (Eduardo da Silva); Jelavic.


B.A. na Copa

O Boleiros da Arquibancada já respira a Copa do Mundo. Nosso site acompanha todas as partidas do Mundial e, diariamente, traz detalhes sobre tudo o que rolar na principal competição esportiva do Mundo. Siga conosco.

Clique e confira todas as matérias da série B.A. na Copa.

0 comentários :

Postar um comentário