sábado, 31 de maio de 2014

Reis do Leste

Miami Heat massacra Indiana Pacers e chega às finais da NBA pela quarta vez consecutiva

De Aracaju.
Por Henrique Ferrera.

31/05/2014 - Em toda a temporada regular, a supremacia do Miami Heat na Conferência Leste foi posta em questão graças ao Indiana Pacers. E aí vieram os playoffs. E a pergunta foi respondida - sem margem para questionamentos.

O Heat se tornou a terceira franquia na história da NBA a alcançar a série final em quatro temporadas consecutivas, com uma vitória tranquila nesta sexta (30), que o levou do título de conferência à grande final. LeBron James e Chris Bosh marcaram 25 pontos cada, e o Miami eliminou o Pacers pelo terceiro ano seguido com uma vitória fácil por 117 a 92 no jogo 6 da final do Leste.

LeBron e Wade comemoram mais uma vez o título do Leste.
(Foto: Mike Ehrmann/Getty Images)

Dwyane Wade e Rashard Lewis marcaram 13 pontos cada para Miami, que perdia por 9 a 2 antes de fazer 54 dos 75 pontos seguintes para apagar qualquer dúvida na hora do intervalo. O Heat, que chegou a abrir 37 pontos em certo momento, bateu um recorde da franquia com sua 11ª vitória seguida em casa em pós-temporada, marca que vem dos dois últimos jogos da final da NBA passada.

Indiana liderou o Leste em grande parte da temporada regular, atormentados pela lembrança de perder o derradeiro jogo 7 em Miami, um ano atrás. Então eles passaram essa temporada com um objetivo claro: derrubar Miami como os reis do Leste. Os Pacers ficaram dois jogos à frente na classificação da temporada regular.

Mas, ficaram dois jogos atrás na pós-temporada. O jogo 7, desta vez, teria sido em Indianápolis. Os Pacers só não tiveram a chance de fazer isto acontecer, pelo menos não esta noite. Paul George fez 29 pontos para Indiana, David West marcou 16, e Lance Stephenson - vaiado a noite toda - terminou com 11.

Então agora, Celtics e Lakers tem companhia. Até sexta, os dois únicos times da história da NBA a chegar às finais em quatro anos seguidos. O Heat se juntou a eles, e sua busca pelo terceiro título consecutivo começa em San Antonio ou Oklahoma City na quinta à noite.

A forma como eles jogaram o jogo 6 fez de Bosh um profeta, que previu que Miami jogaria seu melhor jogo da temporada. Os números sugerem que ele estava certo, como este: A maior vantagem de Miami na temporada antes deste jogo 6, foi de 36 pontos. A maior desvantagem de Indiana na temporada foi de 35 pontos. Após uma bandeja de LeBron com 3:39 para o fim do terceiro período, a margem de diferença foi imensa - 37 - , de 86 a 49. A noite de LeBron terminou não muito tempo depois.

Um dos destaques do jogo foi Stephenson, que catimbou como um jogador sulamericano. O armador de Indiana foi até LeBron e lhe deu um tapinha no rosto nos minutos iniciais, ficou em cima dele após um enrosco debaixo da cesta, e cometeu uma falta flagrante após acertar Norris Cole na cabeça no segundo quarto.

Foi o fim de uma série memorável para Stephenson, embora não tenha sido pela qualidade do seu basquete. Sua sequência de momentos midiáticos nestas finais do Leste começou quando ele falou da saúde dos joelhos de Wade antes da série e atingiu o ápice no jogo 5, quando ele soprou no ouvido de LeBron e andou no meio de uma reunião de jogadores do Heat. Quando acabou, Stephenson saiu e apertou a mão de vários jogadores do Heat, assim como o resto de seus companheiros.

O Heat estava incomodado com tudo - "com raiva", confessou Spoelstra -, mas riu por último. O Big Brother, de novo, reinou supremo nessa rivalidade. Frank Vogel usou a analogia irmão mais velho-irmão mais novo, contando a história de que em algum ponto de cada rivalidade, o mais novo tomaria sua posição. Indiana pensou que iria acontecer agora. O Heat, obviamente, tinha outras ideias.

0 comentários :

Postar um comentário